Buscar

Black Friday, agora eu acerto!

Nada como mais uma Black Friday para aquecer e movimentar o comércio. Mas, você pode estar se perguntando: Poxa, vem aí mais uma Black Friday e até hoje nunca deu certo para meu negócio, não confio nessas coisas.

Fique tranquilo, siga estes passos, que desta vez você vai ter resultados pertinentes e nunca mais vai errar nesta época tão esperada pelos consumidores.

1) Diga a você mesmo: Black Friday, dessa vez eu acerto!

Acredite que antes de mais nada o brasileiro está se educando a comprar com mais antecedência e planejar melhor suas compras. Hoje em dia, com diversos aplicativos comparativos de preço, os consumidores têm acompanhado de perto os produtos tão desejado. Então acredite, eles estão sim esperando este finalzinho de novembro chegar em busca daquele desconto arrasador.

2) O desconto tem de ser verdadeiro

Aquela história da”Metade do Dobro” está acabando com o passar dos anos. E para você ter sucesso nesta época, tem que ter isso muito claro. Você irá ganhar no volume. Ou então, você tem que produzir durante o ano uma margem confortável, negociando com seus fornecedores produtos, que seus consumidores fatalmente precisarão nesta época do ano, e então, agora será o momento de abaixar o preço e ter giro.


3) Estoque parado é prejuízo

Sabe aquele produto que ocupa espaço no seu estoque? Agora é a hora de reciclar as energias da sua empresa. Por mais que você sinta que está tendo prejuízo desovando eles de seu estoque por um preço mais baixo, imagine que ele ali parado pode ser pior ainda. Portanto, agora é a hora de abaixar o preço de fato destes produtos.

4) Invista em nichos

Identifique onde estão concentrados alguns grupos de pessoas potenciais consumidoras daquele produto que você pretende ofertar. Utilize as mídias sociais, pois neste quesito ela te auxiliará e muito. O Facebook e o Instagram possuem segmentações por interesses. Dedique seu esforço publicitário, segmentando muito bem quem irá receber sua comunicação.

Os grupos de Whatsapp são fantásticos para isso. Assim como, se usar estratégia de “melhores amigos” do Instagram para envio de Stories exclusivos. (aqueles que não são para toda sua audiência, mas sim para este seleto grupo de “melhores amigos”). Se na sua cidade houver um Nano Influenciador (aquele que não é um famoso, mas tem perfil influente em sua rede), pense na possibilidade de uma parceria com ele. Ofereça um cupom de desconto para este influenciador e meça com isso, o resultado de sua ação posteriormente.

5) Black Friday é comunicação varejista, não tem jeito

A Black Friday é um sucesso no mercado internacional, por quê? Porque o preço é muito mais baixo que normalmente, e ponto. Se você não tem um produto ou serviço que permita fazer algo arrasador, minha dica é que não entre nessa comunicação. Você poderá se estruturar melhor ao longo do próximo ano e planejar melhor para participar. Caso contrário, você poderá frustrar o seu público.



Vejo muita comunicação superficial nesta época do ano, como Black Week e Black November, por exemplo, mas no fundo o objetivo não é bem trassado e não há muitas vantagens para o consumidor que acaba desgostando da marca que divulga.

Uma outra questão que ouço bastante: Mercado de luxo, tem Black Friday? Sim, claro que sim. Mas até as marcas de luxo se comunicam de maneira mais agressiva e varejista. Não tem como falar de preço baixo sem sair do salto. Claro, que o toque de um bom designer, fará toda a diferença, deixando a arte bonita e elegante, porém varejista.

6) Escolha suas armas

Vamos ao enxoval do marketing digital: Facebook, Instagram, Youtube, Whatsapp e Google Adwords.

Se você ou seu negócio não está em uma destas mídias sociais, não tem problema, agora pelo menos. Escolha aquela ou aquelas que você utiliza, crie sua comunicação, ponha seu planejamento em prática.

Para as mídias sociais, por exemplo, recomendo utilizar uma ferramenta de agendamento de posts e análise de relatórios. Eu mesmo já usei várias! Hootsuite, Instamizer, RD Station, mas eu gosto mesmo e indico a MLabs. Tenha um time engajado a desenvolver as artes da sua comunicação, alinhe com seus vendedores ou departamento comercial sobre o período promocional, e tenha suas campanhas no Google bem otimizadas para que seu site apareça nas primeiras posições de pesquisa. Lembre-se que seu site é sua vitrine! Envelope ele com os conceitos da Black Friday e tenha uma comunicação uniforme com o momento de campanha.

7) Seja feliz! Percepção de porta de entrada

Para finalizar, meça os resultados de maneira crítica à aprender como desempenhar na sua próxima Black Friday. Estou certo que neste ano seus resultados já serão diferentes de anos anteriores. Antes do final dela, você pode calibrar suas campanhas e ajustar alguns detalhes a fim de obter desde já, os resultados que você espera. Se você fez todos estes procedimentos, e ainda sim pensou que poderia ter sido melhor, não se jogue da ponte! Tenha em mente que você agora, se comunicou da forma correta, e seus potenciais consumidores lembrarão disso. Outra coisa que acho interessante no mundo do Marketing e com certeza você já ouviu isso, é que tudo aquilo que não se pode medir no Marketing, é Branding (divulgação de nome da marca). De uma certa forma, isso é verdade. Essa Black Friday pode ser a porta de entrada para novos clientes conhece rem seus serviços. Eles poderão gastar menos agora, já que o seu preço estará mais baixo, mas ele voltará para uma recomprar. Contudo, me despeço com alegria em dizer que você fez tudo certo. A começar por esta leitura. Siga no caminho da luz, da mudança, buscando resultados diferentes. Mas lembre-se, para se ter resultados diferentes, você antes precisa de ações diferentes. Então, boa sorte!

Artigo escrito por Vinícius Taddone é fundador da VTaddone Studio

Postar um comentário

0 Comentários