[ListLayout]
×

Disensa atrai investidores para o setor de varejo de materiais de construção

Cresce número de contratos com franqueados que não atuavam no setor e buscam abrir seu primeiro negócio ou diversificar área de atuação


A Disensa, rede de franquias da Lafargeholcim, está atraindo novos investidores para o varejo de materiais de construção. Os interessados estão entrando no segmento incentivados pelos resultados operacionais e financeiros apresentados pela empresa no último ano. Atualmente, dos 272 contratos firmados com a rede, 26% referem-se a franqueados que decidiram abrir lojas de material de construção, seja como seu primeiro negócio ou como um novo ramo de atuação. Para esses empresários, estreantes no ramo, a escolha pela Disensa tem se mostrado assertiva e o retorno rápido tem surpreendido os investidores. Em 2021, as 28 unidades já implantadas neste perfil somaram um faturamento de R$ 48,4 milhões, com uma média de R$ 2,6 milhões mensais.

"O setor de construção vem apresentando excelente performance desde 2020, o que atraiu a atenção de investidores. Acreditamos que a Disensa acabou sendo uma escolha natural, por seus excelentes resultados financeiros e operacionais recentes, resultado de estratégia, estrutura, profissionalização, além de toda a estrutura oferecida aos franqueados. Os empresários que optaram pela rede vêm se mostrando muito satisfeitos com a parceria e relatam que o retorno financeiro logo nos primeiros meses costuma ser maior que sua expectativa", explica Henrique Guterres, gerente geral da Disensa no Brasil.

A maior rede de franquias de material de construção da América Latina está presente em seis estados: Bahia, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. A Disensa vem fortalecendo esse novo nicho de mercado, em paralelo com seu modelo de franquia de conversão, que transforma lojas de construções de bairros já existentes em membros da rede. Os novos investidores, que não atuavam no setor, contam com o suporte especializado para todas as etapas da implantação de uma loja de material de construção. Hoje, a rede já possui contratos com este perfil em todas as praças em que atua, com destaque para Bahia e São Paulo.

"Estamos observando o crescimento deste perfil de investidor. Em São Paulo, no primeiro semestre de 2021, registramos um aumento de 167% no número de contratos com este perfil, comparado a igual período de 2020. Esses empresários costumam ser muito exigentes em relação às ações da franqueadora, mas também muito engajados e pró-ativos. Como são lojas que começam do zero, elas conseguem seguir totalmente as orientações da franqueadora, principalmente no que se refere a mix de produtos e layout de loja. Com isso, conseguem rapidamente atingir excelentes resultados", ressalta Henrique Gutterres.

Comentários