Julho registrou 180.919 tentativas de fraude conhecida como roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor.

Isso representa uma tentativa de fraude a cada 14,8 segundos no país. Em relação a junho de 2014, houve alta de 19,9%. Já na comparação do acumulado do ano (janeiro a julho de 2014 contra o mesmo período de 2013), o indicador registrou queda de 5,5%. Em relação a julho de 2013, houve queda de 15,8%.