quinta-feira, 18 de abril de 2019

Novo presidente da Abiesv fala sobre os rumos do varejo

Marcos Andrade, 52 anos, retorna à presidência da Abiesv – Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo, após 12 anos. Andrade foi o primeiro presidente da entidade, logo em sua fundação (2004/2007), e, neste intervalo, ocupou outros cargos: Diretor do Comitê Internacional, Conselheiro e, mais recentemente, Vice-presidente (2017/2018). Para o empresário, CEO da Expor Manequim, o associativismo é fundamental, “tem muitas coisas que uma empresa sozinha não consegue fazer, já várias empresas juntas vão longe”.


Andrade sabe bem o que fala, pois o varejo está em sua vida desde pequeno: “costumo brincar que, ainda criança, tomava manequim de café da manhã”, conta. Sua empresa é familiar, fundada por seu pai, Vilemondes de Andrade, há 50 anos, e hoje exporta para México, Colômbia, entre outros países.

O especialista gosta de compartilhar as suas experiências, como diz ‘as boas e as ruins’, por isso concede palestras nacionais e internacionais sobre temas que permeiam sua ampla vivência no varejo: Manequins, Moda, Empreendedorismo, Franchising, Serviços e Industrial.

Na entrevista, o executivo fala sobre as novidades da Abiesv, entre elas a criação de duas novas diretorias, a de Inovação e Startups, que visa levar mais informação, sobretudo tecnológica, ao varejista e, também, oferecer possibilidades de novas parcerias; e a Diretoria de Educação, que permitirá à Abiesv promover cursos de grande valor aos varejistas. O Presidente ressalta, ainda, a importância do lojista, independentemente do tamanho, ampliar, cada vez mais, seu Network e investir em ferramentas eficazes que atraiam os clientes, como o Visual Merchandising.

1. Quais são as novidades da Abiesv diante do atual cenário do varejo no Brasil?

A Abiesv produz informação de qualidade e relevante para o mercado varejista. Como a entidade é composta de fornecedores de varejo bastante atuantes e com grandes projetos, tem o papel de comunicar os varejistas sobre a atualidade no mundo, o que é viável se fazer no Brasil, de forma sustentável, e com quais investimentos. Recentemente percebemos oportunidades, como as novas tecnologias aplicadas no varejo, sobretudo por meio de parcerias com startups. Por isso, vamos trazer essas startups, já fornecedoras do varejo ou as que ainda serão, para a Abiesv. Criamos a Diretoria de Inovação e Startups e vamos criar a categoria de associados desta área. Assim pretendemos fazer uma interação com o varejo para futuros negócios e troca de informações. Formalizamos, também, a Diretoria de Educação, com o objetivo de auxiliar os varejistas em melhores qualificações. A Abiesv promoverá uma série de cursos em diferentes formatos, destinados a varejistas e associados. Para isso, estão sendo envolvidas outras entidades e instituições acadêmicas. Essas são algumas novidades.

2. O próximo Backstage do Varejo, evento promovido pela Abiesv, abordará temas como Visual Merchandising e Store Design. Qual a importância para o varejista de estar atualizado nestas áreas?

O Visual Merchandising e o Store Design são ferramentas essenciais para aumentar a percepção de valor dos produtos. Os varejistas têm que criar experiências de compra em suas lojas, e o VM é um excelente instrumento, constrói o cenário para conectar o cliente com a marca e é acessível a todo tamanho de varejista, do pequeno ao gigante. A loja, hoje, perdeu a importância para a transação, não é mais necessário ir à loja para comprar, pode-se adquirir um produto pelo celular, computador. E exatamente por este motivo a loja física se tornou mais importante ao varejista, pois perdeu na transação, mas ganhou na relação, no engajamento emocional. Mais do que nunca a loja tem que ser envolvente, criar um bom ambiente. O caminho para o bolso do cliente passa pelo seu coração. E as emoções são despertadas dentro da loja, não no online. Nisso entra o VM e não é um trabalho fácil, por isso damos orientações aos varejistas. Lembrando que, conforme pesquisas, a vitrine representa até 85% das vendas da loja e 50% das pessoas compram por impulso. No varejo da moda, 42% das pessoas são influenciadas pelo manequim, que é o segundo fator mais importante da venda da moda. O manequim tem que se conectar com o cliente. A indústria já está capacitada para fazer produtos especiais, depende de se querer usar ou não na loja.

3. E aquele pequeno varejista que não pode investir muito em VM?

Quanto menor o varejista maior a importância do Visual Merchandising, que inclusive pode ser a diferença entre uma loja estar aberta ou fechada. Se usar as ferramentas corretas, é possível fazer uma vitrine tão boa quanto a de uma grande rede de varejo. Não é uma questão de dinheiro, e sim de criatividade, e de conhecer o lifestyle e os valores de seu cliente. No momento em que existe menos gente comprando, a sua loja tem que ser melhor para atrair quem quer comprar. Como o varejo sofreu muito nestes últimos anos, com 200 mil lojas fechadas, temos que pensar em como aproveitar este momento. A tendência é melhorar, os projetos tendem a sair das gavetas e as empresas devem fazer investimentos para renovar suas lojas e abrir novas. Não estamos, ainda, no momento perfeito, mas já é possível obter mais resultados.

4. Fale sobre o intenso Network que o associado da Abiesv tem possibilidade de fazer?

Os grandes escritórios de arquitetura de varejo, os melhores consultores de Visual Merchandising, quer dizer, bons empresários dos mais diversos ramos do varejo estão na Abiesv e, agora, teremos, ainda, as startups. Trabalhamos em muitos projetos de mãos dadas. E, muitas vezes, indicamos um ao outro em várias oportunidades de trabalho, quando clientes requerem especialistas em varejo. As grandes vantagens da Abiesv ao associado é exatamente o Network e a Geração de Negócio. Possibilita ao associado criar e fazer crescer a sua reputação profissional.

Existe, por exemplo, a chance de o associado estar em vários eventos com a entidade – desde o Backstage do Varejo, que promovemos, até Feiras nacionais e internacionais, que participamos todos juntos --, onde é possível fazer uma infinidade de contatos, com parceiros especialistas na mesma área ou em outras. Nós da Abiesv estamos totalmente comprometidos com o sucesso do varejista, queremos que tenha êxito, por isso seguimos compartilhando experiências, até aquelas que não deram certo para que o próximo não repita os mesmos erros. O resultado do varejista para nós é extremamente importante.

5. Por isso a sua atuação na Abiesv por todos estes 16 anos, acredita muito no associativismo?

Sempre participo, acho muito importante estar ligado à entidade. No Brasil o associativismo é fundamental, pois tem muitas coisas que uma empresa sozinha não consegue fazer. Em uma associação, também, se promove o profissionalismo: o acesso ao crédito é facilitado, participar de grandes feiras do setor fica menos custoso em grupo, e assim por diante. Construímos melhor o conhecimento quando tem mais participantes. Trocamos muito entre nós. Por exemplo, a Expor Manequins está há 10 anos no México e cinco anos na Colômbia, passamos a nossa expertise para muitas empresas que buscam internacionalização, e contamos também a parte ruim, pois nem tudo foi maravilhoso, mas aprendemos muito. E a sorte de com quem conversamos é poder trilhar um caminho que não tenha os mesmos erros que nós cometemos. Essa troca de informações é valiosa.

Outra questão é que o varejo brasileiro é de qualidade, porque tem fornecedores de qualidade, ninguém faz um bolo bom com matéria prima ruim. Temos bons exemplos no Brasil, que podem ser exportados para outros países, inclusive de primeiro mundo. Somos criativos, capacitados e fazemos muito com pouco recurso.

6. Fale sobre a sua carreira e sua ligação com varejo

A Epor Manequim, empresa 100% dedicada a manequins, sempre teve como clientes os varejistas de moda. Por ser uma empresa familiar, todos sempre participamos dos acontecimentos, desde crianças. Mas antes de vir para a Expor, fui trainee e trabalhei, por anos, nas Lojas Gloria, de brinquedos e papelaria, e atuei em outras áreas, como a de franchising. Estou na Expor Manequins desde 1992. Também dou palestras sobre as várias áreas do varejo, incluindo manufatura 4.0, área que atuamos na empresa, em função da digitalização, impressão 3D, robotização, internet das coisas. As próximas palestras serão dia 24 de abril, na ACSP – Associação Comercial de São Paulo, no bairro do Tatuapé, sobre Formação Estratégica de Preços para a Internacionalização, junto com a SP Negócios, ACSP e APEX; e no dia 25 de abril, no Expo D. Pedro, em Campinas (SP), no Retail Conference, promovido pela ACIC (Associação Comercial e Industrial de Campinas), com o tema ‘O Novo DNA do Varejo’.

Nova diretoria da Abiesv - tomou posse em 1º/03/2019. Na Vice-presidência, Ivan Rodrigues, Diretor Executivo da Joy Movelaria. Na Diretoria: Financeira, Rosely Kawahara, sócia na Kawahara & Takano Retailing; no Jurídica, Fernando Fernandes, proprietário da Fernando José Fernandes Advogados; no Marketing e Eventos, Thais Moro, Gerente de Marketing da Lemca Iluminação; Visual Merchandising, Sonia Paloshi, Diretora da Purchase Comunicação & Marketing; Educação, Ana Claudia Costa, especializada em Neuromkt e Environmental Design. Além da nova Diretoria de Inovação e Startups.
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?