Starbucks reformula negócios no Brasil

Após defenestrar o empresário Peter Rodenbeck, seu antigo sócio na operação brasileira, a Starbucks ganhou autonomia para mudar o sabor dos seus negócios no país. Os norte-americanos pretendem mudar a estratégia idealizada por Rodenbeck: em vez da imagem de uma cafeteria sofisticada e voltada apenas ao público A e B, a Starbucks pretende dar um formato mais popular às suas lojas. O novo conceito permitirá a massificação da marca no país. Os norte-americanos pretendem abrir 100 cafeterias nos próximos 18 meses. Hoje, a Starbucks tem apenas 23 lojas no Brasil, concentradas em três cidades: São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas (SP). A intenção da rede é ter lojas em todas as capitais do eixo Sul-Sudeste.

Fonte: Mercado & Consumo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Downloads: Baixe modelos de etiquetas gratuitamente !

Vitrine ou vitrina?

Download para varejistas: Novo modelo de Splash (cartaz de preço)