Buscar

Belthia chega ao Brasil para atender mercado de enxovais de luxo


Após ter se instalado em 20 países pelo mundo como Espanha, França, Inglaterra, Itália, Estados Unidos, México, Dubai e África do Sul, a portuguesa Belthia, grife de luxo especializada em roupa para cama, mesa e banho, decidiu investir em sua primeira filial brasileira na cidade de São Paulo, no D&D Shopping. Com investimento de R$ 3,5 milhões, a expectativa é de faturar R$ 12 milhões no primeiro ano de atividade nesse ponto comercial.

A marca, com mais de 30 anos de existência, deve inaugurar mais três filiais na cidade, duas no próximo mês de dezembro, e a quarta unidade no início de 2014. Depois será a vez das interioranas, Ribeiro Preto e Campinas, além das capitais Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília.



Influenciada pelas grandes mostras e feiras de alto padrão, que têm colocado a capital paulista no calendário mundial dos grandes eventos de decoração, a empresária Helena Carneiro Martins decidiu apostar no novo conceito que o brasileiro tem de morar com conforto. "Pensamos em trazer a marca para o Brasil porque aqui há espaço para grifes com a qualidade da Belthia. Muitos brasileiros compram nossos produtos nos Estados Unidos e Europa, isso reforçou a nossa expectativa de atuação no País", diz Helena.

A empresária também levou em consideração os números apresentados na pesquisa do Digital Luxury Group - companhia europeia de estratégia e marketing digital - que apontou o crescimento de 24% nas vendas do mercado de luxo brasileiro, movimento equivalente a US$ 12 bilhões. "É um País em expansão e neste momento está contrariando a maior parte do mercado estrangeiro que, em razão da crise econômica, ainda está parado", afirma. Segundo ela, exportar os produtos para distribuidores nacionais não seria a melhor opção diante do plano de divulgação da marca, porém todas as peças comercializadas aqui serão fabricadas em Portugal.

Sobre montar uma fábrica no Brasil a empresária prefere ser cautelosa. "Vamos observar como o mercado deve reagir a médio e longo prazo para pensar em um novo investimento" diz.

Os produtos da loja paulistana custam entre R$ 51 e R$ 10 mil e são fabricados em linho ou algodão egípcio com 500, 800 e 1000 fios. As peças possuem nanotecnologia e acabamento exclusivo da marca.

Fonte: DCI

Postar um comentário

0 Comentários