segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

10 razões para o varejista implementar um sistema de contagem de pessoas em sua loja

Ferramenta ajuda varejista a potencializar vendas e turbinar faturamento nos pontos de venda

2014 começa com boas perspectivas para o varejo graças à estabilização da economia, menor índice de endividamento do consumidor e taxas estáveis de empregabilidade. Neste cenário, atrair o consumidor às lojas parece mais fácil, porém converter sua visita em venda efetiva requer algumas estratégias pontuais.

Afinal, uma loja cheia não quer dizer, necessariamente, uma loja com bom faturamento. A Virtual Gate que fornece aos varejistas soluções que impactam diretamente no aumento do faturamento de suas lojas por meio da gestão do fluxo de consumidor e da taxa de conversão, pontua algumas razões pelas quais vale a pena investir em um sistema de contagem de pessoas:
  1. Ajuda a descobrir onde existem oportunidades de vendas existentes;
  2. Possibilita a medição do desempenho de uma loja versus seu potencial;
  3. Otimiza recursos humanos, pois ajuda a definir melhor a escala de funcionários evitando ociosidade ou sobrecarga;
  4. Permite uma comparação de desempenho entre lojas;
  5. Atua no monitoramento acerca dos efeitos das campanhas de marketing no tráfego da loja;
  6. Ajuda no desenvolvimento de KPIs (indicadores de performance) organizacionais e medição de seu impacto nas lojas;
  7. Melhora a rentabilidade, afinal apenas o que se é medido pode ser avaliado e corrigido;
  8. Permite a identificação de oportunidades para melhorar o treinamento de vendas e reciclagem de equipe;
  9. Determina se as mudanças de merchandising atraem mais shoppers (compradores);
  10. Permite o acompanhamento do desempenho da equipe de vendas e da taxa de conversão.
“Tão importante quanto incentivar o volume de clientes nas lojas por meio de campanhas de marketing e promoções é saber identificar o real potencial da loja versus faturamento”, explica a diretora geral da empresa, Heloísa Cranchi. “O sistema de contagem de pessoas possibilita ao varejista uma análise de potencial máximo de negócio, de modo que possa expandir seu faturamento sem, necessariamente, abrir novas lojas para isso”, conclui.

Varejistas como C&A, Pernambucanas, Telhanorte, Leroy Merlin, Livraria Cultura, Cybelar, Shoestock, Reebok, Redley, L'Occitane, Lacoste, Kate Spade, Farm, Fábula, King Star e BR Home Centers estão entre seus clientes. Recentemente a Virtual Gate foi auditada e aprovada pela consultoria independente PricewaterhouseCoopers (PWC) quanto à acuracidade dos seus sistemas de medição de fluxo de pessoas nas lojas por estar dentro dos padrões legais em todos os quesitos analisados.
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?