Buscar

Municípios brasileiros se rendem à indústria de shoppings

Carentes de centros de compras, algumas cidades preparam-se para receber empreendimentos de grande porte, movimentando o varejo regional

A indústria de shoppings espera receber, até o fim de 2012, cerca de cem novos centros de compras, segundo expectativa da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping). E muitas regiões que não eram atendidas por este mercado passarão a contar com seus empreendimentos, ostentando o título de pioneiros nestes locais, e tornando-se bases de avanço ainda maior do varejo destas cidades.

O Shopping Cidade Paranavaí, previsto para chegar ao município paranaense de mesmo nome até o segundo semestre de 2012; Via Verde Shopping, o primeiro centro de compras do estado do Acre, com expectativa de inauguração para agosto de 2011; North Shopping Barretos, no interior paulista, previsto para abrir suas portas no próximo mês; Shopping Pelotas (RS); Shopping Pátio Marabá e Unique Shopping Parauapebas, estes dois no estado do Pará, são alguns dos empreendimentos responsáveis por impulsionar ainda mais o varejo local.

Compõem ainda este quadro centros de compras já abertos ao público, mas que mantém sua hegemonia no mercado de shoppings regional, como o Cariri Shopping, de Juazeiro do Norte (CE); Taubaté Shopping, no interior paulista; Porto Velho Shopping, na capital de Rondônia; entre vários outros.

“Não é surpresa esta penetração por parte da indústria de shoppings, pois há tempos o crescimento deste mercado é altamente perceptível, chegando a atingir um percentual superior ao avanço do PIB nacional. Soma-se a isso a necessidade das grandes marcas varejistas em instalarem-se em centros antes nunca trabalhados comercialmente, o que favorece o investimento por parte dos empreendedores de shoppings na construção destes estabelecimentos. A tendência é deste panorama crescer ainda mais, movimentando a economia local, e transformando-se em um verdadeiro ponto de lazer e compras para os moradores destas localidades”, comenta o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun.

Postar um comentário

0 Comentários