quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Sites de e-commerce registram leve deflação em outubro, revela índice e-Flation do PROVAR/FIA

Os itens que mais colaboraram com o resultado foram "Livros", "Medicamentos" e "Brinquedos"

O índice e-Flation registra, em outubro, deflação de 0,68% nos preços apresentados nos sites de e-commerce, uma queda significativa de 1,04 p.p. em relação ao mês anterior quando se observou inflação de 0,35%. O percentual obtido no décimo mês do ano é ainda 1,19 p.p. menor se comparado com outubro de 2012, que somou inflação de 0,50%. Em 2013, esta é a terceira queda do ano, que acumula inflação de 5,78%. Já na somatória dos últimos 12 meses, o índice apura 2,20% de inflação.



Desenvolvido pelo Provar (Programa de Administração do Varejo), da FIA (Fundação Instituto de Administração), em parceria com a Felisoni Consultores Associados e com a Íconna Monitoramento de Preços no E-commerce, o indicador tem como proposta monitorar as variações dos preços de produtos ofertados online, acompanhando as tendências no mercado de consumo pela Internet.

Sete categorias apresentaram deflação ou contagem próxima de zero no mês. São elas: "Livros" (-2,4%), "Medicamentos" (-1,8%), "Brinquedos" (-1,6%), "Telefonia e Celulares" (-1,1%), "Eletrônicos" (-0,9%), "Eletrodomésticos" (-0,4%) e "Perfumes e Cosméticos" (-0,3%). As demais categorias apresentaram inflação: "CDs e DVDs" (+1,6%), "Informática" (+0,7%) e "Cine e Fotos" (+0,3%).

"Este patamar oscilante é reflexo ainda da inflação verificada em lojas físicas do varejo. O percentual inflacionário tem se comportado de maneira um pouco mais contida, sendo menor do que o registrado em setembro quando atingiu 6,51% na análise acumulada do ano, em comparação com o 5,78% registrado em outubro", comenta Claudio Felisoni, presidente do conselho do PROVAR/FIA.

O e-Flation é avaliado a partir da segunda quinzena do mês anterior à primeira do mês em referência. Os itens que compõem a cesta de cada uma das categorias são aqueles que, sendo os mais anunciados entre os sites mais procurados, resultam no que se chama de "campeões de vendas".
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?