Buscar

Setor de calçados tem recuperação em 2013

O núcleo de Inteligência de Mercado do IEMI (Instituto de Estudos e Marketing Industrial) prevê boas perspectivas para o setor calçadista na reta final de 2013. De acordo com o estudo “Indicadores do setor de calçados do Brasil”, elaborado pelo instituto, a expectativa é que o varejo de calçados termine o ano com alta de 11,3% em valores e 5,5% em volume de pares.



Calçados
2010
2011
2012
2013 (1)
Varejo (em % sobre pares)
8,9%
-5,0%
6,4%
5,5%
Varejo (em % sobre R$)
17,2%
3,3%
7,8%
11,3%
   Fonte: IEMI
   Nota: (1) Estimativas

Na indústria, estima-se que a produção de calçados termine o ano com alta de 7,0% em volume de peças e 11,1% em valores.

Calçados
2010
2011
2012
2013 (1)
Produção (em % sobre pares)
9,9%
-8,4%
5,5%
7,0%
Produção (em % sobre R$)
14,9%
0,2%
9,8%
11,1%
  Fonte: IEMI
  Nota: (1) Estimativas


Consumo aparente, importação e exportação


O setor calçadista sofreu muito nos últimos anos com o crescimento das importações, ao mesmo tempo em que as exportações estagnaram e passaram a recuar. Segundo Prado, a situação foi revertida em 2013. “Além da elevação da produção de calçados injetados (chinelos e sandálias), enxergamos uma melhora no conjunto do setor. A taxa de câmbio atual e as empresas que possuem canais de venda no exterior, já estão contribuindo para este quadro positivo”, explica ele.

O setor calçadista brasileiro tem forte participação de chinelos e sandálias de plástico e borracha, cuja produção este ano tem sido crescente. “Não somente em injetados houve crescimento, mas também nos segmentos de tênis e calçados de couro, estes últimos estão aos poucos retomando sua aceitação no mercado externo, ao mesmo tempo que o consumo interno avança, ainda que lentamente”, avalia.

De acordo com o documento, as exportações devem fechar 2013 com alta de 5,4% e as importações com alta de 12,1%. A participação dos importados cresceu do ano passado para este e o consumo aparente (resultado da soma da produção com a importação menos a exportação) apresentou alta em relação a 2012.

Calçados (em % sobre pares)
2010
2011
2012
2013 (1)
Produção
9,9%
-8,4%
5,5%
7,0%
Importação
-5,5%
18,5%
4,9%
12,1%
Exportação
12,9%
-21,0%
0,3%
5,4%
Consumo Aparente (2)
8,7%
-5,1%
6,3%
7,4%
Participação dos Importados (%) (3)
3,7%
4,6%
4,5%
4,7%
Participação dos Exportados (%) (4)
16,0%
13,8%
13,1%
12,9%
  
 Fonte: IEMI
   Notas: (1) Estimativas;
            (2) Consumo aparente = produção – exportação + importação;
            (3) Participação dos importados = importação sobre consumo aparente;
            (4) Participação dos exportados = exportação sobre a produção.

Postar um comentário

0 Comentários