O varejo sofre imediatamente com a crise já que tem um impacto direto no que o consumidor compra, na quantidade, na frequência e na qualidade. Isso reflete na mão de obra, na qualificação, na estruturação da empresa e em toda cadeia produtiva. Como um supermercadista conseguiu reverter todo o clima organizacional diante da crise e transformar o clima da empresa crescente e vitorioso?

Através de um crescimento orgânico, o SuperPrix construiu sua história no Rio de Janeiro e, em 2014, a empresa investiu em mudanças para que a rede se fortalecesse para um desenvolvimento contínuo, mesmo em tempos difíceis. Toda a empresa passou por uma revisão e aprimoramento de processos em gestões operacionais e foi disseminando uma visão estratégica sólida e inovadora em todos os setores. Um dos aspectos dessa preparação foi a elaboração e implementação de uma estratégia baseada na visão de shopper marketing que garantiu um pensamento de ponta, alinhado às expectativas do mercado. < /o:p>

Após realizar pesquisas, monitorar e mapear o perfil de compra dos clientes, foi possível conhecer profundamente o comportamento dos consumidores dentro das lojas. Com base nesse trabalho, foram elaboradas estratégias de segmentação e criadas ações para estimular a venda. Foram implementadas de forma proativa, iniciativas visando a melhor experiência do consumidor nas lojas, como por exemplo, a adequação do marketing mix por loja, reorganização de exposição de produtos, práticas de vendas cruzadas, fomentando a compra por impulso e uma reestruturação na estratégia de preços. Com um plano desses em mãos, a relação com os fornecedores passou a e xigir outro nível de negociação: ao apresentar sua capacidade de giro de acordo com uma boa gestão de categoria dentro das lojas, o SuperPrix conseguiu criar novas relações com seus fornecedores que perceberam a estratégia do ganha-ganha. Dessa forma, o SuperPrix se posiciona de forma vantajosa em relação aos seus principais parceiros, conseguindo melhores ofertas para seus clientes, mas também oferecendo mais resultados para seus fornecedores.

Internamente, foi programado um plano de metas, remuneração variável e plano de carreira para os funcionários desde o caixa até os cargos mais altos. A contratação de novos funcionários passou a ser mais rigorosa e o RH passou a selecionar não pessoas com experiência em outros supermercados, como era o comum, mas com experiências diversificadas no varejo para trazer visões diferenciadas de mercado.

O negócio do SuperPrix tem como base o atendimento de qualidade com foco no cliente. A conversa direta é um diferencial da rede e que foi fortalecido com o e-commerce. Hoje, a rede tem parceria com blogueiras que falam diretamente com o consumidor, como a parceria feita com conceituada sommelier para dar dicas de bebidas e outras novidades para um canal que normalmente é visto como uma ferramenta de vendas para a maioria dos concorrentes. A aposta do SuperPrix foi abrir um canal de troca e conversa com o usuário.

Para Viviane Areal, fundadora da rede, o que a motiva são os desafios e a inovação. “Comecei há 17 anos com um pequeno supermercado na Tijuca. Estudei processos e documentos para começar a crescer. Nunca deixei uma oportunidade passar despercebida. Estamos sempre aprimorando, estudando o consumidor, as tendências no mundo, implementando novidades em busca de um atendimento de excelência”.

O resultado é que a rede que está chegando aos 18 anos no Rio, já tem 13 lojas físicas no Rio de Janeiro e em Niterói e um e-commerce diferenciado, vem crescendo significativamente ao longo dos últimos anos. Seu faturamento em 2014 foi de R$230 milhões, 15% maior que no ano anterior e em 2015, em um ano de crise, foi de 10%.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: