domingo, 20 de setembro de 2009

Natal já abre vaga para os temporários

Segundo pesquisa da Asserttem, cenário atual do setor varejista possibilita mais contratações e com boas chances de efetivação

Período tradicionalmente generoso para quem procura um emprego temporário, o Natal promete boas novidades. De acordo com um estudo promovido pela Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis de Trabalho Temporário (Asserttem), está prevista para este ano a abertura de 123 mil vagas temporárias em todo o Brasil.

O levantamento foi encomendado pela entidade e realizado pelo Instituto de Pesquisa Manager (Ipema), que consultou empresas fornecedoras e tomadoras de serviços de trabalho temporário, além de entidades, como a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio), a Associação dos Lojistas de Shopping do Estado de São Paulo (Alshop), a Associação Paulista de Supermercados (Apas), a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). A pesquisa também mostra que os setores mais propensos a contratações são o de vestuário e o de automóveis, devido ao acréscimo nos valores destinados aos programas governamentais que beneficiam as classes mais populares, como o Bolsa Família, aliados à oferta de linhas de pagamento mais flexíveis e à redução do IPI de alguns produtos. Outra boa notícia confirmada pela enquete da associação é que do total contratado a título temporário, 17% serão efetivados, o que implica em um universo formado por 21 mil pessoas.

De acordo com a diretora de Comunicação da Asserttem, Jismália Oliveira Alves, o setor varejista é o que deve abrir mais postos de trabalho com ofertas para pessoas interessadas em candidatar-se às vagas de fiscais de loja, empacotadores, analistas de crédito e até Papai Noel. "O segmento é extremamente flexível e aceita pessoas sem experiência que queiram reforçar o orçamento ou que desejam ter sua primeira vivência profissional", comenta, acrescentando que, no entanto, quanto mais qualificação o candidato apresentar, maiores podem ser a remuneração e as chance de uma futura efetivação.

Benefícios

Assim como os empregos formais, os temporários também têm direito a uma série de benefícios. Segundo a diretora da Asserttem, os funcionários recebem a vale-transporte, 13º salário, hora-extra, um terço das férias e registro em carteira. "Apesar de restrito, esse período também conta para o tempo de aposentadoria. Mas, por ser regido por um contrato de trabalho fechado, ele exime o contratante do pagamento da multa do FGTS", esclarece.

Mas caso ocorra a efetivação, ela alerta que um novo contrato deve ser feito para formalizar a nova relação entre funcionário e empresa.

Fonte: Mogi News
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?