Buscar

Lojistas otimistas com vendas para o Dia das Mães

Na opinião de 57,43% dos empresários entrevistados, as vendas do Dia das Mães serão melhores do que o mesmo período do ano passado. Ticket médio esperado deve ficar entre R$ 50,01 e R$ 100.

De acordo com pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) no período de 20/03 a 12/04 com lojistas da capital mineira, as vendas para o Dia das Mães devem ser melhores este ano em relação a 2011. Para 57,43% dos entrevistados as expectativas é que as vendas ultrapassem as do ano passado, 13,37% acreditam que devem ser iguais e 29,21% acham que serão inferiores. “A expectativa dos empresários em relação às vendas para o Dia das Mães continua alta quando comparada ao ano anterior”, afirmou a economista da CDL/BH, Ana Paula Bastos.


“Mas é possível perceber que também houve aumento do percentual dos lojistas que consideram uma piora das vendas em relação a 2011, o que pode ser resultado de uma incerteza do empresariado ocasionada pela desaceleração da economia a partir do segundo semestre do ano anterior”, completou. Foram entrevistados 207 proprietários de estabelecimentos comerciais beneficiados pela comemoração do Dia das Mães, como lojas de eletroeletrônicos, eletrodomésticos, perfumaria, moda feminina e acessórios, calçados e livrarias.

O ticket médio esperado para este ano deve variar entre R$ 50,01 e R$ 100 de acordo com 43,65% dos entrevistados. Para 38,07 dos lojistas o ticket médio não deve ultrapassar os R$ 50. Em seguida estão 14,72% dos entrevistados que esperam vendas entre R$ 250,01 e R$ 500 e 3,55% dos empresários acreditam que os consumidores darão presentes entre R$ 100,01 e R$ 250.

Os lojistas acham que as vendas serão pagas das seguintes formas: parceladas no cartão de crédito (85,37% dos entrevistados), à vista no cartão de crédito (5,85%); parcelado no carnê/crediário (3,9%), dinheiro (2,93%), parcelado no cheque (1,46%) e cartão de débito (0,49%).

Este ano as estratégias que mais serão utilizadas para atrair os lojistas estão bem mescladas. De acordo com a pesquisa, 31,93% dos entrevistados farão propagandas. Em seguida vêm descontos (23,94%), vitrine atrativa (18,07%), variedade de marcas e produtos (12,61%), bom atendimento, preço e estoques (8,4%), brinde (2,94%) e prazo de pagamento (2,1%).
Crescimento – A expectativa da CDL/BH é de um crescimento entre 5% e 7% em relação ao mês de maio do ano passado, que fechou as vendas em R$ 1,99 bilhão. Em 2011 as vendas do comercio varejista de Belo Horizonte, neste período, cresceram 3,5% em relação ao mesmo período de 2010. “O Dia das Mães é a segunda data mais esperada em termos de vendas para o comércio, superada apenas pelo Natal”, explicou Ana Paula.

Postar um comentário

0 Comentários