Buscar

Pesquisa aponta comportamento do consumidor no Dia das Crianças

Estudo realizado pela Social Miner em parceria com Vindi, Neoassist e MindMiners aponta que a categoria que mais se beneficiou com a data foi a de Beleza e Saúde, crescendo 2,81 pontos percentuais. Destaque também para Multivarejo, que inclui brinquedos e cresceu 1,1%

A Social Miner – empresa de tecnologia que ajuda sites e e-commerces a aumentarem suas conversões por meio da exclusiva metodologia de People Marketing – se uniu a Vindi, Neoassist e MindMiners e realizou um levantamento que aponta o comportamento do consumidor no Dia das Crianças. Uma surpresa no resultado: a categoria de Beleza e Saúde foi a que mais se beneficiou com a data comercial, crescendo 2,81 pontos percentuais.

O relatório aponta, ainda, que mais de 50% dos adultos entrevistados tinham a intenção de comprar presentes para eles mesmos na data, fato que pode justificar a alta de uma categoria não tão popular entre as crianças. Por outro lado, o setor de Multivarejo, que inclui itens como brinquedos, também aumentou sua representatividade em vendas em 1,1%.

Outro dado significativo do estudo é que 75% das pessoas afirmaram conferir preços e ofertas online antes de realizar a compra dos presentes e, no entanto, 53% afirmam preferir comprar em lojas físicas. Isso pode ser explicado pelo desejo de os adultos estarem com as crianças no ato da compra e de muitos consumidores não se programam em tempo hábil para que o prazo de entrega do presente aconteça até a data comemorativa.

De acordo com Ricardo Rodrigues, cofundador da Social Miner, dados como estes permitem que e-commerces e empresas invistam em campanhas mais assertivas. "Entender o comportamento do consumidor é essencial em qualquer data comercial, e pode ajudar a direcionar melhor as mensagens para cada público. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a expectativa é de que o comércio eletrônico tenha faturado mais de R$ 2 bilhões na data. Isso deve ser encarado como uma oportunidade para conquistar novos clientes e fidelizar os antigos", afirma Rodrigues.

O levantamento revelou ainda que apenas 11,9% das pessoas que compraram no Dia das Crianças já haviam comprado na mesma loja em períodos anteriores, o que indica uma necessidade dos e-commerces criarem uma relação mais estreita com os consumidores em busca de retê-los e conquistar mais conversão.

Em relação ao ticket médio, a intenção dos consumidores era de não gastar muito. A maioria (27,1%) pretendia investir em presentes de até R$ 100, enquanto 23,7% gastariam até R$ 200 e 22,1%, menos de R$ 50. O relatório aponta que essa postura mais conservadora quanto aos gastos pode estar relacionada ao comportamento desse público, uma vez que 28% dos consumidores entrevistados afirmaram comprar artigos para bebês e crianças todo mês e outros 23,7% fazem isso uma vez a cada 3 meses, pelo menos. Vale destacar também que, segundo os respondentes, o fator mais importante na decisão de compra é o preço, seguido da confiança na marca; já o menos relevante para os consumidores é o pagamento parcelado.

De acordo com a Vindi, plataforma de pagamento online que possui o maior gateway independente de pagamentos do país, o meio de pagamento mais utilizado durante o período foi o cartão de crédito, representando 95% das compras. Além disso, a maior parte das operações foi à vista, o que soma quase 70% das transações.

"Percebemos que o cartão de crédito continua sendo a principal forma de pagamento escolhida pelos brasileiros, seguido dos boletos. Isso é uma tendência que vem se consolidando no mercado. Além disso, o fato das compras de Dia das Crianças serem mais pontuais e de valores menores, consumidores optaram por não acumular dívidas", explica Rodrigo Dantas, CEO da Vindi.

Sobre a Social Miner

Fundada em 2014 por Ricardo Rodrigues e Roger Mattos, a Social Miner é uma plataforma de engajamento e vendas que usa big data para atrair e converter consumidores online por meio de campanhas personalizadas, com base no conceito de People Marketing. Entre seus mais de 130 clientes estão gigantes de seus respectivos segmentos, como Natura, Brastemp, Submarino Viagens, Livraria Cultura, Gafisa e Carrefour. Em 2018, recebeu aporte do Canary, fundo de investimento especializado em startups em estágio pré-série A.

Postar um comentário

0 Comentários