[ListLayout]
×

Startup voltada ao pequeno lojista dobra faturamento na pandemia

Marketplace de produtos de higiene e beleza, e-comprei.com ajuda pequenos lojistas a terem mais competitividade e registra 2 vezes mais faturamento, nos últimos dois meses.

A startup e-comprei.com, Marketplace B2B, criada para viabilizar a compra e venda inteligente, econômica e conveniente do portfólio de Beleza e Higiene para pequenos lojistas, viu seu negócio decolar em plena pandemia: nos últimos dois meses o número de pedidos no site cresceu 220%, dobrando a receita.


Segundo o idealizador e fundador da plataforma, Vinicius Hilkner Oliveira, o modelo B2B de compra online já vinha crescendo, mas com a pandemia, o comerciante precisou se adaptar ao momento, e passou a ver a alternativa online a saída para adquirir os produtos para sua loja.  Esse movimento de digitalização rápida dos lojistas na sua compra de estoque foi o que impulsionou os acessos e os negócios na plataforma e-comprei.com. 

Lojistas de perfumarias, farmácias e pequenos varejistas em geral encontram no e-comprei.com uma forma rápida, segura e econômica de fazer suas compras e abastecer seu estoque. “Criamos um modelo de negócio novo para o lojista gastar menos tempo e dinheiro. Reunimos vários distribuidores em um único lugar entregando a conveniência de compra que o lojista precisa, ou seja, ele não precisa sair da plataforma para adquirir todos os itens que sua loja precisa, economizando tempo, equipe, recursos com transporte, vantagens que somadas geram competitividade aos lojistas independentes”, explica Oliveira.

“Nosso propósito é gerar competitividade para esse pequeno lojista! Por outro lado, simplificamos a vida do distribuidor que consegue chegar em lojas novas, principalmente as menores. Os nossos números mostram consistência de crescimento e recorrência de compra, 90% dos clientes que compram na plataforma voltam a fazer novos pedidos”, afirma Oliveira.

O e-comprei une o Distribuidor e a Industria ao Comerciante, oferecendo uma ampla variedade de produtos de beleza, uma vitrine com mais de 9.000 itens, que representam as principais marcas de beleza do país, com preços mais atrativos, negociados com os distribuidores parceiros, que garantem boa margem de economia, proporcionando condições comerciais desejáveis ao pequeno varejo. “O modelo se mostrou ser ganha-ganha, ou seja, todos se beneficiam com o modelo do e-comprei.com”, ressalta o empreendedor.  

A startup, ainda não completou um ano e avalia o cenário atual como motivador e potencial para os negócios. “Temos mais de 500 acessos recorrentes mensalmente em nosso site. Esse crescimento é exponencial mês a mês. Com a pandemia, nosso faturamento dobrou e com o aprendizado dos pequenos lojistas esse movimento veio para ficar”, avalia o empreendedor e  fundador da empresa.  

Como nasceu a startup e-comprei:  Vinicius Hilkner Oliveira, fundador da empresa, observou uma lacuna no mercado quando trabalhava na indústria Procter & Gamble (P&G), como gerente da marca Pantene. Vivenciou a dificuldade de crescer a capilaridade da marca em novas lojas – pequenos comércios de perfumaria e farmácia. E, em visitas aos lojistas, eles relatavam que gostariam de ter a marca e os lançamentos na sua loja, mas tinham dificuldade de achar para comprar ou simplesmente não tinham acesso fácil ao produto. Foi na ponta, ouvindo os pequenos lojas de bairro, que enxergou que o problema era estrutural e os modelos atuais não entregariam o crescimento de vendas e distribuição desejados. Assim nasceu a vontade de empreender.

Caminho Percorrido pelo empreendedor Vinicius Hilkner Oliveira: “Fiz questão de garantir que eu assumiria o comando do que conhecia e o que não dominava iria terceirizar ou procurar ajuda de quem tinha expertise. Toda a criação da marca, modelo de negócio e estratégia de comunicação criei junto com alguns profissionais freelas e para a parte que eu não conhecia (técnica) eu contratei um consultor de e-commerce. Isso foi o suficiente para rodar um MVP (minimum value product) e testar a ideia. Com o MVP em mãos, mapeei as lojas pequenas em São Paulo. Fui pessoalmente testar a ideia. No início era sozinho e depois contratei uma pessoa que tinha experiência no mercado com vendas de cosméticos B2B. A ideia foi bem testada e isso me deu a confiança de criar um time maior e levar a empresa a diante. Procurei um sócio com expertise complementar (financeira), chamei algumas pessoas do ecossistema de startup para ser parte do Board Consultivo. Participei em fóruns de empreendedorismo, procurei uma incubadora para apoiar a ideia (iDEXO da TOTVS). Depois de ter tudo isso, iniciamos o processo de captação de investimento para crescer a empresa”, conta Vinicius Hilkner Oliveira.

Lição para a Vida: “Não tenha medo de empreender e siga seu propósito. Eu investi o valor que guardei durante meus 7 anos de trabalho formal na indústria para realizar um sonho, um propósito no qual acredito. Depois veio o Andre Medeiros, meu sócio. O e-comprei.com acredita que precisa ter skin on the game para empreender e colocar tempo e investimento próprio é a melhor forma de mostrar isso”, concluí Oliveira.

Mentores de Negócio da Startup e-comprei.com.br:  Joao Luis Oliveiro, Conselheiro Comercial, que atuou na Zendesk, Accenture, Indeed, Ace Aceleradora; Ricardo Wafael, Conselheiro Financeiro, que contribuiu em empresas como All Point, BaiDu, Ace Aceleradora) e Paulo Ribeiro, Conselheiro de Tecnologia, que esteve à frente das empresas CTO na 4Shark, Gimbal, Brivin entre outras.

Comentários

caiocmgo