[ListLayout]
×

The Coffee anuncia aporte Series A de R$ 28 milhões

Investimento liderado pela Monashees e com participação da Norte Ventures e Shift Capital na foodtech, que nasceu para inovar o conceito de cafeteria, será dedicado a abertura de novas lojas próprias no Brasil e na Europa

A The Coffee, foodtech curitibana de cafés, anuncia aporte series A de R$ 28 milhões liderado pela Monashees e com a participação da Norte Ventures e Shift Capital. O investimento terá papel fundamental na estratégia de expansão nacional e internacional que a empresa planeja para o final deste ano e início de 2021.



Fundada por três irmãos curitibanos, Alexandre Fertonani, Carlos Fertonani e Luis Fertonani, a startup nasceu com o objetivo de trazer uma nova experiência e conceito de cafeterias para o país. "Somos apaixonados pela cultura japonesa e depois de muitas viagens ao Japão, decidimos criar uma empresa que trouxesse a cultura To Go para nosso mercado", conta Alexandre Fertonani, co-founder da The Coffee.

Os elementos da cultura japonesa podem ser vistos em todos os lugares, principalmente no que diz respeito a uso de tecnologia, alta qualidade e minimalismo. "Entendemos que a tecnologia é tão importante quanto o próprio grão do café", afirma Fertonani. Ao chegar em alguma unidade The Coffee já é possível entender que a modernidade é uma realidade. "Queremos proporcionar uma experiência para nossos clientes desde o primeiro momento. Como não aceitamos dinheiro, o próprio consumidor faz o seu pedido no nosso tablet ou app mobile e finaliza o pagamento com cartão. Tudo de forma 100% intuitiva, moderna e dinâmica", completa Alexandre.

Hoje, a foodtech tem 30 lojas abertas no Brasil - em Curitiba, São Paulo, Florianópolis, Belo Horizonte, Fortaleza, Blumenau e Balneário Camboriú. Mas com o aporte a expectativa é aumentar esse número para 100 estabelecimentos até o final de 2021. Segundo o co-founder, "por sermos minimalistas e usarmos tecnologia, nosso negócio pode ser escalável com maior rapidez e facilidade do que as cafeterias tradicionais".

Além das demais capitais brasileiras e cidades com mais de 300 mil habitantes, outro foco da The Coffee é a expansão internacional e a primeira parada é o continente europeu. "Vamos começar por Espanha e Portugal para depois ir entrando em outros mercados. Além da questão financeira, existe todo um processo burocrático que deve ser respeitado para entrar num novo país, sem contar que as necessidades e forma de consumo de cada lugar é diferente também", diz o co-founder. Serão duas lojas em Lisboa, duas em Madri e duas em Barcelona e a expectativa é que todas sejam inauguradas no primeiro trimestre de 2021.

As lojas também seguem um conceito minimalista e têm, em média, 6m². Esse design e arquitetura dos espaços, somados a tecnologia e a alta qualidade das bebidas oferecidas no cardápio deixam a marca ainda mais forte no mercado. "Prezamos muito pelo que construímos até aqui. Cada detalhe do logo, do menu do tablet, cardápio, embalagem foi pensado para que a The Coffee fosse mais que ‘mais uma cafeteria’. Nosso desejo é que nosso público seja mais mais que um comprador de produto. Seja parte de todo e compartilhe desse lifestyle que estamos desenvolvendo.

Além do aumento das lojas físicas, a foodtech também vai ampliar o canal de receita para um e-commerce, que deve ser lançado ainda esse ano. A loja vai vender produtos da marca, como os cafés especiais. "Com a loja online conseguiremos atender um público ainda maior e fortalecer ainda mais a marca da The Coffee pelo país", conclui Fertonani.

Sobre a The Coffee

A The Coffee é uma foodtech fundada em 2018 por três irmãos de Curitiba que pretende trazer uma nova experiência e realidade para o mercado das cafeterias. Com referências na cultura japonesa, a startup traz minimalismo, tecnologia e perfeccionismo em seus produtos e atendimento. Hoje conta com 30 lojas espalhadas pelo Brasil, em capitais no Sul, Sudeste e Nordeste do país.

Comentários