Presidente da Abiesv fala sobre as expectativas de vendas do varejo

Presidente da Abiesv fala sobre as expectativas de vendas do varejo


Há um ano na presidência da Abiesv – Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo, e já tendo inovado e trazido novidades à entidade e a seus associados, Marcos Andrade acredita que 2020 será um ano de confiança de que a economia vai melhorar e isso gera um ambiente mais positivo para o consumo.

CEO da maior empresa de manequins da América Latina, a Expor Manequins (“Pequena Notável” da Forbes 2016), Andrade divide a sua experiência dando boas orientações para que o empresário seja bem-sucedido, inclusive ressalta muito o associativismo. “A colaboração entre as empresas e entre as pessoas é importante. Quando nos unimos para discutir e promover ações, essas ações ganham mais força e se multiplicam”, afirma.

Por gostar de levar conhecimento também concede palestras nacionais e internacionais sobre temas que permeiam sua ampla vivência no varejo: de visual merchandising até manufatura 4.0 (área que atua na empresa).

Na oportunidade, o presidente também conta as novidades da Abiesv para 2020, entre elas a realização de workshops práticos e cursos para varejistas e fornecedores.

1. As expectativas de vendas do varejo estão otimistas para este ano por parte inclusive das entidades do setor. Acredita que 2020 será melhor do que o ano passado?

Sim as entidades estão com anúncios otimistas mesmo. A FecomercioSP anuncia que o faturamento do comércio em São Paulo pode ser 6% superior a 2019 – atingindo R$ 783 bilhões. Já estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC, em uma projeção nacional, diz que o varejo ampliado deverá elevar as vendas em 5,3%, enquanto o varejo restrito deverá avançar 2,3%.

Todas essas expectativas da economia geram confiança. Na medida que se nota a diminuição do desemprego, por exemplo, é natural que se torne mais seguro para gastar e fazer dividas. Essa confiança de que a economia vai melhorar cria um ambiente mais positivo para o consumo. Acredito que já existe esta retomada este ano mais do que no ano passado e, com isso, um futuro com mais vendas. Inclusive já observamos que os grandes players, redes maiores, já estão executando seus planos e são seguidos, com mais cautela, por empresas menores. Este é sem dúvida o momento de o varejista avaliar que investimentos pode fazer para que sua loja fique mais competitiva, para se beneficiar e atrair mais clientes.

2. Este ano terá muitos feriados, serão nove em dias úteis – em comparação a sete de 2019. Até que ponto isso prejudica o comércio?

Depende muito. Tudo que é previsto é passível de ser trabalhado. É possível criar algumas ações estratégicas e não ter prejuízo. Cada vez mais o comércio é um relacionamento, então, neste caso, por exemplo, é possível enviar ao mailing de clientes, que não vão viajar, as novidades e opções de promoções especiais da loja. Mas cada caso é um caso, depende do produto e do público para uma abordagem correta. De qualquer forma, esta é uma ação ativa, onde é possível reverter uma situação de queda em acréscimo. Quando se tem previsão, é mais fácil organizar e programar ações. Agora é imprescindível que se tenha um sistema de CRM (Customer Relationship Management) e, incrivelmente, ainda nesta época podemos dizer que quase metade das empresas não o têm e, sendo assim, não sabem bem quem são seus clientes, não monitoram seus clientes e não se relacionam com eles. Sem dúvida, as empresas terão que aprender rápido a fazê-lo.

3. Para o varejo se recuperar de tantos anos de crise, os especialistas dizem que só ao longo de 2021 que terá força novamente e folego. Acredita nisso?

Quando falamos nesses grandes números de faturamento do varejo são resultados das médias, quer dizer, se pressupõe que algumas empresas faturarão mais e outras menos. Como empresário, o que eu sempre me questiono é quais ações estratégicas posso fazer para que o meu negócio esteja no grupo de empresas que está melhor, pois se a recuperação será realmente no ano 2021 eu não quero esperar. Melhorar o atendimento, ticket médio e o sortimento, não deixar faltar os itens best-sellers para não ter ruptura e perda de oportunidades de venda, investir em tecnologia para que seja percebida como valor para meu cliente, treinar minha equipe para que seja mais vendedora. Essas são algumas das ações possíveis. Por isso que trabalhamos muito na Abiesv, em nossos workshops, Backstage do Varejo e seminários para trazer este exemplo de executivos que estão com ações interessantes, mostramos muitas coisas reais e executáveis no mercado brasileiro e que dão resultado, sejam ações isoladas ou projetos.

4. Qual a chave do sucesso do varejo este ano. O que é importante estar atento, quais são as tendências, podemos incluir diversidade, inclusão, propósito, experiencia...?

Não tenha dúvida, mas é importante ficar atento: quando falamos de propósito, diversidade e experiência, para quem? O que é importante para um empreendimento pode não ser para outro. Tem que saber quem é seu público e o que ele valoriza. Se o empresário sabe isso, tem que construir sua estratégia ao redor desses valores e desse estilo de vida, para criar identificação, para que se tenha uma marca com fãs.

Importante também ressaltar que o varejo deve ficar atento nas datas comemorativas. Quando o comércio melhora em geral, nas datas ele performa melhor ainda. Bom que o varejista aproveite estas oportunidades porque existe o ânimo de compra, a pré-disposição do cliente em comprar: dia dos namorados, dia das mães, dia dos pais. Fundamental preparar o seu PDV visualmente, de estoque, entre outras questões.

5. Qual é a atuação da Abiesv diante do atual cenário do varejo no Brasil?

A Abiesv está nos acontecimentos mais relevantes do varejo, organiza e participa de eventos frequentados por quem faz o varejo brasileiro. Uma de suas principais contribuições junto a seus clientes é, sem dúvida, a difusão do conhecimento de qualidade. Como a entidade é composta de fornecedores de varejo bastante atuantes e com grandes projetos, tem o papel de comunicar os varejistas sobre a atualidade no mundo, o que é viável se fazer no Brasil, de forma sustentável, e com quais investimentos.

Hoje, as pessoas têm muita informação à disposição, mas muitas ruins ou inapropriadas. Na Abiesv a vantagem é que os profissionais realmente estão fazendo, não apenas falando. Qualquer projeto de varejo relevante no País vai, certamente, ter um associado da Abiesv participando. E sempre que possível vamos contando as experiências boas e ruins e trocando informações nos eventos que promovemos, em participações nas maiores feiras do setor, entre outras iniciativas. A informação é um bem precioso, ainda mais nos dias de hoje em que o comerciante tem, no geral, tido muita cautela nas tomadas de decisões. Além disso, os nossos parceiros aproveitam de uma network poderosa e com resultados.

Nós da Abiesv acreditamos muito na colaboração entre as empresas e entre as pessoas. Quando nos unimos para discutir e promover ações, essas ações ganham muito mais força e se multiplicam.

6. Quais ações da Abiesv estão programados para este ano?

A entidade promove, apoia e participa de eventos e de feiras nacionais e internacionais, conferências, comitês de varejo, rodadas de negócio, workshops e palestras. Entre os eventos que a Abiesv promove e dos quais seus associados participam gratuitamente está o Backstage do Varejo, já em sua 33ª edição. Este ano serão realizados quatro, dois em cada semestre, sempre sobre assuntos da atualidade e com palestrantes nacionais e internacionais, apresentações de cases e de tendências, e um debate com os maiores formadores de opinião do mercado.

Este ano vamos realizar também workshops, oficinas práticas nas áreas de Visual Merchandising e Startups. Neles, com a tutoria de especialistas, os grupos de varejistas trabalharão em um projeto de negócio. Também serão promovidos pela Abiesv dois eventos no Rio de Janeiro.

Entre as demais novidades ainda está a criação do Comitê de Visual Merchandising, formado por profissionais e alunos, com o objetivo de ajudar a profissionalizar o segmento. Fazem parte das iniciativas importantes deste comitê a realização de workshops e a criação de um curso de VM tecnológico, em parceria com uma faculdade.

E mais acontecimentos ainda aguardam 2020. Está na programação, a criação de cursos internos para associados, como de Pitch de vendas e de como trabalhar as mídias sociais de sua empresa, entre outros.

E como acontece em todos os anos, em 2020 estaremos presentes nas mais importantes feiras do setor, quando convidaremos, como sempre, os associados para expor seus produtos e serviços no mesmo estande, a preços mais acessíveis. Os membros da diretoria também sempre vão para as feiras internacionais, como NRF e Euroshop e trazem as novidades em eventos especiais aos associados. Este será um ano muito promissor para a Abiesv e para os que estiverem ao nosso lado.
Anterior
Próximo

post written by:

0 Comentários: