Solução intitulada "[a sua].loja Malwee" permitirá lojista criar, gerenciar e operar vendas online, por redes sociais e Whatsapp; iniciativa foi desenvolvida em parceria com a startup Kaztor Tecnologia, o Sebrae e o Senai e com o apoio dos próprios clientes da companhia;

Com foco em ajudar a cadeia do pequeno varejo, Grupo Malwee também anuncia plataforma de venda online assistida para representantes

Em um movimento inédito em 52 anos de história e alinhado com o propósito de impulsionar a digitalização do pequeno varejo de moda brasileiro, o Grupo Malwee anuncia o lançamento de uma solução digital que cria, em um prazo máximo de até 1 hora, uma loja virtual completa para a sua rede de mais de 25 mil clientes lojistas em todo o país.

Intitulada “[a sua].loja Malwee”, a plataforma propõe uma das soluções mais completas e acessíveis pensada para o comércio de roupas do país, oferecendo todos os recursos para a criação de uma loja online de forma rápida e simples, dando ao lojista a possibilidade de trazer o cliente que frequentava a sua loja física para a experiência de compra no seu canal virtual.

A solução foi criada em parceria com a startup Kaztor Tecnologia, o Sebrae e o Senai, e está conectada com outras plataformas digitais como Google Meu Negócio e redes sociais, permitindo ao lojista fazer todo o gerenciamento da sua loja online como controle de preços e descontos, gestão de estoque e grade de produtos, cronogramas de lançamento e promoções, além da gestão de clientes e do seu marketing digital. Os próprios clientes lojistas da companhia ajudaram na criação do desenho e das funcionalidades da plataforma.

A plataforma já está disponível gratuitamente, pelos primeiros três meses de uso, para todas as franquias e lojas fidelizadas do Grupo Malwee. A partir da segunda quinzena de junho, todos os clientes multimarca do país poderão acessar [a sua].loja Malwee. Já está no ar um hotsite para receber as inscrições dos clientes lojistas da companhia.

De acordo com Guilherme Weege, CEO do Grupo Malwee, a solução já estava prevista pela companhia desde o ano passado, mas o lançamento foi adiantado com o agravamento da crise econômica brasileira pela pandemia do novo coronavírus.

"Nosso maior propósito, há 52 anos, é ser o melhor parceiro de negócio de nossos clientes. Diante deste cenário complexo e adverso, estamos focados em apoiá-los na reinvenção de seus negócios, ao passo que avançamos na digitalização do modelo de negócio da companhia. O Digital é uma poderosa alavanca de geração de valor econômico e social”, afirma Weege.

Atendimento por redes sociais; vendas por Whatsapp

Ainda de acordo com o CEO do Grupo Malwee, a forma como a plataforma foi desenhada permite aos clientes multimarcas vender até mesmo peças de concorrente das marcas da companhia – iniciativa que não encontra paralelo no setor do varejo de moda brasileiro.

“[a sua].loja Malwee foi criada para causar uma disrupção na forma como nossos clientes vendem e se relacionam com os consumidores deles e, na perspectiva do consumidor, proporciona uma jornada de compra mais rica”, observa Weege.

O processo de implementação é feito por etapas didáticas, por meio das quais o lojista consegue ter o próprio e-commerce instalado e integrado às redes sociais em poucos passos.

Após a jornada de criação, começa a fase de contato e divulgação da loja e produtos junto ao consumidor, que pode acessar diretamente o site para a sua experiência de compra, ou receber o tablóide virtual por Whatsapp.

Neste caso, a venda é toda feita pelo aplicativo de mensagens, desde a escolha das peças, negociação da forma de pagamento, até o alinhamento sobre a entrega. As redes sociais são ferramentas indispensáveis para alavancar as vendas.

O Grupo Malwee dará suporte na implementação da ferramenta por meio de cursos e vídeos tutoriais aos lojistas para que eles aprendam a trabalhar com uma loja digital. Além disso, disponibilizará equipes de apoio, curadoria de produtos para divulgação, estratégia de comunicação e divulgação da loja na página oficial do projeto.

Conceito de economia ‘Low Touch’ aplicada ao varejo de moda

Além da plataforma [a sua].loja Malwee, o Grupo Malwee anuncia, também, o lançamento da solução intitulada “VOA -- Venda Online Assistida”, plataforma de videoconferência, criada a partir dos conceitos da Economia Low Touch, que tem como objetivo realizar venda online para os clientes lojistas por meio do atendimento virtual de representantes comerciais da companhia.

“A era pós-Covid-19 será marcada por uma economia digital e com baixa interação social do ponto de vista físico. Essa perspectiva coloca para nós, enquanto iniciativa privada, a responsabilidade de prepararmos o nosso negócio e o negócio dos nossos clientes; e, para nós enquanto sociedade global, o dever de mudarmos a nossa forma de nos relacionarmos, de comprarmos e vendermos produtos e serviços. Essas duas novas iniciativas do Grupo Malwee tratam disso”, observa Weege.

ASua.LojaMalwee
http://sua.lojamalwee.com.br/