Buscar

Setor de franquias deve faturar R$ 86 bilhões esse ano e prevê crescimento de 15%, em 2012

Mesmo com a ameaça da crise mundial o sistema de franchising no Brasil continua em forte ritmo de crescimento. O setor deve fechar 2011 com um crescimento de 15% em relação ao ano passado. O faturamento deve atingir R$ 86 bilhões e fechar o ano com aumento de 10% no número de marcas e unidades.

Segundo informações da Associação Brasileira de Franchising (ABF), para o ano que vem, a associação estima que o setor cresça novamente 15%, com uma expansão de 8% no número de novas marcas e de 9 a 10% de crescimento no número de unidades.

Para Ricardo Bomeny, presidente da ABF, ainda que os números sejam positivos, o alto custo dos imóveis de forma geral e das locações em shopping centers, foram, no último semestre, os principais limitadores da expansão do setor.

O presidente aponta que as galerias comerciais e lojas de rua têm sido a saída para preencher esse gargalo. Atualmente, existem no País 1.855 marcas com 90 mil lojas franqueadas.

As microfranquias, redes de investimento de até R$50 mil, continuam sendo o grande coringa do setor. Segundo a ABF, hoje já existem 260 marcas em funcionamento, que correspondem a 14% do total de marcas de franquia do Brasil, somando cerca de 12.000 unidades espalhadas pelo país. “A previsão é de que esse segmento continue crescendo em torno de 20% em 2011 e 2012”, afirma Bomeny.

Apesar da crise nos EUA e Europa, a expansão internacional também volta a ser interessante com o novo quadro da alta do dólar e impostos para exportação. “Os mercados da América do Sul, Ásia e Oriente Médio estão bastante aquecidos e despontam como excelentes focos de internacionalização de franquias”, avalia o diretor executivo Ricardo Camargo.

Com tantas oportunidades de crescimento, a capacitação passa a ser tema prioritário na agenda da ABF. “Para 2012 o nosso foco total será em treinamento”, afirma Camargo. A novidade é que para 2012, a sede da entidade será ampliada e passará a contar com um andar exclusivo de 560 m² e 150 lugares para ampliar a oferta de cursos e eventos voltados para a profissionalização do setor.