Buscar

Junho deve liderar vendas de eletroeletrônicos no Rio em 2010

Pesquisa do Simerj mostra ainda que ventiladores, ar condicionados e celulares continuam na preferência das intenções de compra dos consumidores até março

Pesquisa do Sindicato do Comércio Varejista de Material Elétrico, Eletrônicos e Eletrodomésticos do Município do Rio de Janeiro (Simerj) aponta que junho, entre os demais meses do ano, é o período com maior intenção de compra de produtos eletroeletrônicos por parte de consumidores em 2010, com 14,24%, seguido por dezembro e fevereiro, com 9,31% e 8,50%, respectivamente. Promovido em parceria com a Fecomércio-RJ, o levantamento também mostrou que ventiladores, ar condicionados e celulares lideram as pretensões de compra dos cariocas, principalmente no primeiro semestre.

A pesquisa, realizada entre 14 e 21 de janeiro, ouviu cerca de 2,8 mil pessoas em cinco locais da Região Metropolitana do Rio de Janeiro e avaliou as pretensões de compra de dez produtos (cinco eletrodomésticos e cinco eletrônicos): ventilador, televisão, aparelho de som, ar condicionado, telefone celular, computador, aparelho de DVD, máquina de lavar, fogão e geladeira.

De acordo com o estudo, o fato de que muitos trabalhadores aproveitam junho para tirar férias, dando-lhes mais tempo para pesquisar preços, pode ser um dos fatores que explicaria a preferência dos consumidores pelo mês. Uma possível renda adicional decorrente da venda de parte das férias, associada ao pagamento da primeira parcela do 13º salário dos funcionários públicos, que possuem significativa participação no mercado de trabalho carioca, também são outras razões que poderiam corroborar a tendência.

Ainda em 2010, dezembro reúne 9,31% das pretensões de compra, em que pesam, principalmente, a presença do Natal e o acréscimo da renda do trabalhador com a entrada do décimo terceiro salário para impulsionar o mercado de eletroeletrônicos no período. Já em fevereiro, que obteve 8,50% das intenções, fatores conjunturais, como o aumento do poder de compra da população, a retomada do crédito e da confiança do consumidor, são considerados determinantes para o aquecimento das vendas no curto prazo.



Pretensões de compra

Como no final do ano passado, quando liderou as intenções de compra, o ventilador é o produto que obteve a maior índice pretensão de compra até março, com 50,36% da preferência dos potenciais consumidores. Outros eletroeletrônicos que registraram demanda elevada no período foram: o telefone celular, o aparelho de DVD, o ar condicionado e a televisão, com 34,55%, 24%, 22,33% e 16,79%, respectivamente. No caso do ventilador e do ar condicionado, as altas temperaturas do verão acabam justificando a grande procura por estes produtos.

O eletroeletrônico que registrou a mais baixa demanda entre os dez produtos da pesquisa até março foi o aparelho de som, com 11,43% das intenções durante o período em análise. Outros equipamentos que registraram pouca procura foram: o computador (13,09%), o fogão (13,45%) e a geladeira (13,67%).


Postar um comentário

0 Comentários