sexta-feira, 14 de junho de 2019

Mandaê é eleita uma das “51 Boas Ideias” pela Fisher Venture Builder

A plataforma foi reconhecida como a empresa de logística promissora de 2019

No último dia 03 de junho a Mandaê foi eleita como a empresa de logística promissora de 2019 pelo estudo 51 Boas Ideias, comandado pela Fisher, Venture Builder que também fomenta conteúdos relevantes para o setor de startups no País. Entre 12 mil iniciativas registradas na Associação Brasileira de Startups (ABS), a escolha foi feita a partir da avaliação do perfil do empreendedor à frente do negócio, sua capacidade de facilitar a vida dos clientes e a possibilidade de transformar seu mercado de atuação.



O anúncio reforça o trabalho que a Mandaê vem desenvolvendo nos últimos anos para transformar o setor logístico brasileiro. “Ficamos muito felizes por sermos reconhecidos pelo nosso serviço. Esse título só sustenta um objetivo diário que é compartilhado pelo nosso time: o de transformar a logística no País e gerar vantagens para essa etapa”, comemora Marcelo Fujimoto, CEO e Cofundador da Mandaê.

Com o objetivo de solucionar os problemas enfrentados diariamente pelos embarcadores na gestão de seus transportes, a Mandaê oferece recursos e soluções em sua plataforma logística que ajudam a reduzir os custos gerados por essa etapa e a gerar qualidade para o processo. “Nós sabemos que por trás de cada envio existe uma história que une pessoas. A nossa missão é ser a solução logística mais inteligente para conectar cada uma delas”, reitera Fujimoto.

Sobre a Mandaê

A Mandaê é uma plataforma logística para empresas que buscam reduzir os custos de envio das suas encomendas e melhorar a qualidade das suas entregas, ajudando a transformar a logística em uma vantagem competitiva para os negócios. Por meio de tecnologia própria, a empresa conecta diversos agentes em variadas etapas do supply chain, o que facilita a gestão de transportes e diminui a complexidade da operação. Para saber mais sobre a Mandaê, acesse: www.mandae.com.br.

6 dicas para ajudar na escolha da solução ideal para a indústria

Optar por contratar um SaaS para uma indústria de bens de consumo é uma decisão que deve ser tomada com base em diferentes indicadores. Primeiro, é preciso entender exatamente qual dor a solução resolverá. Assim, o contratante terá certeza de que está comprando algo que vai resolver o seu problema e que vai possibilitar que ele não precise contratar diferentes serviços de uma única vez.

Tendo isso em vista, é importante, também, ter em mente que a empresa fornecedora do serviço precisa entender muito bem do processo que está se comprometendo em facilitar, independente se este é interno à produção industrial ou ligado à comercialização. Dessa forma, muitas vezes, o fornecedor antecipa soluções para problemas que a empresa viria a enfrentar.

Mesmo usando estes dois filtros, ainda sobram muitas opções de fornecedores. Para tomar a melhor decisão, as empresas precisam estar atentas a estas seis características:

1- Cases e Indicações: O software que está buscando possui cases relevantes com clientes? Tentar pesquisar melhor para descobrir como outras empresas estão usando a solução na prática e entrar em contato com outros profissionais da área que já utilizaram a ferramenta para obter um feedback são atitudes que ajudam a dar credibilidade para a solução e segurança para o contratante.

2- Segurança da informação: As questões técnicas relacionadas à segurança e privacidade dos dados não podem deixar de ser analisadas. Contar com profissionais da área da TI no time, que possam analisar este aspecto, é essencial para garantir que o software tenha o compromisso de assegurar os dados presentes nele.

3- Alinhamento com a proposta de valor da solução: Procurar preferencialmente soluções que tenham sido desenvolvidas para o seu ramo de atuação e mercado é essencial para a contratação de um software. É muito comum empresas contratarem um software para resolver um problema diferente da sua proposta de valor, ou buscar uma ferramenta que está sendo utilizada em outro setor, mas que não foi feita exatamente para a sua necessidade. No final das contas, isso significa que, em algum momento, não fará sentido para o fornecedor contratado, pois o foco dele é outro, e a empresa sofrerá para se adaptar ao uso do software.

4- Conhecimento de mercado e consultoria: É preciso prestar atenção se está contratando um fornecedor que vai entregar somente um software ou vai oferecer uma solução para os problemas da empresa. O software por si só não resolve nenhum problema se não for aplicado da maneira correta. Por exemplo, nós aqui na Involves possuímos uma metodologia onde ajudamos o cliente a atingir um nível maior de maturidade em Trade Marketing e Retail Execution. Esta metodologia se reflete dentro do nosso software e através do atendimento do nosso time de Customer Success, com isso os resultados que geramos vão muito além da tecnologia.

5- Suporte a integrações: Estamos caminhando para um cenário no qual as empresas terão diversos fornecedores de soluções especializados em verticais diferentes do negócio. Porém, as soluções provavelmente precisarão se integrar de alguma forma, em algum momento. Por isso, é importante prestar atenção se os softwares possuem recursos para integração. As APIs, inclusive, são pontos importantes que permitem customizar o software para alguma necessidade específica da empresa. Por exemplo: um relatório, integrando dados para gerar análises de forma automatizada em um BI.

6 -"Compre o que tem no caminhão”: Ter certeza de estar tomando a decisão de compra do software baseada no que ele entrega hoje é essencial para não fazer uma escolha equivocada. Por mais que o vendedor e o fornecedor sejam confiáveis e digam que no futuro o software terá determinada funcionalidade que a empresa precisa, mesmo que esta entrega esteja prevista em contrato, a verdade é que está apostando em algo incerto. Pode até ser que a entrega seja realizada, mas a organização estará se submetendo a um risco muitas vezes desnecessário.

O grande segredo, no fim, é encontrar uma solução que se encaixe com a necessidade da empresa, que esteja disponível para o momento que o time está e que caiba no orçamento de forma sustentável. Com cada vez mais tendências tecnológicas surgindo para as indústrias de bens de consumo, é importante, mais do que nunca, estar atento nestas características para não adquirir uma promessa e receber uma solução que, efetivamente, não contribui para o desenvolvimento do negócio.

Shopping Parque das Bandeiras realiza Feira de Adoção sábado (15/6)

Cães e gatos, resgatados pela ONG Like Bichos, estarão à espera de um novo lar

Feira de Adoção BandeirasCampinas, junho de 2019 – Reforçando a bandeira da posse responsável, o Shopping Parque das Bandeiras segue com a Feira de Adoção de Animais em sua programação fixa, sempre aos sábados, no Espaço Pet, das 14 às 18 horas.



No dia 15 de junho, cães e gatos resgatados pela ONG Like Bichos estarão disponíveis para adoção. A instituição abriga cerca de 50 animais, por isso, pede a doação de ração para auxiliar nos cuidados dos bichos resgatados.

Para adotar, os novos tutores precisarão ter mais de 18 anos, apresentar documento de identificação e comprovante de endereço. Além disso, todos passarão por uma triagem e precisarão assinar um termo permitindo o contato dos voluntários que irão acompanhar o bem-estar dos bichinhos de estimação.

A ONG Like Bichos cobra uma taxa simbólica no valor de R$ 60,00 para ajuda de custo das despesas dos animais que foram resgatados.

Serviço

Feira de Adoção
Data: Sábado, 15 de junho
Horário: das 14h às 18h
Local: Espaço Pet do Shopping Parque das Bandeiras - (Av. John Boyd Dunlop, nº 3900, Jardim Ipaussurama, Campinas, Piso L3, próximo ao Acesso A)
Entrada gratuita

Sobre o Shopping Parque das Bandeiras

Inaugurado no final de 2012, o shopping reúne lazer, conforto, variedade de lojas e de restaurantes. Situado estrategicamente na Avenida John Boyd Dunlop, entre as rodovias dos Bandeirantes e da Anhanguera, o empreendimento tem como principais diferenciais a modernidade e o conforto com os quais recebe seus visitantes, além de uma variada programação cultural gratuita. O Parque das Bandeiras tem 42 mil m² de espaços para lojas, distribuídos em um terreno de mais de 340 mil m², com mais de 210 lojas, mais de 30 opções gastronômicas, seis salas de cinema e mais de 2.000 vagas de estacionamento.

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Doctor Feet reforça expansão durante a feira ABF 2019

Rede que tem planos para crescer nas regiões sul e sudeste do Brasil, aproveita a feira e alta do segmento de saúde, beleza e bem-estar

A Doctor Feet, maior rede de podologia do país, volta a participar da ABF Franchising Expo, que esse ano acontece entre os dias 26 e 29 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo. Com um plano de expansão para atingir os estados de Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a rede espera inaugurar 15 novas lojas e aposta na feira depois do expressivo crescimento no faturamento real da rede em 2018, na casa dos 18%, endossado pelos resultados positivos do setor, como aponta o balanço do 1º trimestre da ABF -Associação Brasileira do Franchising- que apresentou alta de 2,5% no segmento de saúde, beleza e bem-estar, em comparação ao mesmo período do ano anterior.


Para Jonas Bechelli, CEO e fundador da rede, o mercado está em frequente mudança e os novos hábitos de consumo exigem também novos serviços. “Precisamos entender que o consumidor não enxerga mais o segmento de saúde e bem-estar como algo supérfluo. Hoje, uma podologia é algo normal e necessário para qualquer cidadão de renda média, que tem acesso ao serviço. Agora, nosso objetivo é levar nosso modelo de negócio aos demais estados do Brasil, além de São Paulo, onde já somos muito forte, endossando as estatísticas de que o setor é sim bastante vantajoso”, comenta o empresário.

Há 21 anos no mercado, a Doctor Feet nasceu de uma maneira inusitada, quando Bechelli, hoje presidente da rede, precisou dos serviços de podologia e percebeu que não havia padronização nos atendimentos que se submeteu. Na zona leste de São Paulo, inaugurou a primeira unidade e, quatro anos depois, por interesse de um cliente, começou o processo de franquia. Com investimento inicial a partir de R$ 232 mil para duas cabines de atendimento, uma unidade Doctor Feet tem o retorno de investimento em 24 a 36 meses, com faturamento mensal de R$ 35.000. Para o modelo de 4 cabines, o investimento é de R$355 mil, com faturamento mensal de R$ 80.000 e rentabilidade, em ambos os casos, de 20%.

RAIO X

Investimento inicial: R$232 mil (2 cabines) e R$355 mil (4 cabines)

Taxa de franquia: R$ 63 mil (incluída no investimento acima)

Capital de Giro: de R$ 15.000 (2 cabines) a R$ 35.000(4 cabines)

Royalties: 5% sobre faturamento bruto

Taxa de publicidade: 2,5% sobre faturamento bruto

Área mínima/Modelo de negócio: 25m² (2 cabines) e 40 m² (4 cabines)

Prazo de retorno sobre investimento: 24 a 36 meses

Faturamento bruto mensal: R$ 35.000(2 cabines) e R$ 80.000(4 cabines)

Lucro médio mensal: 20%

Prazo de retorno: 24 a 36 meses

Número de funcionários: 3 a 12

SERVIÇO

28ª ABF Franchising Expo - Doctor Feet: L182
Local: Expo Center Norte - Pavilhões Branco e Azul
End: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP
Horário de Funcionamento: de quarta a sexta-feira, dias 26 a 28/06, das 13h às 21h e sábado, dia 29/06, das 11h30 às 18h30

Centauro passa a oferecer novos serviços no Shopping Eldorado

Novo modelo de lojas da rede de artigos esportivos chega ao centro de compras, privilegiando a experiência do consumidor

A Centauro reabre sua loja do Shopping Eldorado. A maior rede multicanal de artigos esportivos da América Latina leva o seu novo modelo de unidade (G5) para a Zona Sul da cidade de São Paulo, em um espaço de 1.232 m², focado em oferecer experiências e serviços personalizados aos clientes.


A Centauro inova ao proporcionar experiências inéditas por meio de tecnologias que vão surpreender os visitantes, unindo produto, informação e serviços. Provadores inteligentes, esteira para teste de calçados, telas interativas para navegar entre produtos de futebol e suplemento, tablets que permitem acesso a uma infinidade de itens e até mesmo caixas móveis para evitar filas são algumas das novidades que vão tornar o atendimento ao cliente exclusivo e ainda mais confortável.

A loja do Shopping Eldorado já é muito significativa em vendas para a companhia, além de ser um ponto estratégico para eventos. O objetivo, inclusive, da nova geração de lojas da Centauro (intitulada G5) é atuar como um hub de esportes, recebendo uma série de iniciativas em conjunto com marcas parceiras, além de realizar transmissões de jogos ao vivo, aulas e workshops. No ano passado, a unidade já protagonizou grandes encontros entre fãs e atletas em parcerias com clubes de futebol, e esse ano, após a reforma, a expectativa é justamente ativá-la com uma série de eventos relacionados ao esporte. A ideia é valorizar o relacionamento com todos os clientes e, principalmente, com a população local.

Diferenciais da Centauro no Shopping Eldorado

Provador Inteligente: nas novas lojas, a cabine permite que as peças escolhidas pelo cliente sejam identificadas e, por meio de uma tela, fornece informações sobre os produtos. Com isso, a Centauro oferece ao consumidor a oportunidade de solicitar outro tamanho ou até mesmo receber recomendações de artigos similares sem sequer sair do provador.

Caixa Móvel: pegar fila na hora de pagar não é mais necessário, pois a equipe da Centauro está pronta para atender os clientes em qualquer lugar das novas lojas.

Clique e Retire: ao comprar um produto no site e optar por retirar o mesmo na loja, o cliente recebe um e-mail com um código e número do locker. O mesmo deverá ser usado para abrir o armário no qual estará guardada sua compra. Dessa forma, o consumidor retirará seu produto rapidamente na loja, evitando filas e economizando tempo.

Experiência de Calçados: tornando a experimentação ainda mais real, os tênis poderão ser provados em uma esteira conectada a telas que simulam circuitos de corrida do mundo todo, permitindo ao cliente testar pisadas e encontrar o modelo ideal para sua atividade.

Futebol e Suplemento Do Seu Jeito: uma grande tela interativa, com foco em futebol, oferece a oportunidade de ouvir hinos e cantos de torcida do seu time favorito durante a navegação pelas opções de camisas. O mesmo acontece com os suplementos, que podem ser escolhidos de acordo com suas necessidades de treino.

Experiência de Bikes: o diferencial está no serviço personalizado para ajudar os consumidores da Centauro a identificarem a bicicleta ideal de acordo com suas preferências e características. Essa experiência está dividida em duas fases: experimentar as bikes nas próprias lojas e, em seguida, escolher a bicicleta ideal em uma tela interativa.

Encomenda Express: totens com tablets permitem acesso a uma infinidade de itens, que podem ser solicitados para entrega em casa ou retirada em loja.

Do Seu Jeito: em um dos ambientes das novas lojas, a Centauro passa a oferecer mais opções de personalização, além da já tradicional estamparia de camisas de futebol, agora com a customização de chuteiras.

Área de Convívio: as novas lojas da Centauro atuarão como um hub de entretenimento, recebendo uma série de eventos em conjunto com marcas parceiras, além de realizar transmissão de jogos ao vivo, aulas, workshops, valorizando o relacionamento com todos os clientes e, principalmente, com a comunidade local.

Sobre a Centauro – Com mais de 35 anos no mercado, a Centauro é a maior rede multicanal de produtos esportivos da América Latina. A empresa conta hoje com mais de 190 lojas, espalhadas em mais de 20 estados brasileiros, além do e-commerce (www.centauro.com.br). A companhia oferece serviços e experiências personalizadas para cada perfil de consumidor, auxiliando no processo de compra e democratizando a prática esportiva no país. Com um modelo multicanal, são os consumidores que determinam quando, onde e como querem provar, comprar e receber produtos. Com sede em São Paulo, a Centauro emprega mais de 6 mil colaboradores.

Carrefour reinaugura mais dois hipermercados em SP

A terceira geração de hipermercados da rede promove mudanças na qualidade e disposição do sortimento alimentar e não alimentar

O Carrefour reinaugura nesta quinta-feira (13) mais dois hipermercados sob o conceito Nova Geração no Estado de São Paulo. As duas lojas, Imigrantes e Santos, estão situadas na capital e no litoral paulista e passam a operar a partir da terceira geração do modelo que promove melhorias na percepção de qualidade e na exposição do sortimento alimentar e não alimentar. Dentre as inovações estão à criação da área Saudáveis, renovação do sortimento dos setores Eletro e Casa, além de nova área Bebê, dedicada ao universo infantil.



Dentre as principais evoluções da terceira geração do modelo de hipermercados está o sortimento alimentar que, além de outras mudanças, ganha uma área dedicada exclusivamente a produtos saudáveis, categoria ampliada em mais de 500 itens. O espaço Saudáveis reúne diversos tipos de alimentos como orgânicos, integrais, naturais e produtos para dietas restritivas, como zero, sem glúten, sem lactose. Ao todo, o sortimento, que ainda inclui itens refrigerados e congelados, conta com mais de 1.700 produtos, sendo cerca de 400 orgânicos.

Em franca expansão pelo país, o modelo Nova Geração já está presente em quase todos os 100 hipermercados Carrefour pelo país. Sua expansão é impulsionada pelos bons resultados das lojas transformadas e pelos altos índices de satisfação dos consumidores com o modelo. Pioneiro na reformulação do modelo de hipermercados no país, o Carrefour busca atender a demanda dos consumidores brasileiros por lojas modernas, com sortimento diferenciado e serviços de qualidade. A partir do movimento Act For Food, lançado no ano passado, o Grupo Carrefour investe em diversas ações para ampliar o acesso do consumidor a alimentos mais saudáveis e seguros, produzidos com responsabilidade socioambiental e a preços justos.

Além do sortimento alimentar, passam por intensa transformação os setores de Eletro e Casa. Na área dedicada ao sortimento de eletroeletrônicos e eletrodomésticos, ganham destaque os televisores, celulares e videogames. Já no setor Casa, os produtos ganham nova disposição, sobretudo os itens de utilidades domésticas, automotivos, pet e bazar, onde os clientes encontram ainda mais produtos para equipar e decorar área internas e externas. Dentro da área têxtil, que reúne cama, mesa, banho e moda, o sortimento infantil ganha destaque em uma seção exclusiva dedicada a produtos do universo bebê.

Serviço:

Loja Imigrantes: R. Ribeiro Lacerda, 940 - Bosque da Saúde, São Paulo – SP
Loja Santos: Av. Conselheiro Nébias, 802 - Boqueirão, Santos - SP

Sobre o Grupo Carrefour Brasil

Há mais de 40 anos no país, o Grupo Carrefour Brasil é líder de mercado de distribuição de alimentos. A partir de uma plataforma omnicanal e multiformato, reúne operações de varejo e cash&carry, além do Banco Carrefour e sua divisão imobiliária, o Carrefour Property. Atualmente, conta com os formatos Carrefour (hipermercado), Carrefour Bairro e Carrefour Market (supermercado), Carrefour Express (varejo de proximidade), Carrefour.com (e-commerce), Atacadão (atacado e atacado de autosserviço) e Supeco (atacado de autosserviço de proximidade), além de postos de combustíveis e drogarias. Presente em todos os Estados e Distrito Federal, sua operação já abrange mais de 660 pontos de vendas. Com faturamento de R$ 56,3 bilhões em 2018 e mais de 84 mil colaboradores no Brasil, a empresa é a segunda maior operação dentre os países nos quais o Grupo Carrefour opera. A companhia se destaca ainda por ser um dos maiores empregadores privados do país, a maior distribuidora de alimentos, o maior varejista de capital aberto e umas das 20 maiores empresas listadas na bolsa brasileira (B3). No mundo, o Grupo Carrefour atua em mais de 30 países e, nos próximos cinco anos, implementa estratégia prevista no plano Carrefour 2022, por meio da qual lidera intenso movimento de omnicanalidade, transformação digital e transição alimentar para que seus clientes consumam ainda melhor em qualquer lugar. Com mais de 300 mil colaboradores e 12 mil lojas espalhadas pela Europa, Ásia e América Latina, está presente na vida de mais de 100 milhões de clientes. Em 2018, as vendas globais da companhia totalizaram € 84,9 bilhões.

www.grupocarrefourbrasil.com.br

Os Ecossistemas como protagonistas das marcas mais valiosas do mundo.

Nessa semana, um relatório lançado pela WPP e Kantar apontou a Amazon como a marca mais valiosa do mundo, com valor estimado em mais de US$ 315 bilhões. O “Ranking BrandZ das 100 marcas globais mais valiosas de 2019” apontou algumas transformações importantes que estamos hoje assistindo no mercado como de forma geral.


O primeiro ponto, é que em se em rankings como empresas como Coca-Cola, McDonald’s, Disney, entre outras eram figuras presentes, há hoje um novo cenário. Essas marcas têm perdido cada vez mais protagonismo para as marcas que estão evoluindo a partir de empresas de tecnologia, se transformando no que chamamos hoje de ecossistemas.

Estão entre as 10 mais, empresas como Apple, Google, que figuram como 2º e 3º mais bem colocados no ranking, além das chinesas Tencent e Alibaba, por exemplo.



Não que não haja crescimento em marcas mais tradicionais, mais focadas em produtos e serviços específicos, mas é surpreendente o crescimento que as marcas que conseguiram expandir seus horizontes conquistaram. A principal conquista dessas marcas é terem conseguido se tornar presentes, e por vezes até essenciais no dia a dia de seus consumidores.

O dia de um americano que decida usufruir do ecossistema da Amazon pode realizar uma série de tarefas ao longo do dia onde exista algum ponto de contato com a marca. Da hora que acorda, usando um despertador Echo Dot, ao caminho para o trabalho, onde pode ler um livro, assistir um vídeo ou escutar uma música nas plataformas da marca, usar aplicativos para um dia de trabalho em um tablet da linha Fire, lembrar de comprar algo e pedir para o assistente de voz não somente comprar, como mandar entregar em casa, ou se preferir, ir até uma unidade do Whole Foods e comprar algo que deseja pessoalmente.

O dia de um chinês dentro que utiliza as comodidades de um sistema do Alibaba pode não somente ser trazer opções similares, como ser utilizado como meio de pagamento para quase tudo, inclusive serviços públicos, como ônibus e trens, ou utilizado como meio de identificação.

Há cerca de dois ou três anos atrás, comentei em um artigo por aqui que talvez o próximo passo do tal do Omnichannel seria algo maior do que os limites da marca, analisando os primeiros passos que essas marcas estavam dando no mercado. Na época, chamei o conceito de Omnibrand, ou Onimarca, em um conceito melhor traduzido ao nosso idioma, em marcas que se tornariam, tal como hoje, onipresentes na vida do consumidor.

É um novo começo, uma nova era para as marcas, sem nenhuma dúvida. O desafio é como irão se comportar nesse mercado as marcas mais tradicionais. Se vão buscar, enquanto ainda tem poder de manobra, um novo posicionamento, ou se vão placidamente assistir os próximos capítulos.
Há espaço para todos, mas para as marcas que desejam permanecer em patamares maiores, ou grandes ambições, acredito que é necessário um novo mindset.

Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo | Editor | falandodevarejo.com

Porque os microinfluenciadores são importantes para o marketing

Você já precisou de indicação de alguém para resolver algum assunto ou adotou algum hábito por influência de uma celebridade? E quantas vezes você foi influenciado por alguém de prestígio na sua cidade, faculdade ou rede de amigos, por exemplo?


A autoridade exercida por blogueiros e influencers nas estratégias de marketing é cada vez maior, não dá para negar. Enquanto o poder de influência das grandes celebridades está diminuindo, os microinfluenciadores são cada vez mais procurados pelas grandes marcas.

Os microinfluenciadores são aquelas pessoas com até 100 mil seguidores — e tornaram-se a minha aposta para o marketing daqui para frente. São usuários de redes sociais que compartilham conteúdos sobre seus interesses.

Mesmo com poucos seguidores, conseguem uma alta taxa de engajamento e principalmente de conversão, se compararmos com os grandes influencers. Além disso, os microinfluenciadores têm maior proximidade com o público e relacionamento mais próximo com os seguidores, já que seu fluxo de mensagens é menor do que o dos “grandes” influencers.

De acordo com pesquisa da Markerly, quanto mais seguidores um influenciador tem, menor é seu número de curtidas e comentários. A empresa analisou mais de 8.000 contas no Instagram que tenham mais de 1.000 seguidores.

As contas que têm entre 1.000 e 10.000 seguidores alcançaram 4% de engajamento, enquanto aquelas com mais de 10.000 atingiram apenas 2,4%. Para os perfis com mais de 1.000.000 de seguidores o engajamento é de apenas 1,7%.

Outro ponto a se considerar é que geralmente os grandes influenciadores cobram caríssimo para uma única publicação e não querem experimentar os produtos. Já um microinfluenciador está disposto a entender sobre a marca, experimentar os produtos e divulgá-los caso goste.

Um levantamento da Expercity mostrou que microinfluenciadores alcançam 22,2 vezes mais conversões do que influenciadores comuns ao recomendar um produto. A mesma pesquisa mostrou que 82% dos consumidores estão dispostos a seguir indicações de um microinfluenciador.

Os grandes influenciadores têm uma vida totalmente diferente de muitos de seus seguidores, enquanto os microinfluenciadores são “gente como a gente”: produzem um conteúdo único e autêntico, já que são pessoas com rotinas mais próximas das nossas.

Cada um tem suas características. O microinfluenciador tem um conhecimento em uma área, logo, trabalha conteúdos em nichos. Já o grande influencer tem seguidores de todos os perfis, já que o volume é alto. Portanto se sua marca vende um produto ou serviço para um público específico e tem uma verba diminuída, aposte em microinfluencers.

Ter um alto número de seguidores não garante que o número de vendas também seja alto. Mas ter relevância em um determinado nicho é fundamental para as marcas.

Artigo escrito por Maria Carolina Avis, professora do Centro Universitário Internacional Uninter e especialista em marketing digital.

Expansão e modelo delivery

A rede Billy The Grill, conhecida por servir churrascos na pedra, vai fazer o retrofit de 15 lojas em 2019 - e a primeira da lista acaba de reinaugurar, no Center Shopping, em Jacarepaguá. A marca, que atualmente conta com 36 lojas, vai inaugurar 3 novos endereços cariocas: no Bossa Nova Mall, Puc-Rio e Park Shopping Jacarepaguá. A nova aposta do Grupo Alento, holding da marca, é o modelo 100% delivery - com investimento inicial de R$200 mil. Por mês, a rede conta com uma média de 20 mil pedidos no delivery. O Billy The Grill participará da 28° Expo Franchising SP, que começa dia 26 e termina dia 29 de junho, em SP.


Atacadão inaugura primeira unidade de autosserviço em Uberaba

Nova loja tem capacidade para atender mais de 55 mil clientes por mês e irá gerar mais de 370 empregos diretos e indiretos

O Atacadão, maior atacadista brasileiro em número de lojas e com abrangência nacional, inaugura nesta quinta-feira (13) sua primeira loja de autosserviço em Uberaba (MG). Com a abertura, a rede atinge a marca de 173 unidades de autosserviço no Brasil, distribuídas por todos os estados, sendo seis delas no estado de Minas Gerais, onde a rede também opera um atacado de entrega.


O Atacadão Uberaba, localizado no bairro Santa Maria, conta com 22 check-outs, cafeteria e amplo estacionamento com 318 vagas e 30 posições para motos. Preparada para atender donos de bares, pizzarias, mercadinhos e consumidores finais, a loja oferece mais de 10.000 opções de produtos, que podem ser adquiridos em embalagens fechadas e fracionadas, de acordo com a necessidade do cliente.

Nas áreas de mercearia, bebidas, cuidados pessoais, artigos de limpeza, frios e laticínios, a rede coloca à disposição dos clientes uma ampla variedade de marcas, incluindo líderes de mercado, produtos regionais e alternativas de baixo custo. No setor de hortifrúti, os clientes encontram também uma seleção de alimentos frescos e de qualidade. Há ainda produtos para casa, carro, animais de estimação e itens para festa.

Inauguração Atacadão Uberaba

Data: 13/06/2019
Endereço: Av. Santos Dumont, 1750 – Santa Maria – Uberaba (MG)
Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 7h às 22h; domingos das 8h às 18h; feriados, consultar a gerência da unidade

Sobre o Atacadão

Maior atacadista brasileiro em número de lojas, o Atacadão está presente em todos os estados e tem o menor preço comprovado do país, segundo apontou a décima segunda edição do 'Guia de Preços de Supermercados' da Proteste – levantamento realizado em 1.300 estabelecimentos varejistas e atacadistas de 22 cidades, 15 estados, além do Distrito Federal. Atualmente, conta com 173 unidades de autosserviço e 27 atacados de entrega, que garantem o abastecimento de comerciantes, transformadores e consumidores finais. Em 2018, pela quinta vez consecutiva, o Atacadão foi eleito pelo 'Prêmio Época Reclame Aqui' a empresa que melhor atendeu seus clientes, dentre todos os supermercados e atacados do Brasil. O Atacadão é uma empresa do Grupo Carrefour que, há mais de 40 anos no país, investe em uma plataforma omnicanal e multiformato para atender às diferentes necessidades dos seus milhões clientes espalhados pelas cinco regiões. Segunda maior operação dentre todos os países onde atua, a companhia conta com mais de 600 pontos de vendas no Brasil. Com faturamento de R$ 52,3 bilhões em 2017 e uma equipe de mais de 82 mil colaboradores, o Grupo Carrefour é a maior distribuidora de alimentos do país, umas das maiores varejistas de capital aberto e umas das 20 maiores empresas listadas na bolsa brasileira.

www.atacadao.com.br | www.grupocarrefourbrasil.com.br

Croasonho inaugura 12ª unidade no Paraná

Nova loja está no Jockey Plaza Shopping, em Curitiba

A Croasonho, única rede de franquias especializada em croissants recheados do país, inaugurou sua 12ª unidade no estado do Paraná. Localizada no Jockey Plaza Shopping, essa será a terceira loja em Curitiba, que já conta com operações no Shopping Curitiba e no bairro Batel. Além da capital paranaense, a franquia ainda está presente nas cidades de Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Toledo e Umuarama.


Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), o Paraná é um dos estados mais fortes no franchising brasileiro. O mercado local movimentou R$ 10,5 bilhões de reais no ano passado, crescendo 16,5% se comparado a 2017. Ao todo, o estado soma mais de seis mil unidades franqueadas.

A Croasonho conta com uma variedade de croissants doces e salgados, vendidos em três tamanhos para combinar com a fome do cliente. Oferece também pratos executivos, milk-shakes, chás, cafés e duas versões do Croaburger, um lanche que substitui o pão por croissant.

Sobre a Croasonho

A Croasonho, única rede de franquias especializada em croissants recheados do país, opera no mercado com dois modelos de operação: a de rua, presente em pontos centrais de grandes cidades, e em praças de alimentação de shoppings. Em 2018, a marca adicionou em seu cardápio o CroaBurger, uma combinação de lanche que substitui o pão por croissant, e inaugurou 14 unidades, sendo uma delas sua primeira loja conceito, localizada em Gramado (RS). Com ambiente tematizado, a Estação Croasonho oferece uma experiência diferenciada e interativa aos clientes. Com mais de 70 lojas distribuídas em 12 estados brasileiros, a Croasonho registrou faturamento de R$ 130 milhões em 2018, entre o atendimento nas lojas físicas e o serviço delivery.

Sobre a Halipar

A Halipar abriga mais de 400 unidades franqueadas distribuídas em 24 estados. Com a união de marcas voltadas a diferentes públicos e gostos, a holding é um dos maiores grupos do mercado nacional de franchising no ramo de alimentação.

Serviço

Croasonho – Jockey Plaza Shopping
Endereço: Rua Konrad Adenauer, 370 – Curitiba/PR
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 11h às 23h. Sábados das 10h às 22h e Domingos das 14h às 20h.

Software para gestão da empresa é braço direito do varejista

No mercado há mais de 20 anos, soluções da Gigatron Franchising são pensadas para comodidade e economia do cliente

Quem tem o próprio negócio sabe que em muitas situações tempo realmente é dinheiro. Por menor que seja a empresa, administrar todas as frentes do empreendimento não é tarefa fácil e sem o devido controle o gestor pode enfrentar problemas com a organização das finanças e do estoque, por exemplo.


Para auxiliar nessas questões o empresário pode contar com a ajuda de softwares de gestão, ferramentas instaladas no computador que gerenciam tudo que engloba a empresa, desde o controle do caixa até a folha de pagamento.

“A imagem do patrão contabilizando as finanças da empresa num caderno escrito à mão ficou no passado”, afirma Marcelo Salomão, diretor executivo da Gigatron Franchising, franquia que há mais de 20 anos desenvolve softwares para empresas do varejo. “Hoje não faz mais sentido ficar perdendo tempo indo e voltando do estoque para ver quais produtos estão lá. É possível ter controle de tudo através do computador ou do celular”, explica.

Para cada tipo de negócio

Os softwares da Gigatron são voltados a pequenas e médias empresas e podem ser utilizados em qualquer ramo de atuação. A rede também oferece soluções específicas para quem atua no setor de alimentação, como bares e restaurantes.

“É importante ter esse direcionamento mais específico dependendo do segmento da empresa. A necessidade e as informações que o dono de uma loja de móveis precisa ter sobre o próprio negócio são bem diferentes das de um dono de restaurante”, evidencia Salomão.

Só vantagens

A verdade é que independentemente do que a empresa oferece, é imprescindível ter um acompanhamento mais automatizado capaz de integrar todas as informações em um só lugar.

O cenário mudou tanto que os softwares não precisam mais, necessariamente, serem instalados nos computadores – algumas versões mais modernas ficam disponibilizadas na nuvem (internet) e o usuário precisa apenas ter acesso à internet para acessar as informações.

É o caso do PDV Portátil, recente software desenvolvido pela Gigatron onde o celular substitui o computador em todas as funções da loja: o leitor do código de barras é substituído pela câmera do celular; a internet fixa é substituída pelo 3G ou qualquer outra internet móvel; a tecnologia NFC entra no lugar das máquinas de cartão de crédito/débito; entre outras alterações.

O grande objetivo por trás deste software, afirma Salomão, é revolucionar o mercado de varejo e de prestação de serviços. “Investir em softwares para a gestão da empresa é ver o cenário como um todo e pensar no coletivo já que todo mundo se beneficia. A solução é capaz de integrar todos os dados do negócio, reduzir o retrabalho e a chance de erros. Com isso, você consegue voltar sua equipe para outras tarefas, criando novas estratégias e tomando decisões que realmente importam”.

Gigatron Franchising

Fundada em 1998, na cidade de Birigui, interior de São Paulo, a Gigatron Franchising se destaca pela inovação e qualidade de seus produtos e serviços dentro da área de Tecnologia da Informação, especialmente ao que se refere a softwares. Com o uso de uma metodologia própria, a empresa é considerada uma das maiores fabricantes de software CAD para calçados do mundo. O crescente desenvolvimento do negócio e a propagação de um serviço inovador criado pela empresa – o Software de Gestão Giga ERP - impulsionou a entrada da marca no franchising em 2012. Atualmente, a rede possui 73 unidades distribuídas pelo Brasil. www.gigatron.com.br

Shopping Metrô Tucuruvi traz novo conceito de loja

A Mimoo Grátis é a primeira loja no país em que o cliente não paga pelo que leva, uma novidade para os consumidores que gostam de conhecer em primeira mão os lançamentos do mercado

O Shopping Metrô Tucuruvi é o primeiro shopping center do Brasil a abrir uma loja onde os clientes não precisam pagar pelo que levarão para casa. A Mimoo Grátis chega a partir do dia 5 de junho com um conceito inovador, disponibilizando todos os dias um produto diferente e gratuito para os consumidores. A inauguração reforça a estratégia de inovação pela tecnologia iniciada pelo shopping center no início do ano, com atuação em um ambiente multicanal com parcerias com a Rappi, Zipz e Pegaki.


“Queremos proporcionar aos nossos clientes experiências únicas, inovadoras e que facilite o dia-a-dia. A Mimoo Grátis chega com um conceito novo, tornando-se a primeira loja do país em que o cliente vai apenas para retirar o produto escolhido: sem burocracia e sem pagar nada”, explica Fabrício Cunha, gerente de Marketing Regional São Paulo e do Shopping Metrô Tucuruvi.

“O propósito da Mimoo Grátis é trazer um pouco mais de alegria para o dia a dia dos consumidores que frequentam os shoppings centers onde temos lojas. É uma ideia inovadora que busca quebrar paradigmas do mercado, tendo grandes empresas de bens de consumo como patrocinadores dessa causa”, explica Ernesto Villela, fundador da Mimoo Grátis.

A loja funcionará como um ponto de promoção para que os clientes experimentem e testem os lançamentos e produtos líderes de vendas de diferentes marcas reconhecidas. Para ter acesso aos brindes, os consumidores devem baixar o aplicativo Zipz, acessar a loja da Mimoo e reservar o produto disponível no dia e depois se dirigir até a loja para resgatar o produto dentro do prazo de validade do cupom de vale brinde. A loja Mimooo Grátis estará localizada no Piso L2, bem ao lado da Marisa.

A inovação é o grande diferencial do Shopping Metrô Tucuruvi. Em janeiro, o shopping center foi o primeiro centro de compras a reunir parte de suas lojas no aplicativo Rappi. A plataforma de delivery funciona como um assistente pessoal, permitindo que clientes façam suas compras sem sair de casa. Em maio, o shopping center passou a contar com o Zipz, plataforma digital que reúne diferentes ofertas de lojas físicas em um único lugar e a Pegaki, sistema de retiradas de compras que conecta ­e-commerces ao varejo físico para entrega de mercadorias.

O Shopping Metrô Tucuruvi está localizado na Rua Paranabi, entre os números 218 e 224. A loja funcionará de acordo com a abertura do complexo: segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h.

Sobre o Shopping Metrô Tucuruvi

O Shopping Metrô Tucuruvi é a melhor opção de compras, lazer e serviços da região. São mais de 230 lojas em um espaço de 32 mil m2 que conta com marcas líderes, como Renner, Riachuelo, Marisa, Casas Bahia, Magazine Luiza, Preçolândia, Smart Fit e Miniso, além das primeiras Ikesaki e Daiso Japan inauguradas em shopping centers do país. Com acesso integrado à estação Tucuruvi do metrô e a três terminais urbanos de ônibus com 17 linhas para diferentes pontos da cidade, o shopping foi inaugurado em 2013 e recebe 2 milhões de clientes por mês. Saiba mais em www.shoppingmetrotucuruvi.com.br

Maior rede de alimentação saudável do Brasil lança nova marca durante feira ABF 2019

Com know-how do grupo que trouxe a Salad Creation, Boali mantém os atributos da antecessora e acrescenta um toque de brasilidade à rede

Após dois anos de reestruturação no seu plano de negócios, incluindo nova gestão e melhoria do cardápio, que agregou novos itens, a marca Boali será lançada oficialmente durante a ABF Franchising Expo 2019 pelos empresários Rodrigo Barros, Victor Giansante e Fernando Bueno. A Boali, que já é maior rede de alimentação saudável do Brasil, surge a partir da estrutura da antiga Salad Creations, pioneira neste mercado e a primeira a implementar a pista de ingredientes para montagem do prato, será lançada “Temos o know-how conquistado anteriormente e que foi transferido para a gestão da Boali, a qual nasce, inclusive, com experiência em operação de negócios e com 32 unidades instaladas em nove estados do Brasil. É uma nova rede, mas já consolidada no mercado”, explica Victor Giansante, sócio e diretor de expansão.

Além da solidez da marca, o segmento de alimentação saudável mantém-se como um dos mais vantajosos do mercado. Segundo a agência de pesquisa Euromonitor, o setor movimenta anualmente US$ 35 bilhões por ano no Brasil e cresceu 98% nos últimos anos. Dados apresentados pela agência também revelaram que 22% da população opta por comprar alimentos naturais e sem conservantes, indício mais do que suficiente que a Boali tem muito terreno para explorar País afora. Durante a feira, que acontece entre os dias 26 e 29 de Junho, no Expo Center Norte, em São Paulo, a rede irá apresentar os cinco modelos de negócio, que incluem as lojas de rua, de shopping e de ambientes corporativos, quiosque e delivery, sendo este de investimento mais baixo e com operação realizada em modelo home-office.

Os aportes iniciais podem variar entre R$ 60 mil a R$ 500 mil e o plano de expansão prevê a pulverização da marca, instalando os modelos de negócios de acordo com o perfil da cidade. “Queremos apresentar para os visitantes da feira cada um desses modelos e seus diferenciais. Nosso plano é expandir para as capitais dos estados e interior de São Paulo e, nesse caso, principalmente com o modelo delivery, que é financeiramente mais em conta, mas atende um raio significativo da população local”, explica o executivo. A perspectiva de retorno do investimento depende do modelo de operação, mas já pode ser sentido entre os 12º a 18º meses.

RAIO-X

Delivery, microfranquia
Investimento Inicial: R$ 60 mil
Taxa de Franquia: R$ 25 mil
Capital de Giro: R$ 15 mil
Royalties: 6%
Taxa de publicidade: 3% sobre fb
Área Mínima: 20m²
Prazo de Retorno: 12 a 18 meses

Quiosque

Investimento Inicial: R$ 150 mil
Taxa de Franquia: R$ 35 mil
Capital de Giro: R$ 15 mil
Royalties: 6%
Taxa de publicidade: 3% sobre fb
Área Mínima: 20m²
Prazo de Retorno: 12 a 24 meses

Loja Corporativa

Investimento Inicial: R$ 250 mil
Taxa de Franquia: R$ 55 mil
Capital de Giro: R$ 30 mil
Royalties: 6%
Taxa de publicidade: 3% sobre fb
Área Mínima: 30m²
Prazo de Retorno: 12 a 24 meses

Loja de Shopping - Praça de Alimentação

Investimento Inicial: R$ 300 mil
Taxa de Franquia: R$ 55 mil
Capital de Giro: R$ 45 mil
Royalties: 6%
Taxa de publicidade: 3% sobre fb
Área Mínima: 40m²
Prazo de Retorno: 18 a 30 meses

Loja de Rua

Investimento Inicial: R$ 400 mil
Taxa de Franquia: R$ 55 mil
Capital de Giro: R$ 45 mil
Royalties: 6%
Taxa de publicidade: 3% sobre fb
Área Mínima: 120m²
Prazo de Retorno: 18 a 30 meses

SERVIÇO:

28ª ABF Franchising Expo - Stand Boali: J117
Local: Expo Center Norte - Pavilhões Branco e Azul
End: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP
Horário de Funcionamento: de quarta a sexta-feira, dias 26 a 28/06, das 13h às 21h e sábado, dia 29/06, das 11h30 às 18h30

Sobre a Boali

A mistura das palavras boa e alimentação deram origem a identidade da Boali, rede de franquia que tem por essência oferecer opções saudáveis para as refeições do dia-a-dia. Empresa 100% nacional e presente em nove estados do Brasil, com mais de 30 unidades, traz aos clientes um mix de produtos, que vai da pista com mais de 32 ingredientes frescos e secos, além de oito opções de molhos e proteínas para acrescentar à montagem da salada, o carro-chefe da operação, até crepes, wraps e bowls, além de sobremesas e sucos. Mais informações: www.boali.com.br

quarta-feira, 12 de junho de 2019

AMAZON é a marca mais valiosa do mundo de acordo com o BrandZ Global KANTAR

Marcas de “ecossistema”, aquelas que se conectam ao consumidor em diferentes pontos de contato como Google e Amazon, conquistam o público ao mesmo tempo que categorias tradicionais desmoronam

Com poucos sinais de desaceleração no crescimento, a Amazon tornou-se a marca mais valiosa do mundo de acordo com o ranking BrandZ das 100 Marcas Globais Mais Valiosas de 2019, lançado hoje pela WPP e Kantar na Bolsa de Valores de Nova York.

As aquisições inteligentes que levaram a novos fluxos de receita, excelente prestação de serviços ao cliente e capacidade de se manter à frente de seus concorrentes, oferecendo um ecossistema diversificado de produtos e serviços, permitiram que a Amazon acelerasse continuamente o crescimento do valor da sua marca.

As empresas de tecnologia lideraram o Top 100 do BrandZ desde o seu primeiro ranking global em 2006, quando a Microsoft assumiu o primeiro lugar. Com um crescimento de 52% no valor da marca em relação ao ano anterior, chegando a US$315,5 bilhões, a Amazon está à frente da Apple (USD$309,5 bilhões) e Google (USD$309,0 bilhões), ambas com um aumento de 3% e 2%, respectivamente, para acabar com o domínio de 12 anos dos gigantes da tecnologia.

No Top 10, o Facebook permaneceu no número 6, enquanto, pela primeira vez, o Alibaba superou a Tencent e se tornou a marca chinesa mais valiosa, subindo dois lugares para o 7º e crescendo mais de 16% para USD$131,2 bilhões. A Tencent caiu três posições para a oitava posição, um decrescimento de 27%, para USD$130,9 bilhões em relação ao ano anterior, no que o BrandZ atribui a um mundo mais volátil. Um no qual as marcas precisam antecipar continuamente as necessidades mutáveis e expectativas do consumidor.

Enquanto outras plataformas de mídia social enfrentam desafios em termos de confiança e desejo, o Instagram (44º lugar, USD$28,2 bilhões), agora com mais de 1 bilhão de usuários em todo o mundo, se destacou como o maior crescimento (47 pontos e 95% em valor). “A reputação é o ativo mais valioso de uma empresa, e, sendo forte, protege o negócio em épocas de crise”, afirma Eduardo Tomiya, diretor da Kantar Brasil. A Lululemon, empresa de roupas esportivas inspiradas pela ioga, foi a segunda mais rápida em escalada, com um incremento de 77% em relação ao ano anterior, chegando a USD$6,92 bilhões.

Outras que subiram ao topo, como Netflix (+65%, nº34, USD$ 34,3 bilhões), Amazon (+52%, USD$315,5 bilhões) e Uber(+51%, no.53, USD$24,2 bilhões) refletem a rápida mudança tecnológica na qual os consumidores estão colocando mais valor em experiências de marca mais ricas.

David Roth, CEO da The Store WPP EMEA e Ásia e presidente do BrandZ, afirma: “O crescimento do valor das 100 maiores marcas deste ano para uma alta histórica prova o poder de investir em marcas para oferecer um valor superior ao acionista. Por trás desse crescimento, está o sucesso de um novo fenômeno de construção de uma ‘marca ecossistema’. Estamos vendo uma mudança de marcas de produtos e serviços individuais para uma nova era de ecossistemas altamente disruptivos. As marcas precisam entender o valor que esse tipo de modelo pode criar e abraçar essa abordagem para ter sucesso no futuro.”



Apesar da incerteza econômica em torno das tarifas comerciais dos EUA e da China, um total de USD$328 bilhões foi adicionado ao ranking BrandZ Global no último ano, dando-lhe um valor de marca combinado de USD$4,7 trilhões – o equivalente ao PIB combinado da Espanha, Coreia e Rússia.

Grande parte desse valor é derivado de marcas de tecnologia de consumo que aparecem no ranking e agora somam mais de USD$1 trilhão, como os recém-chegados Xiaomi (USD$19,8 bilhões), marca chinesa de celulares que também usa a Internet das Coisas (IoT) para conectar dispositivos inteligentes e está crescendo rapidamente em países como Rússia, Índia e Malásia; a Meituan (78º lugar, USD$18,8 bilhões), também chinesa, é vista como uma plataforma de tecnologia de consumo de categoria que oferece tudo, desde entrega de alimentos, reservas de quartos e passeios até o aluguel de bicicletas.

Enquanto isso, a Uber está aproveitando o modelo de ecossistema e expandindo para serviços de alimentação entre outros, enquanto a Haier (número 89, USD$16,3 bilhões), uma das maiores produtoras de eletrodomésticos do mundo está comprometida em co-criar uma marca de ecossistema aberto na era da internet das coisas com seus clientes e parceiros.

Doreen Wang, chefe global da Kantar para o BrandZ afirma: “O fenomenal crescimento do valor da marca da Amazon de quase USD$108 bilhões no ano passado demonstra como as marcas estão menos ancoradas em categorias e regiões individuais. As fronteiras estão se desfazendo à medida que a fluência da tecnologia permite que marcas, como Amazon, Google e Alibaba ofereçam uma gama de serviços em vários pontos de contato do consumidor. Usando sua experiência e conhecimento do consumidor, essas marcas estão entrando no setor de serviços empresariais, criando novas oportunidades para o crescimento. Modelos ecossistêmicos disruptivos estão florescendo em regiões como a Ásia, onde os consumidores estão mais acostumados com o uso constante de tecnologia e onde as marcas estão se integrando em todos os aspectos da vida cotidiana das pessoas”.

As principais tendências destacadas no estudo BrandZ Global Top 100 deste ano incluem:

• O luxo é a categoria que mais cresce (+29%), seguida pelo Varejo (+25%), impulsionada pela mudança na preferência dos clientes da geração Y e Z por canais digitais.

• As categorias de tecnologia, finanças e varejo dominam, representando mais de dois terços do valor total das marcas.

• Nove recém-chegados aparecem no Top 100, impulsionados predominantemente por marcas de tecnologia chinesas e norte-americanas com modelos de negócios disruptivos, incluindo Dell Technologies, Xbox, Haier, Meituan e Xiaomi.

• Marcas asiáticas aumentam sua presença com 15 marcas chinesas, três indianas e uma indonésia, fazendo parte do ranking de um total de 23 da região, incluindo a LIC e a Tata Consultancy Services.

• Uma nova geração de marcas surge: as marcas GenZ (criadas após 1996) estão a milhas de crescimento, adicionando mais valor ao ranking por ano de existência - quase quatro vezes mais do que as marcas criadas na era milenar de 1977 a 1995. Um total de 23 marcas GenZ aparecem no Top 100, com uma idade média de 16 anos, em comparação com 18 marcas da geração Y, com 33 anos de idade.

• Marcas sustentáveis: os proprietários de marcas estão demonstrando a importância de melhorar e reforçar a percepção do consumidor de que eles são "responsáveis" por meio de iniciativas sociais, ambientais e corporativas.

• As guerras comerciais da China e dos EUA afetaram o crescimento do ranking Top 100, que desacelerou para +7% nos últimos 12 meses. A confiança do consumidor foi atingida, uma vez que as tarifas comerciais impactaram várias categorias de marcas, com os carros, a logística e os bancos sofrendo mais

O relatório e rankings BrandZ Top 100 Most Valuable Global Brands, e muito mais informações sobre marcas para as principais regiões do mundo e 14 setores de mercado, estão disponíveis online aqui.

O relatório global, rankings, gráficos, artigos e muito mais também podem ser encontrados por meio do aplicativo BrandZ. O aplicativo BrandZ também contém os mesmos recursos e funcionalidades para todos os relatórios regionais do BrandZ e é gratuito para download no Apple IOS e em todos os dispositivos Android em www.brandz.com/mobile ou na BrandZ nas respectivas lojas de aplicativos do iTunes ou do Google Play.

Sobre o ranking As Marcas Globais Mais Valiosas BrandZ:

O Ranking de Marcas Globais Mais Valiosas do BrandZ™ Top 100 está em seu 14º ano e é comissionado pela WPP; a avaliação foi conduzida pela Kantar, especialista em pesquisa de brand equity.

O ranking combina dados de mercado rigorosamente analisados ​​da Bloomberg com uma extensa percepção do consumidor de mais de 3,7 milhões de consumidores em todo o mundo, cobrindo mais de 166.000 marcas diferentes em mais de 50 mercados.

A capacidade de qualquer marca para impulsionar o crescimento dos negócios depende de como ela é percebida pelos clientes. Como a única classificação de avaliação da marca fundamentada na opinião do consumidor, a análise do BrandZ permite que as empresas identifiquem a força de sua marca no mercado e fornece orientações estratégicas claras sobre como aumentar o valor a longo prazo. Os critérios de elegibilidade são:


  • A marca é de propriedade de uma empresa de capital aberto ou suas finanças são publicadas no domínio público.
  • Marcas bancárias que obtêm pelo menos 20% dos lucros do banco de varejo.
  • As marcas Unicorn que têm sua avaliação mais recente disponível publicamente (Em anos anteriores, apenas empresas de capital aberto ou auditadas eram elegíveis).


O conjunto de classificações e relatórios de avaliação da marca BrandZ inclui Austrália, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, América Latina (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru), Holanda, África do Sul, Espanha, Reino Unido, NOS. Chegando em 2019; Canadá e Japão.

Na contramão do fluxo

Um dos maiores varejistas do Brasil, o Walmart, anunciou recentemente que está encerrando seu comércio online e que irá focar suas ações no desenvolvimento de suas lojas físicas. O movimento contraria a previsão de muitos especialistas que apontavam, no passado, que o varejo físico estava fadado a morte. Hoje em dia não restam dúvidas de que isso não vai acontecer. O varejo físico está em profundas transformações e é incrível poder acompanhar isso de perto.


Uma dessas transformações é a integração. Uma grande tendência do mercado é a ideia do omnichannel, apontada por muitos como o futuro do comércio. No cenário da integração, seria possível ter diversas lojas, franquia e e-commerce, todas conectadas, facilitando a troca de mercadoria, por exemplo. Muitas empresas estão investindo em peso no omnichannel e acredito que é uma tendência consolidada.

Mas vou além dessa ideia. Quero dizer que, no fundo, o que importa mesmo é a experiência do cliente. Quando um consumidor compra uma mercadoria e pede para retirar online, ele não quer, de maneira crua, só isso. Ele quer resolver um problema, que pode ser ter o produto em mãos rapidamente, ou garantir um presente especial enquanto está no trabalho e saber que no caminho da festa é só pegar o item. O omnichannel só é tendência porque resolve problemas. E esse é o pulo do gato do varejo físico: resolver novos problemas que nascem com o avanço da tecnologia e da vida moderna.

Cada vez mais lojas tendem a se tornar locais de encontro para vivência, alimentação, aprendizado e, obviamente, compras. É na loja física que uma mãe vai tocar no primeiro sapatinho do seu filho, que uma pessoa vai poder experienciar a escolha de um anel de noivado, que uma criança vai correr entre corredores de brinquedos, testando, apertando, mexendo em tudo. Isso o mundo online jamais irá proporcionar, esse tipo de experiência ímpar que está atrelada a conexões pessoais e encantamento do público.

Afinal, o cliente no centro de tudo é o velho clichê que não cansa de ser reciclado e vendido por um preço cada vez mais caro. E o preço se justifica porque entrega valor ao consumidor e, assim, o valor financeiro fica em segundo plano.

Por isso, começar uma guerra de preços com seu concorrente é um caminho sem volta. Sempre vai ter alguém que vende mais barato. Veja as grandes marcas de roupa. A C&A era consolidada por ter bons preços, então, chegou a Forever 21, descolada, jovem, ainda mais barata e agora, na Europa, há a Primark, que consegue ser ainda mais em conta. Mas e a qualidade das roupas: como é o processo de produção dessas marcas? Hoje em dia nem todos estão buscando por preço baixo. Muitos querem facilidade, querem uma roupa que seja possível ter por mais de uma estação, querem marcas que proporcionem experiências e se conectem com seus valores pessoais, como sustentabilidade, ou apoio à causas sociais, por exemplo.

Por isso encerro esse texto com o questionamento: no futuro do varejo, quem será você? Que problema sua loja irá resolver?

Artigo escrito por Tiago Vailati, CEO da Hiper, empresa da Linx especializada em soluções do micro e pequeno varejo

Ex-funcionário do McDonald's fatura R$ 17 milhões e vira exemplo de empreendedorismo visionário

Vamos comer. Uma afirmação que fez um ex-lavador de pratos faturar R$ 17 milhões em um ano e criar uma rede de franquias especializada em casual dining

O nome Let's Eat (Vamos Comer, em tradução livre) é mais do que sugestivo para uma rede de casual dining especializada em hambúrgueres gourmet e comida mexicana. Nascida da paixão de um jovem que passou de lavador de pratos a um dos empresários mais bem sucedidos no segmento de alimentação, a franquia é um exemplo de empreendedorismo visionário.


Foi entre 1998 e 1999, até então com vinte e poucos anos, que o atual empresário Marcos Nunes resolveu estudar inglês no Mississipi, EUA. Para complementar a renda, trabalhou em diversos restaurantes e fast-foods, desempenhando funções como lavar louças, montar lanches, servir e auxiliar no salão dos empreendimentos. Encantado com a vivência estrangeira e disposto a revivê-la, embarcou alguns anos depois para Londres, Inglaterra, onde teve a experiência única de trabalhar no McDonald’s. Foi lá que o desejo de atuar na área de gastronomia cresceu e serviu de start para que ele retornasse ao Brasil e se dedicasse a algo novo, onde pudesse investir seus conhecimentos, esforços e ideias.

Com a percepção conquistada nas viagens e trabalhos prestados, percebeu que as cidades do interior não tinham a disposição locais onde fosse possível degustar um bom hambúrguer, sendo, na maioria das vezes, o trailler de cachorro-quente a única opção. Ele sabia que era possível muito mais e, investindo numa decoração legal ou na apresentação de um lanche impecável, os consumidores poderiam ter uma nova experiência ao sair de casa para comer um hambúrguer. Foi então que Nunes resolveu empreender e montar a Let’s Eat, trazendo de fora do país um novo conceito de gastronomia.

Em 2010, abriu sua primeira unidade na cidade de Itu, interior de São Paulo, apostando numa ambientação descolada e num cardápio diversificado. No ano de 2013, lançou-se no franchising e hoje, com 10 unidades, já planeja a expansão da rede para os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. Atualmente a rede conta com três modelos de lojas, com investimentos que variam de R$ 300 a R$ 700 mil. Em 2018, a rede arrecadou algo em torno de R$ 17 milhões e, para 2019, pretende encerrar o ano com um faturamento estimado em R$ 25 milhões e 15 unidades abertas.

Sobre a Let’s Eat

A paixão do empresário Marcos Nunes por gastronomia e culinária desde criança foi uma das motivações para investir em seu próprio negócio e criar a Let’s Eat. A rede se firmou como um local para ‘casual dining’, inspirada no conceito americano onde se tem a oportunidade de degustar tranquilamente um menu diversificado e elaborado. O lugar é frequentado por pessoas que procuram por um ambiente acolhedor e uma experiência gastronômica, já que cardápio possui mais de 70 deliciosas opções. Atualmente a rede conta com 10 unidades, operando em cidades como Americana, Campinas, Hortolândia, Indaiatuba, Itu, Jundiaí, Limeira, Mogi Guaçu, Piracicaba e Valinhos, todas no interior de São Paulo e abertura de 3 unidades, sendo no Guarujá e Sorocaba, em São Paulo, e Poços de Caldas, Minas Gerais. Site: www.letseat.com.br

terça-feira, 11 de junho de 2019

Água de Cheiro repagina linha Água Fresca

Clássico da perfumaria ganha nova embalagem e maior volumetria

A Água de Cheiro, pioneira no mercado de franquias de beleza e perfumaria, desenvolveu uma nova identidade para a linha Água Fresca, um dos grandes clássicos da marca. Com nova embalagem e maior volumetria, a mudança chega para reforçar a personalidade da linha, que é marcada por conceitos como brasilidade, leveza e frescor.


A linha é formada por três Deo Colônias: Original, Lavanda e Citrus. São fragrâncias leves e modernas, ideais para perfumar e manter a sensação pós-banho durante todo o dia. A partir deste mês, os produtos chegam em um molde de frasco exclusivo, que remete ao formato de uma moringa de água.

Olindo Carverzan Junior, diretor da Água de Cheiro, explica que a companhia estudou e buscou uma forma exata de representação da brasilidade. “Moringa é uma planta típica de regiões tropicais, considerada a Árvore da Vida ou Árvore Milagrosa, pois possui um poder que poucas plantas possuem, de transformar água poluída em potável. Além disso, também dá nome a um objeto muito utilizado na região Nordeste que armazena água e a mantém fresca por mais tempo”, comenta.

As embalagens também trazem novo lettering, inspirado nos conceitos de frescor, limpidez e movimento da água, e a ilustração dos rótulos agora é inspirada no desenho das folhas da moringa.

Nos pontos de venda, a linha chega com maior volumetria (140 ml) e manutenção do preço anterior (R$ 89,90). “Nosso público encontrará um produto com maior concentração de fragrância e custo-benefício ainda melhor”, comenta o diretor da marca.

Sobre a Água de Cheiro

Fundada em 1976, em Belo Horizonte, a Água de Cheiro é pioneira no mercado de franquias de beleza e perfumaria. Responsável pela criação de grandes clássicos da perfumaria brasileira, como Absinto e Água Fresca, a marca é reconhecida pela qualidade de seus cosméticos e fragrâncias. Com 140 unidades e mais de 400 produtos em seu portfólio, Água de Cheiro trabalha com linhas próprias e produtos fashion brands mundialmente conhecidas. Ao longo de toda a trajetória, a marca trabalha para desenvolver produtos de qualidade que atendam aos mais diversos perfis de consumidor, tendo pluralidade e multiculturalidade como valores essenciais de sua história. https://www.aguadecheiroonline.com.br/

Coop participa da campanha do agasalho 2019

O inverno chegou e muitas famílias em situação de vulnerabilidade social contam com a solidariedade da população para espantar o frio. Comprometida em engajar seus cooperados e clientes, a Coop – Cooperativa de Consumo abre novamente suas portas para receber doações por meio da Campanha do Agasalho, uma iniciativa do Fundo Social do Estado de São Paulo - FUSSESP.


Até o dia 31 de julho, todas as unidades da Coop, supermercado e drogarias, localizadas nas cidades de Santo André, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Sorocaba, Tatuí e São José dos Campos, serão postos de arrecadação de cobertores, roupas e calçados ou quaisquer outras peças de inverno, em bom estado.

A Campanha tem também o apoio de diversos outros segmentos da sociedade e planeja estratégias, estabelece locais de arrecadação e coordena ações para ajudar milhares de famílias carentes a enfrentar o inverno com mais segurança, dignidade e calor humano.

Em São Bernardo do Campo, a Coop também está participando da Campanha do Agasalho, organizada pela Prefeitura, por meio do Fundo Social de Solidariedade.

Sobre a Coop: atualmente, a Coop é considerada a maior cooperativa de consumo da América Latina. Possui 816 mil cooperados ativos, cerca de 6 mil colaboradores diretos, 24 lojas no Grande ABC, uma em Piracicaba, três em São José dos Campos, duas em Sorocaba e duas em Tatuí, três postos de combustíveis e 51 drogarias. A Cooperativa encerrou 2018 com faturamento total de R$ 2,3 bilhões.

Por ser uma cooperativa, seu principal objetivo é oferecer os melhores serviços a preços justos, além de reverter benefícios a seus cooperados e à comunidade, a exemplo do ciclo de palestras gratuito; programa de saúde e qualidade de vida; programas educacionais voltados aos estudantes da rede pública e particular e doações para entidades beneficentes onde tem unidades de distribuição.

Renomados especialistas em Visual Merchandising, nacionais e internacionais, estarão reunidos no 30º Backstage do Varejo

Dia 13 de junho, das 8h00 às 13h00, na FAAP, o evento reunirá varejistas e fornecedores em uma intensa troca de experiências, com palestras, debates e apresentações de cases

“Investir US$ 0 em Visual Merchandising resultará em US$ 0 em vendas”, diz Jon Harari, CEO e cofundador do WindowsWear.com, maior banco de dados do mundo de visual merchandising e comunidade global de criadores de varejo. Harari palestrará sobre ‘Visual Merchandising na Era da Realidade Aumentada - 100 milhões de consumidores em 2020’, no 30º Backstage do Varejo (13/06, na FAAP). O evento, também, terá apresentações de renomados arquitetos especializados em varejo e de profissionais que lideram o marketing de grandes redes varejistas, como Petz, Saint-Gobain Distribuição Brasil (Telhanorte), Drogaria São Paulo e Drogarias Pacheco.

Segundo Harari, nosso futuro vislumbra uma oportunidade emocionante e dinâmica para o mundo do VM. “A tecnologia está aumentando exponencialmente o número de maneiras que varejistas e marcas podem visualmente expor seus produtos, e o merchandising do futuro terá de combinar sua arte visual e criatividade com a conectividade digital. Nosso mundo será um 24-7 (24 horas por dia, 7 dias por semana), mercado global, orientado tecnologicamente, com aumento de capacidade de envolver os consumidores, coletar dados e vender produtos e serviços”.

O executivo dá exemplos de tecnologias avançadas usadas com sucesso no varejo internacional: Michael Kors (estilista norte-americano), recentemente, lançou sua coleção de óculos de sol, por meio do reconhecimento facial de um programa do Facebook; marcas de vestuário utilizam, em suas vendas online, o reconhecimento corporal para que seus clientes vejam como ficarão com os produtos; e marcas de mobiliário doméstico utilizam tecnologias para mostrar aos consumidores como seus produtos ficam em suas casas, tudo on-line.

Outra palestra do evento será “Lolla e Lollita é uma experiência: um projeto pensado a partir do cliente”, baseada no case do restaurante do Itaim Bibi. “A ideia principal do estabelecimento é oferecer ambientes hospitaleiros, onde o momento ‘do prazer da comida’, seja o mais importante. Desde o mobiliário até a iluminação foi pensado para oferecer o maior conforto possível e bem estar ao cliente, e faze-lo se sentir pertencendo ao lugar”, conta José Antonio Henrique, arquiteto e diretor do Studio Zeh, que atua em áreas de projetos para o varejo, já reconhecido em diversos prêmios (Idea, Best New Store e RDI, entre outros). No palco, estará ao lado de Fabio Maluf Tognola, advogado e proprietário do Lolla & Lollita.

Para Henrique, alguns estabelecimentos de alimentação já perceberam a importância do VM e do design estratégico, enquanto outros ainda não. “Nos tempos de hoje, do autosserviço, a comunicação se tornou muito importante, é ela que diz, de maneira rápida e concisa, o que o cliente está consumindo e talvez como consumí-lo”.

O Backstage do Varejo trará, ainda, a apresentação de Juliana Neves, arquiteta, autora, professora IED PUC/RJ, à frente do Kube Arquitetura, que falará sobre ‘Design e VM como contadores das mais diversas histórias’, com os tópicos: a poderosa mídia de comunicação da marca, que deve comunicar e tangibilizar valores e conceitos que deseja transparecer para o cliente; VM entra como ferramenta de storytelling e deve estar alinhada com o propósito da marca, transparência e autenticidade; e por meio do storytelling e do VM, podemos criar uma experiência relevante, emocionalmente positiva e sensorialmente engajadora. A palestra de Juliana inclui, ainda, apresentação de cases de segmentos distintos, que ilustram os temas: drogarias, lavanderias, oficina de bicicleta e souvenir.

‘VM não é só moda’

“Oferecer uma experiência de compra, surpreender o cliente e estimulá-lo a entrar na loja, são práticas que devem ser aplicadas por todos os segmentos do varejo”, afirma Iara Jatene, arquiteta, sócia-diretora da A6 Arquitetura + Design e sócia-fundadora e conselheira da Abiesv. Iara fará parte do debate Big 4, ‘VM não é só moda’, uma das atrações do Backstage do Varejo, ao lado de cinco profissionais de marketing, de grandes redes de varejo.

Segundo a arquiteta, no setor de moda, o VM é mais desenvolvido. “Nos outros segmentos, muitas vezes, a empresa não tem claro os produtos a serem expostos, o que dificulta o trabalho do VM. Conhecer o produto, expô-lo de forma a valorizá-lo e rentabilizar o espaço é fundamental”.

Outra participante da mesa-redonda é Wanda Matos, gerente de marketing de ativação da Saint-Gobain Distribuição Brasil (Telhanorte), que abordará a estratégia de VM. “O resultado final, apesar do nome, tem seu embasamento em muitos outros estudos, que visam entender o comportamento, hábitos de compra, necessidades, jornada do cliente e, tão importante quanto, tendências e necessidades de diferenciação”.

Conforme Wanda, o cliente de home center tem comportamentos muito específicos no mundo do varejo. “Ele não conhece os produtos, está inseguro, pois não é uma categoria que compra habitualmente e, atrás da sua compra, está um sonho com algo que não tem muito a ideia de quanto vai custar, se é possível de realizar e se o investimento que imaginou é suficiente. Um mundo, onde encantar pode aumentar o ticket, onde o produto bem exposto pode gerar a compra de um projeto”. Para a especialista, o VM traduz a alma do negócio, seu propósito.

O debate Big4 terá a presença, ainda, de Luciane Righetti, publicitária, com experiência no varejo, mercado financeiro e educação, que atualmente responde por Design de Lojas das Drogaria São Paulo e Drogarias Pacheco, um dos maiores players do varejo farmacêutico brasileiro; Andre Luiz Marinho Alves, coordenador de Marketing da Petz; e Wagner Quina, diretor digital e varejo da Regina Festas, maior empresa de produtos para celebrações do mercado brasileiro. Como mediador do debate, Luiz Alexandre de Paula Machado, sócio-diretor da GS&Consult, empresa do Grupo Gouvêa de Souza, especializada em varejo e canais de distribuição.

Backstage do Varejo -- Evento criado em 2012, discute temas que compõem o dia a dia do setor. Atualmente, tem o patrocínio das empresas Expor Manequins, Lemca Iluminação, Omega Light e LedWave. E os apoios da Associação Brasileira de Franchising - ABF, Fundação Armando Alvares Penteado - FAAP, Associação Brasileira de Shopping Centers - Abrasce, Espaço Zimmermann Gastronomia, Agência Purchase - Marketing & Visual Merchandising, Associação Comercial de Campinas – ACIC e da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo – SBVC.

Inscrições: https://www.eventbrite.com.br/e/30o-backstage-do-varejo-visual-merchandising-tickets-60832476575?aff=ebdshpsearchautocomplete

Varejistas devem contatar pelos e-mails e assim conseguir seu convite VIP: comercial@abiesv.org.brou secretaria@abiesv.org.br.

Pegaki fecha parceria com unidade da rede Mundo Verde

Loja localizada na Vila Olímpia passa a integrar a rede de pontos de retirada, que conta atualmente com mais de 600 varejos cadastrados em todo o Brasil

A startup de logística Pegaki, que conecta e-commerces ao varejo físico para entrega de mercadorias, acaba de fechar uma parceria com a unidade Vila Olímpia da Mundo Verde, maior rede de lojas de produtos naturais, orgânicos e de bem-estar da América Latina. Dessa forma, a loja passa a ser um ponto de retirada para as compras online de e-commerces parceiros da Pegaki. Resumidamente, o consumidor compra algum produto em lojas virtuais e seleciona o ponto de retirada mais conveniente. Quando a compra chegar ao ponto, o cliente recebe um SMS com a notificação da chegada da mercadoria e tem até sete dias para passar no local e retirar suas compras.



Segundo João Cristofolini, CEO e fundador da Pegaki, a loja da rede Mundo Verde escolhida está totalmente alinhada aos valores e ao perfil da empresa. "Trata-se de uma marca respeitada, atenta a inovações e soluções que facilitem o dia a dia das pessoas. A unidade Vila Olímpia, especificamente, está estrategicamente localizada em uma região de grande movimento e composta em sua maior parte por escritórios e centros comerciais. Tendo em vista todos esses indicadores, sem dúvida, é uma parceria fundamental para a Pegaki”, afirma.

De acordo com Rafael Castelli, franqueado da unidade Vila Olímpia da Mundo Verde, a novidade chega para agregar ainda mais conveniência aos clientes. “Buscamos nos associar a marcas que disseminem a ideia de uma vida descomplicada e mais inteligente, porque é isso que nossos clientes procuram. A Pegaki apresenta uma resposta simples para um problema complexo, então entendemos que os seus serviços agregam valor para o nosso público. Por isso, estamos muito otimistas com essa parceria”, explica.

Além disso, Castelli destaca ainda o potencial de atração de público e conversão de vendas que Pegaki oferece. Isso porque, em média, 30% dos clientes que passam no ponto para retirar suas encomendas acabam comprando algum outro produto no local. “O custo para atrair clientes é sempre alto e nem sempre ele se converte em negócio. Mas quando você se posiciona no sentido de colaborar e facilitar a vida do consumidor, há um fit natural. É isso que nós da Mundo Verde estamos fazendo por meio desse acordo”, finaliza.

Serviço:

Ponto de retirada Pegaki no Mundo Verde Vila Olímpia
Onde: Av. Dr. Cardoso Melo, 1686
Horário: De segunda a sexta-feira, das 7h30 às 19h30, e aos sábados, das 10h às 16h. Domingo a loja não abre.

Sobre a Pegaki

A rede de pontos de retirada da Pegaki disponibiliza a solução para o problema das entregas não realizadas, sem investimento em infraestruturas caras, como lojas próprias ou lockers. O negócio funciona da seguinte forma: o consumidor compra online em e-commerces e retira seu produto no ponto Pegaki mais conveniente, que são estabelecimentos parceiros que funcionam como pontos de retirada. Dessa forma, a Pegaki traz benefícios para todos as partes envolvidas – os consumidores, os e-commerces, as transportadoras e os estabelecimentos que operam como pontos de retirada.

A Pegaki foi fundada por João Cristofolini (CEO), Ismael Costa (CTO) e Daniel Frantz (COO). Os três executivos possuem vasta experiência no mercado corporativo e de startups. João destaca-se pela construção de uma rede de franquias com mais de 30 unidades pelo Brasil, pela autoria de 6 livros de negócios, além da fundação do ResumoCast, podcast de negócios mais acessado do iTunes no Brasil.

Já Ismael Costa também é CTO e Co-fundador da ConnectMoves e profissional com experiência de dez anos em desenvolvimento de softwares e aplicativos. Por fim, Daniel Frantz foi COO e Sócio da Amplio/Metta Trading por 7 anos e é fundador da Solesto, e-commerce com faturamento de mais de R$ 3,5 milhões por ano.

O perfil dos empreendedores e o potencial disruptivo do negócio da Pegaki vem despertando interesse dos investidores. A empresa foi acelerada pela Cotidiano Aceleradora, em uma primeira rodada de investimento de R$100 mil. Em 2017, a Pegaki recebeu um segundo aporte, de R$360 mil, via EqSeed, plataforma que conecta startups a investidores. O valor foi levantado em apenas 9 dias. Já em 2018, a empresa captou R$ 1,2 milhão pela mesma plataforma. Mais informações: http://pegaki.com.br/

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Santa Helena anuncia novos sabores e apresentações de snacks salgados

Produtos servem para o consumo individual e, ainda, para o encontro entre amigos e familiares, com a vantagem de diversificar o mix de sabores

Depois de anunciar lançamentos da Linha Crokíssimo inspirados na comida de boteco, a Santa Helena apresenta novas opções de amendoins da Linha Aperitivo, comercializadas em versões exclusivas, práticas para o consumo individual, de 50g, 60g e 70g. Os produtos chegam ao mercado na premiada embalagem termoformada, desenvolvida com uma tecnologia que dispensa o contato manual no processo produtivo e oferece a vantagem de preservar a textura do amendoim. As opções estão à venda em supermercados e lojas de conveniência de todo o País.
No mesmo modelo de embalagem, também chegam ao varejo neste mês os novos sabores de Troféus: Salame com Limão e Creme e Cebola. Os salgadinhos de trigo, indicados para qualquer hora e lugar, serão comercializados na versão de 35g. Outros itens conhecidos do público, como o amendoim do tipo japonês Mendorato, o Amíndus de Bacon e de Cebola e os Crokíssimos Ovinhos de Amendoim, ganham a mesma apresentação individual, porém variando entre 50 a 70g em cada embalagem.

Os sabores recém-lançados Picanha ao alho e Pão de Alho, da linha Crokíssimo, também serão encontrados nas bandejas de 60g, para atender à proposta de consumo individual.

De acordo com Danilo Leão, gerente de produtos na Santa Helena, as novas versões dos produtos entregam aos consumidores sabores consagrados no mercado com a facilidade de servir de lanches rápidos ou de petiscos para os encontros com os amigos. “Além disso, as embalagens atendem ao público que gosta de comprar a granel para montar um mix de sabores preferidos, com o benefício da procedência e da maior preservação do produto, dada a tecnologia das embalagens”, ressalta.

Os demais produtos da Linha Aperitivo que já estavam no mercado, caso do Amendoim Crocante Levemente Salgado, do Mendorato e das Bandejas Variedades, ganharam um visual mais moderno e já estão no mercado com o novo design. Mais informações sobre a linha de produtos da Santa Helena podem ser acessadas na página oficial www.santahelena.com.

Sobre a Santa Helena

Uma das mais importantes indústrias de amendoim da América Latina, a Santa Helena é reconhecida pela tradição, qualidade e procedência de seus produtos. A empresa possui um vasto portfólio, com itens de referência nacional, como Paçoquita e Mendorato (amendoim japonês), campeões em vendas, entre tantas outras diferentes categorias, como a linha Troféu e as marcas de alimentação saudável Cuida Bem e First.

A Santa Helena leva o melhor do amendoim para todo o território nacional há mais de 75 anos e, desde 1997, exporta para os mercados mais exigentes do mundo, como Europa, América Latina e Ásia. A empresa caminha ao lado da inovação para atender às expectativas de seus consumidores, dessa forma, investe constantemente em tecnologia, melhoria de processos, na qualificação de seus colaboradores e em rigorosos métodos de controle de qualidade da matéria-prima.

Com aproximadamente 1.300 colaboradores, o complexo industrial da Santa Helena está localizado em Ribeirão Preto, no interior paulista. Mais informações em www.santahelena.com.

Tok&Stok reinaugura loja do Shopping Market Place com novo conceito

Recursos digitais e muita modernidade são algumas inovações da unidade

Com um novo conceito que valoriza a experiência do cliente em decorar a sua casa ou escritório, a Tok&Stok do Shopping Market Place reabre dia 26/06 a sua unidade com muitos diferenciais modernos e interativos.


Instalada no Piso Térreo, em um espaço de 500m², a loja será a primeira da rede com a nova concepção que foca na curadoria e recursos digitais para deixar casas e escritórios mais bonitos e personalizados. Os móveis e acessórios estarão totalmente integrados, compondo ambientes, sempre baseados em tendências e exposição das coleções.

Neste novo modelo de loja, a Tok&Stok terá apenas os produtos best sellers, deixando a experiência de compra e escolha dos itens mais fáceis e leves ao cliente. Toda a remodelação foi pensada para facilidade e interação dos consumidores com o conteúdo, associada à integração de recursos tecnológicos, permitindo muita customização.

A unidade do Shopping Market Place será a primeira loja com o novo conceito da rede de decoração. Uma reestruturação exclusiva para o Shopping que investe em inovação e experiência para os clientes.

SERVIÇO
O que: Reinauguração Tok&Stok
Onde: Piso Térreo do Shopping Market Place
Informações: https://iguatemi.com.br/marketplace/lojas-e-alimentacao/tok-stok

Sobre o Shopping Market Place

Localizado na zona sul de São Paulo, o Market Place é um dos principais shoppings da cidade e abriga em sua estrutura duas torres comerciais, com importantes empresas nacionais e internacionais. Inaugurado em 1995, o shopping pertence a Iguatemi Empresa de Shopping Centers e traz a expertise da marca para o seu dia a dia. O empreendimento reúne 163 operações entre lojas de diversos segmentos – moda, decoração, beleza, etc. -, alimentação e serviços. Ao longo dos anos, o Market Place reforçou seu polo gastronômico e vem investindo em novas opções alimentação para seus clientes – são 11 renomados restaurantes, além de uma praça de alimentação ampla e completa. Adicionalmente, lazer e entretenimento são dois importantes pilares do empreendimento e, mensalmente, são promovidas diversas experiências para todos os públicos.

Omnichannel é uma estratégia essencial para o crescimento de pequenos negócios no varejo

O eBay preparou cinco dicas para que pequenos negócios implementem estratégias multicanal e tenham acesso a consumidores do mundo todo

Omnichannel (ou multicanal) é o nome dado a um tipo de varejo que integra diversos métodos de compra e de serviços para o consumidor (online, em uma loja física, por telefone, etc). A ideia da prática é que varejistas cheguem aos clientes por diversos caminhos e aumentem suas chances de impactar novos consumidores, da forma que for mais conveniente para eles.


De acordo com a previsão do estudo Worldwide Retail 2018 Predictions, da International Data Corporation[1], até o final de 2018 cerca de 50% dos varejistas teriam adotado uma plataforma de comércio multicanal, o que teria levado a um crescimento de até 30% em seus negócios. Embora as estratégias omnichannel sejam comuns entre grandes marcas e varejistas, os pequenos negócios também podem se beneficiar de diversificar os canais de venda para crescer – especialmente os canais que dão acesso a consumidores do mundo todo.

No Brasil, a internet influencia mais de 50% das compras feitas em lojas físicas por consumidores conectados[2], o que reforça a importância de pequenos negócios potencializarem sua presença online. O eBay, um dos maiores marketplaces do mundo, é um grande aliado de pequenos vendedores interessados em implementar um canal de ecommerce e em exportar produtos como parte de uma estratégia multicanal, permitindo acesso a mais de 180 milhões de consumidores em 190 países.

“Cerca de 99% dos vendedores brasileiros do eBay exportam e a maior parte de suas vendas é feita para consumidores estrangeiros de cerca de 22 países, o que mostra aos varejistas locais o potencial de ampliar seus canais” afirma Xavier Aguirre, Gerente de Desenvolvimento de Negócios e Exportações do eBay para a América Latina.

Abaixo, reunimos cinco dicas para os varejistas que queiram implementar uma estratégia omnichannel para potencializar seus negócios:

1. Analise seu negócio e decida que canais atendem melhor os seus objetivos

Administrar vários canais de venda requer trabalho e dedicação – por isso, você precisa selecionar os que melhor servirem à sua estratégia de crescimento e que mais complementem seus negócios. Algumas perguntas que podem te ajudar a definir estes canais são: qual é o melhor lugar para oferecer os seus produtos e por quê? Onde estão as pessoas que você quer impactar e como você pode chegar até elas? Quanto tempo, dedicação e recursos cada canal requer? Se você está focando em vendas online, como otimizar o tráfego do seu site?

2. Incorpore um canal de vendas que te permita chegar a consumidores estrangeiros

Exportar é uma grande oportunidade para crescer seu negócio e se tornar mais competitivo no cenário de comércio desafiador em que vivemos. Ao incorporar um marketplace global, você terá uma loja aberta 24 horas por dia e, no caso do eBay, chegará a consumidores estrangeiros. Os marketplaces estão crescendo hoje porque permitem um varejo multicanal fácil e com bom custo-benefício, além de terem uma demanda crescente, impulsionada por tecnologias em constante evolução. Recentemente o eBay lançou a eBayMag, uma ferramenta personalizada que ajuda vendedores brasileiros a potencializarem seus negócios, listando seus produtos na língua local dos oito maiores países do eBay por meio de uma tecnologia de tradução.

3. Integre todos os seus canais, mas dê uma atenção especial para cada um deles

Cada canal da sua estratégia de vendas merece o seu próprio monitoramento, tempo e esforço, já que os canais têm processos e objetivos diferentes. Você precisa garantir que cada um deles seja administrado como um elemento essencial da sua estratégia de vendas. Apesar disso é importante garantir que todos eles trabalhem em sinergia, já que eles devem servir a um objetivo maior de negócios.

4. Aproveite a tecnologia

O uso de ferramentas tecnológicas é fundamental para que você consiga oferecer aos consumidores uma experiência positiva em todos os seus canais. Soluções tecnológicas vão incrementar a administração dos seus negócios e a sua capacidade de atender às necessidades dos seus consumidores - da otimização do conteúdo para SEO e analytics na sua venda online às ferramentas de manejo de estoque e tecnologia para lojas físicas, como QR Codes.

5. Garanta um serviço ao consumidor (SAC) consistente e de qualidade em todos os seus canais de venda

Ter um bom SAC em todos os seus canais de venda é muito importante para garantir que os seus consumidores terão a melhor experiência ao comprar de você – e, portanto, garante que eles retornem! Os consumidores de lojas físicas não são os mesmos que compram online, portanto entenda onde os seus consumidores estão e como eles compram para oferecer experiências customizadas para cada grupo.

Case de sucesso

André Veiga, um vendedor brasileiro de equipamentos de áudio para carros, teve uma experiência de sucesso com estratégias de venda omnichannel, atuando em diversos marketplaces e no eBay como seu principal canal de exportação: “Eu vendo por meio de diversos canais e um marketplace global como o eBay me ajudou a manter um crescimento constante das minhas exportações nos últimos dois anos. Diversificar os mercados para os quais exporto produtos garante que eu consiga driblar problemas econômicos locais e, consequentemente, que o meu negócio cresça”, ele afirma.

Nos últimos quatro meses, André vendeu cerca de 400 produtos por mês para consumidores em mais de 100 países – com destaque para Estados Unidos, Porto Rico, Reino Unido e Itália. Nos primeiros cinco meses de 2019 André já vendeu quatro vezes mais do que no mesmo período em 2018 – com a exportação de produtos garantindo a ele um crescimento contínuo.

Sobre o eBay

O eBay Inc. (NASDAQ: EBAY) é líder global em comércio, incluindo as plataformas Marketplace, StubHub e Classifieds. Coletivamente, conectamos milhões de compradores e vendedores em todo o mundo, empoderando pessoas e criando oportunidades através do Connected Commerce. Fundado em 1995 em San Jose, Califórnia, o eBay é um dos maiores e mais vibrantes marketplaces do mundo para descobrir bons preços e opções exclusivas. Em 2018, o eBay movimentou US$ 95 bilhões em volume de mercadorias brutas. Para mais informações sobre a empresa e seu portfólio global de marcas on-line, visite www.ebayinc.com.