Oferecer frete não é mais opcional

Oferecer frete não é mais opcional

Com as pessoas em casa, os serviços de entrega até a porta dos clientes estão sendo essenciais para muitos negócios manterem suas operações, especialmente aqueles que não dispunham dessa opção antes. Isso fez muitos empreendimentos perceberem que oferecer esse tipo de serviço não é opcional, mas uma estratégia indispensável para manutenção dos seus negócios.

As últimas semanas colocaram os serviços de logística à prova no Brasil e no mundo. Quem não tinha estruturado uma opção de frete ao cliente antes, vai ter um prejuízo muito maior e agora corre contra o tempo para aprender como fazer. Felizmente, empresas e startups de entregas se firmam como alternativas para pequenos e grandes negócios, conectando fornecedores a armazéns e produtos a clientes. 

Uma vez que o serviço de entregas de produtos foi oferecido aos clientes, dificilmente as empresas voltarão atrás. Elas estão descobrindo que esta é uma forma de alcançar seu público, conquistá-lo e fidelizá-lo, de expandir os negócios levando seu produto a pessoas que, por vezes, não podem ou não querem sair de casa.

São muitas as inovações de uns anos para cá na logística de frete. Essas novidades são formas de prestar um melhor serviço aos clientes, tornando o frete cada vez mais indispensável. Por exemplo, para muitos negócios, não basta apenas ter quem entregue, mas garantir que isso seja feito na modalidade ultrarrápida, ou seja, realizada em até 2 horas. 

Oferecer essa opção de frete tem potencial para atrair clientes que compram em urgência ou que valorizam ter o produto imediatamente em suas mãos, sem sair de casa. É uma modalidade adaptada para cumprir, de forma organizada e responsável, as entregas com a agilidade esperada pelos compradores.

Outra tendência que já é aplicada por diversas redes com lojas físicas como forma de otimizar o serviço prestado aos clientes é o Ship From Store (SFS). O SFS agiliza o processo de entrega de produtos até os clientes, diminuindo a dependência de armazenamentos em centros de distribuição. 

Sempre que uma venda ocorre, o sistema identifica a loja que tenha o produto comprado mais próxima do cliente, e agenda o despacho da mercadoria diretamente daquela unidade. Dessa forma, as próprias lojas da rede cumprem o papel de estoque e recebem vendas para clientes na região. Isso traz um maior custo-benefício, já que a corrida não envolverá longas distâncias. Também há redução de custos de estoque e armazenamento, além de facilitar entregas ultrarrápidas na região coberta pelas unidades da rede.

As vantagens do frete para e-commerces, varejos e consumidores são indeclináveis e necessárias. Daqui para frente, não oferecer um serviço de entrega pode significar ver o mercado ser dominado por concorrentes que o oferecem. Esteja preparado, seus clientes precisam de seus produtos chegando em suas portas.

Artigo escrito por Jonathan Pirovano, CEO da Motoboy.com. A Motoboy.com é uma startup de entregas ultrarrápidas criada em 2013 por Jonathan Pirovano (CEO) e Rafael Perboni (CMO). Com base em Joinville (SC), a logtech atende mais de 30 mil pedidos mensais, em mais de 100 cidades brasileiras.
Anterior
Próximo

post written by:

0 Comentários: