[ListLayout]
×

Chá cai no gosto dos brasileiros substituindo refrigerantes e até cafezinho

Busca por qualidade de vida, saúde e sabor é a principal motivação dos consumidores ao procurarem alternativas como os chás prontos para consumo. A expectativa é que esse mercado cresça 43% até 2023 no Brasil

Depois da água, o chá é a bebida mais consumida no mundo. É o que revela o relatório da consultoria de pesquisa de mercado Euromonitor International, Global Tea: Consumer Trends Converge Around Brewed Beverages.  Impulsionada pela onda de saudabilidade, a bebida milenar, de origem asiática e popularizada na Europa no famoso “Chá das 5”, se faz cada vez mais presente do lado de cá do planeta. De acordo com a mesma consultoria, o consumo no país subiu 25% entre 2013 e 2018 – quase o dobro da média mundial.

Antes, o que era associado apenas aos dias mais frios, agora apresenta diversas opções em versão gelada e pronta para consumo. Essa mudança tornou o chá gelado uma das bebidas mais procuradas no mundo, fechando 2016 com 41 bilhões de litros consumidos. Atentas à tendência, empresas pioneiras na produção de bebidas saudáveis têm investido na categoria, como é o caso da Campo Largo, uma das principais produtoras de bebidas naturais no Brasil.

“Os chás têm tudo para permanecer em alta porque possuem ingredientes funcionais, que auxiliam em várias funções do organismo e são uma alternativa versátil e saborosa para uma alimentação mais equilibrada, substituindo os refrigerantes”, afirma Giorgeo Zanlorenzi, presidente da empresa.

Rotina saudável impulsiona vendas

Com os dias quentes a vista, a tendência é que os chás ganhem ainda mais espaço nas geladeiras dos consumidores. Mas, além de ser refrescante, a bebida também leva benefícios à saúde, principalmente nas versões que agregam ingredientes funcionais na perda de peso. A engenheira de alimentos da Campo Largo, Gislaine Santana, explica.

“O chá é uma bebida maravilhosa para incluirmos em nossa rotina para colaborar com a nossa hidratação diária e fornece uma dose extra de antioxidantes, por serem ricos em flavonoides – substâncias que atuam em nossas células prevenindo o envelhecimento precoce”.

A Campo Largo tem disponível no mercado a linha orgânica, composta pelas opções de Chá Mate puro e Chá Mate + Limão, e a linha de chás funcionais. “Temos o Chá Verde + Gengibre + Limão – que contém um mix de ingredientes conhecidos por sua ação antiinflamatória e desintoxicante, Chá de Hibisco + Cranberry – com componentes que têm grande potencial emagrecedor, devido a presença de antocianina, substância que auxilia no descarte de toxinas responsáveis por impedir o emagrecimento – e o Chá verde + Guaraná + Cúrcuma,  com uma combinação que dá um up na energia, e com potencial diurético e redutor dos níveis de colesterol pela adição da cúrcuma”, finaliza Gislaine Santana.  Todos os chás da marca são livres de conservantes e são adoçados com o adoçante natural Stevia.

Comentários