Buscar

Arquitetura Comercial impulsiona as vendas no varejo

“Aliados a novas tecnologias, espaços e ambientações geram experiências de interação garantida com o consumidor”, afirma Vera Zaffari, arquiteta especializada em projetos para lojas, shoppings centers e supermercados

O investimento em tecnologia de ponta e automação no atendimento aos clientes nos Pontos de Venda (PDV) é uma realidade no varejo internacional que começa a chegar ao mercado brasileiro. Contudo, além do uso da tecnologia, é preciso criar uma ambientação adequada para acomodar as inovações. O escritório VZA l Vera Zaffari Arquitetura, especializado em arquitetura e urbanismo para estabelecimentos comerciais, trabalha para adaptar o novo ao existente e orientar o cliente frente às novas tecnologias. “A Arquitetura Comercial está buscando entender as novas formas de comportamento do consumidor e passou a introduzir, em seus projetos, espaços e ambientações que geram novas experiências”, resume a arquiteta Vera Zaffari, expert no assunto.



Os ambientes no varejo devem proporcionar experiências inspiradoras ao consumidor, que busca autenticidade, conforto, praticidade e interatividade durante a compra. Nesse escopo, o investimento em Arquitetura Comercial pode contribuir para a melhoria do negócio. “Mas é preciso ter cuidado. O novo modelo deve seguir garantindo a identidade da marca e promovendo a permanência do público por mais tempo no PDV, situação que hoje compete com a experiência virtual”, ressalta Vera.
Assim, envolvimentos tátil e emocional, por exemplo, garantem pontos para as lojas físicas frente ao e-commerce. “As pessoas querem tocar, sentir, cheirar, experimentar, interagir, conviver, deixar-se encantar. É isto que faz com que uma pessoa queira ir à loja”, explica Vera Zaffari. Nesse sentido, o investimento em Arquitetura Comercial torna-se um diferencial que contribui para o avanço das vendas e a satisfação dos garantidas dos clientes.