[ListLayout]
×

Varejo prevê aceleração de vendas em fevereiro e março de 2013

De acordo com o IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), a expectativa é que as vendas de fevereiro aumentem 6,1% e as de março, 6,2%, em relação ao ano passado

Apesar de constatar um ritmo de vendas menor para dezembro e janeiro (2,2% e 4,0% de alta, respectivamente), o IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), estudo realizado mensalmente com os associados do IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), estima uma retomada nas vendas, com o aumento real de 6,1% em fevereiro e 6,2% em março, comparando o mesmo período de 2012.


A partir de fevereiro, o segmento de bens Não-Duráveis deve registrar a maior alta, com 11,2%. Para março, a estimativa é continuar com taxas de dois dígitos, registrando 10,1% de crescimento. O desempenho desta categoria tem o maior peso nas medições do IBGE e contribuem entre 40% e 50% no índice da Pesquisa Mensal do Comércio.

Já a área de bens Semi-Duráveis, que vinha apresentando um desempenho mais comedido em relação aos Não-Duráveis tende a melhorar e retomar o crescimento também a partir de janeiro. A projeção é de expansão entre 4,1% e 8%, de dezembro de 2012 a março de 2013.

No geral, as estimativas para o setor varejista em 2012 não tiveram alterações significativas e o Varejo deve apresentar crescimento real de vendas superior a 2011 (+ 6,7%).

Ainda segundo o IAV, o varejo teve resultados satisfatórios, apoiado na expansão do crédito, do mercado de trabalho e da renda. Para 2013, é esperado um melhor desempenho econômico brasileiro em relação ao ano passado, fator que deve estimular a atividade varejista no País.



caiocmgo