[ListLayout]
×

Como os varejistas poderiam ter se preparado para a pandemia?


De e-commerce a acompanhamento de cenário internacional, scale up Área Central ouviu empresários responsáveis por 3,7 mil lojas no Brasil 

Em abril, a Área Central, scale up especialista em gestão de redes e centrais de negócios, ouviu gestores de redes associativas de varejo, por meio de uma pesquisa, para verificar quanto eles foram afetados pela crise gerada pela COVID-19. Os gestores falaram sobre quais foram as estratégias para superar o momento vivido e como eles gostariam de ter se preparado para lidar melhor com o cenário. Cerca de 31% das 40 redes de lojistas ouvidas estão trabalhando em home office, e 28% mantêm trabalho presencial para uma parte pequena de seus funcionários. A maior preocupação dos empresários neste momento é a saúde financeira das lojas associadas (34%), seguida do não cumprimento dos acordos comerciais com o fornecedores.

Foram entrevistadas pessoas responsáveis por 40 redes, com cerca de 3,7 mil lojas, em todas as regiões do país. A empresa mapeou que, de fevereiro a março de 2020, os negócios das redes de supermercados cresceram 17,14%, enquanto os de redes de Materiais de Construção diminuíram 11,69% e o de Móveis e Eletros também diminuíram, cerca de 19,65%. A pesquisa ainda perguntou sobre o que as redes poderiam ter feito para  se preparar para a crise. 

Perguntados sobre o que as redes poderiam ter feito para se preparar previamente para a crise, os associados responderam: implantado e-commerce para o grupo e iniciado o uso das redes sociais para a venda de produtos; acompanhando o cenário em outros países, ter antecipado a compra de materiais de limpeza, álcool em gel e equipamentos de EPI; ter um fundo de reserva para crises (caixa). Cerca de 44% dos respondentes demonstraram como preocupação o compromisso de manter o quadro de funcionários e não realizar demissões.

“Notamos que nossos clientes não estavam preparados para a pandemia da COVID-19, não tinham um plano de crise ativo, por isso não nos surpreendemos tanto com as respostas. O que nos surpreendeu foram as ações mapeadas como facilitadoras para o enfrentamento da pandemia”, explica Jonatan da Costa, CEO da scale up. A Área Central é pioneira no setor de gestão de redes e centrais de negócio, trabalhando full time para o monitoramento das ações dos clientes e oferecendo tecnologias para estas entidades de base associativa.

Comentários

caiocmgo