sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Droga Raia e Editora Mol beneficiarão 11 ONG's da área de saúde através da revista Sorria

Recursos repassados às instituições selecionadas no edital CUIDAR+ são de aproximadamente R$ 2,4 milhões

Após um cuidadoso processo de avaliação, a Droga Raia concluiu a seleção das instituições beneficiadas com o Edital CUIDAR+ 2018. Foram definidas as 10 novas ONGs que passam a receber o montante da venda da Revista Sorria nas lojas da Droga Raia. O Edital CUIDAR+, realizado em parceria com a Editora MOL, tem o objetivo de direcionar todos os recursos arrecadados com a venda da revista para organizações que se dedicam a ampliar o acesso gratuito a serviços de saúde.

Com o resultado do edital, 50% dos recursos continuam sendo encaminhadas para o GRAAC (organização parceira da Sorria desde seu lançamento) e os outros 50% serão revertidos em partes iguais para 10 novas instituições.

Segundo estimativas da Droga Raia e da Editora MOL, o GRAAC receberá cerca de R$ 1,2 milhão e cada ONG selecionada contará com R$ 120 mil. O processo de seleção das ONGs durou cerca de seis meses, desde a abertura do Edital CUIDAR+, em março, até a validação das 10 instituições selecionadas, em setembro.

No total, foram analisadas 193 ONGs, que cumpriram os requisitos e o prazo de inscrição do edital. Os focos de atuação também foram diversos, com prevalência de organizações dedicadas à reabilitação de pessoas com deficiência. As avaliações levaram em conta não só o histórico e o foco de atuação dos finalistas, como também as propostas de aplicação dos recursos a serem recebidos.

O resultado final, portanto, é o produto de análises focadas no objetivo de promover saúde e bem-estar para que as pessoas vivam mais e melhor. Esse é o lema do Programa CUIDAR+, desenvolvido pela Droga Raia.

Conheça as ONGs selecionadas no edital CUIDAR+ 2018:

APAE

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Belo Horizonte presta atendimento especializado a pessoas com deficiência intelectual e múltipla. A entidade oferece acompanhamento clínico e serviços nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia e fisioterapia respiratória. 80% das famílias atendidas estão em situação de vulnerabilidade social.

Com as verbas da Sorria, vai oferecer a técnica PediaSuit, que utiliza uma vestimenta ortopédica para desenvolver habilidades como equilíbrio e motricidade. Saiba mais em: www.apaebh.org.br

CASA DO MENINO JESUS DE PRAGA

Abriga crianças, jovens e adultos com dificuldades motoras e outras deficiências decorrentes de lesão cerebral, em Porto Alegre. São pessoas que foram abandonadas em hospitais ou que provêm de famílias pobres e desestruturadas. A casa conta com profissionais das áreas de neurologia, fisioterapia, assistência social e nutrição, entre outras. A nova sede, inaugurada em 2018, tem capacidade para 50 pessoas. Com as verbas da Sorria, vai comprar equipamentos para a nova sede, visando passar de 35 para 44 pessoas acolhidas.Saiba mais em: www.casadomenino.org.br

INSTITUTO HORAS DA VIDA

É uma rede de mais de 2.500 profissionais de saúde voluntários, de 35 especialidades (como médicos, fisioterapeutas, psicólogos e dentistas) que atendem gratuitamente, no próprio consultório, pessoas em situação de vulnerabilidade social de São Paulo e Curitiba. As consultas e exames são realizados com hora marcada. O foco é em casos de baixa complexidade, diminuindo a demanda nos hospitais públicos. Com as verbas da Sorria, vai investir em recursos humanos, em comunicação e na criação de um aplicativo que vai agilizar e simplificar os agendamentos.

Saiba mais em: www.horasdavida.org.br

ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA

Promove a transformação de famílias em vulnerabilidade social no Rio de Janeiro. Contando com profissionais como assistentes sociais, nutricionistas, psicólogos, psiquiatras e advogados, atua em cinco áreas: saúde, moradia, cidadania, renda e educação. Cada família é atendida de maneira particular durante um período de aproximadamente dois anos, para que possa adquirir dignidade e autonomia. Com as verbas da Sorria, vai pagar os salários dos profissionais dos projetos Mais Saúde e Nutrição, que oferecem atendimento médico e nutricional.

Saiba mais em: www.saudecrianca.org.br

CREN

O Centro de Recuperação e Educação Nutricional ajuda crianças e adolescentes de famílias de baixa renda a vencer a desnutrição (subnutrição e obesidade). Oferece atendimento ambulatorial e hospitalar, realiza pesquisas, ajuda a levar o tema da nutrição às escolas, capacita funcionários públicos e oferece curso de especialização para profissionais de áreas como saúde e assistência social. Está presente nas cidades de Jundiaí (SP), Maceió e São Paulo. Com os recursos da Sorria, vai realizar mutirões na periferia de São Paulo e contratar mais horas de atendimento de pediatras, entre outros investimentos. Saiba mais em: www.cren.org.br

PEQUENO COTOLENGO PARANAENSE

A instituição atende gratuitamente pessoas com deficiência múltipla em situação de vulnerabilidade social em Curitiba. Oferece abrigo em 13 lares, proporciona atendimento de saúde em diversas áreas (como clínica geral, neurologia, nutrição e fisioterapia) e conta com uma escola de ensino fundamental focada em educação especial. Com os recursos vai investir na técnica PediaSuit, que utiliza uma vestimenta ortopédica para desenvolver equilíbrio e motricidade, entre outros benefícios.

Saiba mais em: www.pequenocotolengo.org.br

SORRI-BAURU

A organização trabalha pela saúde e o bem-estar de pessoas com deficiência (física, intelectual, múltipla ou auditiva) na região de Bauru (SP). Possui um centro de reabilitação, que oferece atendimento médico, fisioterápico, nutricional e psicológico, entre outros, e uma oficina ortopédica, que produz equipamentos como órteses, próteses, cadeira de rodas, cadeira de banho, muletas e andadores. Com as verbas da Sorria, vai doar aproximadamente 180 equipamentos para cerca de 100 pessoas já avaliadas, que estão na fila de espera.

Saiba mais em: www.sorribauru.com.br

EXPEDICIONÁRIOS DA SAÚDE

Leva atendimento médico às populações indígenas e ribeirinhas que vivem em áreas isoladas da Amazônia. São realizadas expedições que contam com um centro cirúrgico móvel. Durante o período de uma semana, uma equipe de médicos, enfermeiros e dentistas trabalha 12 horas por dia, em revezamento, atendendo o maior número possível de pacientes. Os destinos são escolhidos em parceria com o Ministério da Saúde. Com os recursos da Sorria, a entidade vai organizar de duas a três expedições, o que inclui custos de deslocamento e alimentação.

Saiba mais em www.eds.org.br

Hospital Pequeno Príncipe - PROGRAMA APPAM

O Programa de Apoio, Proteção e Assistência às Crianças e Adolescentes com Mielomeningocele (Appam) atende gratuitamente pacientes com deficiências decorrentes da mielomeningocele – doença crônica relacionada a uma malformação da coluna. Oferece fisioterapia, psicoterapia e atividades culturais, entre outros serviços. Faz parte do Complexo Pequeno Príncipe, que inclui hospital, faculdade e centro de pesquisa, em Curitiba. Com as verbas da Sorria, vai adquirir equipamentos para um parque sensorial onde serão realizadas sessões de terapia ocupacional.

Saiba mais em: www.pequenoprincipe.org.br

ASSOCIAÇÃO RENAL VIDA

Atende pessoas com problemas nos rins, oferecendo hemodiálise, diálise peritoneal, consultas ambulatoriais e acompanhamento de pacientes que passam por transplante. Conta com quatro unidades nas cidades catarinenses de Blumenau, Itajaí, Rio do Sul e Timbó. Além de médicos e enfermeiros, a equipe inclui profissionais das áreas de nutrição, psicologia, assistência social e farmácia, entre outras. Com os recursos da Sorria, a associação vai comprar três novas máquinas de hemodiálise, ampliando significativamente o atendimento.

Saiba mais em: www.renalvida.org.br

Bandeiras

Sobre a Droga Raia – Fundada em Araraquara, interior de São Paulo, em 1905, a Droga Raia é uma das bandeiras da RD. Com mais de 780 lojas, atua nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul. www.drogaraia.com.br

Sobre a Editora MOL - É a maior editora de impacto social do mundo. Já doou cerca de R$ 24 milhões para 37 ONGs com seus projetos socioeditoriais – livros, revistas, guias e calendários vendidos em grandes redes varejistas com parte da renda revertida para causas sociais.

Sobre a Sorria - Revista bimestral com tiragem de 240 mil exemplares, criada e produzida pela Editora MOL, e vendida pela Droga Raia. Suas páginas trazem exemplos positivos de vida, exaltando prazeres simples e atitudes do bem. Criada em março de 2008, já doou mais de R$ 19 milhões para o GRAACC e para o Instituto Ayrton Senna.
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:

Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?