Contando com complementos importados, setor de mochilas deve ter aumento entre 10% e 15% em Sapiranga (RS)

O início do ano letivo em 2016 não deve impactar de forma positiva a economia de Sapiranga (RS). Aumento de impostos como ICMS e a alta constante do dólar devem fazer com que as vendas sejam reduzidas. A conclusão é do diretor de serviços e produtos da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga, João Carlos Weber.

- Deve haver um aumento de 5% em reais nas vendas, mas isto não significa que haverá aumento de compra comparado ao ano passado - explica Weber.

Segundo o comerciante, o aumento do dólar deve atingir principalmente o setor de mochilas e estojos, que mais conta com itens importados, representando um aumento entre 10% e 15%.

O presidente da CDL Sapiranga, Álvaro Pereira, também reconhece que 2016 será um ano difícil para o comércio devido ao aumento de impostos.

- Temos aumento do ICMS e demais impostos, como IPI e juros de cartão de crédito, que vão tirando poder aquisitivo das pessoas. Sabemos ainda do endividamento e das taxas de desemprego. O primeiro semestre de 2016 será complicado - comenta Pereira.

Ainda de acordo com os dirigentes, as vendas devem ocorrer somente para atender a demanda, fazendo com que os consumidores busquem produtos de baixo custo.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: