ULTIMOS POSTS

sábado, 11 de abril de 2015

Setor Têxtil tem queda de 17,1% na produção física de vestuário no primeiro bimestre

Para ajudar a indústria da moda em seus pleitos, a Abit relança a Frente Parlamentar Têxtil nesta terça-feira, 14.

Rafael Cervone, da ABIT
Diante de um cenário dos mais hostis já enfrentados, com queda na produção, nos investimentos e nos empregos, o Setor Têxtil e de Confecção nacional, sob o comando da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), irá relançar, no próximo dia 14, em Brasília, sua Frente Parlamentar José Alencar para o Fortalecimento do Setor, agora em sua terceira legislatura. A capital federal será invadida por vários empresários, trabalhadores e profissionais liberais ligados à indústria da moda que, durante todo o dia, terão várias reuniões com os parlamentares e autoridades do executivo, culminando com um jantar no clube naval para marcar o início dos trabalhos da nova Frente.

“Nossa agenda de competitividade tem muitos pontos em comum com a indústria de transformação como um todo, mas há questões específicas como o nosso pleito do Regime Tributário Competitivo para Confecção (RTCC) que tem um bom acolhimento no MDIC, porém está parado desde o ano passado na Fazenda. A nova Frente será orientada em relação aos temas mais urgentes, como a desoneração da folha e a NR12, e também com temas de médio prazo como a modernização das Leis Trabalhistas” explica Rafael Cervone, presidente da Abit.

O Setor terá seu primeiro compromisso em Brasília às 11h, quando reunirá parlamentares (especialmente os novos ingressantes) para fazer uma apresentação do cenário do setor e seus principais gargalos e pleitos. O encontro será no Auditório Freitas Nobre, na Câmara dos Deputados, Anexo IV, em Brasília, DF.

Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.