segunda-feira, 17 de junho de 2019

Festas Juninas devem incrementar o consumo de produtos à base de amendoim

Para atender a demanda, Santa Helena começa a se preparar oito meses antes

A partir de agora, as quermesses começam a invadir a programação cultural brasileira, de uma ponta a outra do país, tendo em vista a sua forte tradição. Os festejos perduram por meses, até meados de julho (às vezes, agosto) e são muito populares no período, quando o consumo do amendoim aumenta. Inclusive, para 87% dos ouvidos em uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), tais celebrações são a principal ocasião de consumo do grão. Fator que favorece as vendas de produtos típicos nos supermercados e atacados, que precisam se preparar para ter bons resultados.


Para os varejistas, o período junino envolve planejamento e técnicas de exposição dos produtos. Carlos Gorgulho, Gerente de Novos Negócios e Exportação da Santa Helena, explica que os principais erros cometidos nessa data pelo comércio estão na seleção de itens e na falta de abastecimento dos produtos carros-chefes da festividade. “O importante é caprichar tanto no visual quanto na exposição e selecionar os sabores mais procurados, como o pé de moleque e a paçoca.”

Segundo o especialista, outra dica fundamental é planejar as compras corretamente. “Os pedidos devem ser feitos com antecedência, e precisam estar adequados a fatores externos que impactam as vendas, como o momento econômico e projeções de crescimento para o período. Também é necessário analisar o balanço de vendas do ano anterior, para entender melhor o comportamento do público”, ressalta.

Na Santa Helena, as festas juninas começam bem antes: oito meses antes do início dos festejos. O cliente é um personagem importante nesse processo. “Para preparar o varejista, damos dicas por meio de visitas técnicas no local e desenvolvemos promoções, materiais de exposição e a montagem de milhares de barracas”, conta Carlos.

Neste ano, uma das novidades é a barraca multi-função, que pode ser transformada em uma espécie de cesto de produtos e, dessa maneira, continuar sendo útil ao final do período festivo, muito importante para a indústria situada em Ribeirão Preto (SP). Nessa época, a previsão é aumentar em 25% as vendas da Santa Helena, o que torna a celebração a mais importante do calendário.

“Como nossos produtos são destinados a revendas de todo o Brasil, as expectativas de vendas são positivas. A festa junina é um patrimônio cultural do País”, afirma o Gerente de Novos Negócios e Exportação. Apesar de ser uma celebração tipicamente brasileira, não fica restrita ao solo nacional. Em 2018, a empresa iniciou o projeto que exporta para os Estados Unidos esses festejos. Com barracas em vários varejistas norte-americanos, a empresa pretende conquistar um novo público, mas, principalmente, matar a saudade de quem saiu daqui para morar em terras estrangeiras.

Sobre a Santa Helena

Uma das mais importantes indústrias de amendoim da América Latina, a Santa Helena é reconhecida pela tradição, qualidade e procedência de seus produtos. A empresa possui um vasto portfólio, com itens de referência nacional, como Paçoquita e Mendorato (amendoim japonês), campeões em vendas, entre tantas outras diferentes categorias, como a linha Troféu e as marcas de alimentação saudável Cuida Bem e First.

A Santa Helena leva o melhor do amendoim para todo o território nacional há mais de 75 anos e, desde 1997, exporta para os mercados mais exigentes do mundo, como Europa, América Latina e Ásia. A empresa caminha ao lado da inovação para atender às expectativas de seus consumidores, dessa forma, investe constantemente em tecnologia, melhoria de processos, na qualificação de seus colaboradores e em rigorosos métodos de controle de qualidade da matéria-prima.

Com aproximadamente 1.300 colaboradores, o complexo industrial da Santa Helena está localizado em Ribeirão Preto, no interior paulista. Mais informações em www.santahelena.com.
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?