[ListLayout]
×

Grupo Trigo lança startup up de cozinhas delivery

Cozinha Trigo começa a operar no RJ com cinco novas marcas de gastronomia  

Democratizar a boa culinária onde o cliente estiver, através dos canais digitais. A startup Cozinha Trigo, de cozinhas delivery no formato franquia, marca uma nova fase na história do Grupo Trigo (Spoleto, Gurumê, Koni, Le BonTon) – um dos maiores do foodservice nacional - após 20 anos da abertura do primeiro Spoleto.   

Numa cozinha sediada no Rio de Janeiro coexistem cinco novos restaurantes 100% digitais com diferentes pegadas gastronômicas: Room Service (culinária clássica), StrogoNosso (releitura do famoso prato de estrogonofe), Risie Risoteria (Risotos), Cut the Crap (hamburgueria) e Betty Sweet (doceria). A boa gastronomia a preços justos e a entrega eficiente (com velocidade, cardápio e embalagens feitos exclusivamente pensando no delivery) são os pilares.  Em todas as marcas os cardápios são criados por chefs com foco na qualidade e na segurança alimentar.  

O projeto faz parte do grande movimento de transformação digital do Grupo Trigo, que foi impulsionado pela crise Covid 19.  O foco no cliente é um dos principais atributos do Cozinha Trigo. Todas as discussões do negócio partem de ouvir o cliente, entender como foi sua experiência e fazer ajustes com velocidade para que haja evolução constante.  

A startup é 100% digital, com transformação e evolução contínua, por meio de equipes dedicadas na experiência completa do cliente, mensurando todos os seus pontos de contato com as marcas, seja através das mídias sociais, sites do restaurantes, chatbot do whatsapp ou pelas principais plataformas de entrega do mercado. 

O Cozinha Trigo nasce como um projeto disruptivo, com método empreendedor dinâmico, onde aprendizados e mudanças são constantes e a construção do negócio será feita com a participação de todos os envolvidos, de seguidores, clientes, franqueados e equipe:  

“Com a chegada da pandemia tivemos a oportunidade de vivenciar um novo modelo de gestão, onde aprendemos com o cliente e trocamos muito. Essa experiência transformadora veio para ficar e nortear nosso futuro”,avalia o sócio e Diretor do Grupo Trigo e líder do projeto, Rodolfo Dana. Rodolfo entrou no Grupo Trigo como gerente de Planejamento Financeiro há 9 anos, se tornou sócio e, antes de liderar esse projeto, foi CFO do Grupo por 7 anos. 

Por esses motivos a empresa espera atrair um perfil de franqueado que goste e seja consumidor de tecnologia e marketing digital, apaixonado por gente e por gastronomia: “É um negócio em constante evolução, muito vivo, de muita troca, gestão humanizada e muito foco em dados”, diz.   

Por não se tratar de um restaurante com salão, a franquia do Cozinha Trigo terá investimento mais acessível e elimina os altos custos com aluguéis, impostos e contratações. 

Com a experiência no delivery adquirida como master franqueado da Domino´s Pizza Brasil por 13 anos e tendo crescido a marca de 23 para 230 restaurantes, o Grupo Trigo –também detentor das redes Spoleto, Koni e LeBonTon  - fez um bem sucedido “mergulho de cabeça” no mundo digital recentemente em todas as marcas e com a virada em tempo recorde para o delivery dos restaurantes Gurumê, através de plataformas próprias de pedido e interação com o cliente. Em plena pandemia, o restaurante (com cinco unidades próprias) se transformou num case de sucesso e é referência em todo o Brasil. 

Números / Cozinha Trigo:  

  • Investimento geral no projeto: R$ 1,5 milhão  
  • Investimento inicial franquias: R$ 400 mil  (para operar as 5 marcas)
  • Espaço mínimo para instalação da cozinha: 80 m2
  • Projeção de crescimento (novas cozinhas) para 2021: 10 novas cozinhas   
  • Previsão de abertura de franquias:  30 franquias 
  • Primeiras áreas de interesse:  Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. 

Comentários