Buscar

Comerciantes paulistas estão desanimados, aponta IFECAP.

Resultado reflete insatisfação com o desempenho do setor no segundo trimestre

O IFECAP – Índice FECAP apresentou uma queda de 2,5% quando comparado ao mês anterior. Em relação ao mesmo período do ano passado, o índice registra queda de 9,9%.

Quais motivos para o desânimo?
O principal responsável pela queda do IFECAP foi a má avaliação dos empresários a respeito da situação atual dos negócios, o que tem reduzido inclusive as encomendas para renovação de estoques. Com este resultado o indicador atingiu seu menor patamar desde o início de 2010.


Como os empresários veem o futuro dos seus negócios?
As expectativas para o próximo trimestre, captadas pelo Índice-Futuro, apresentaram queda de 0,5%, com 141,99 pontos. Houve queda de 2,5% no Índice-Futuro Vendas e aumento de 1,6% no Índice-Futuro Encomendas. Na comparação com o mesmo período do ano passado o Índice-Futuro registrou queda de 6,8%.

Situação das empresas, por porte.
Por porte da empresa, as expectativas pioraram em relação ao mês anterior entre as médias (-3,4%), pequenas (-2,8%) e micro (-8,6%) empresas e melhoraram entre as grandes empresas (6,9%). Do ponto de vista regional, as expectativas caíram no interior (-6,9%) e subiram na capital (6,7%).

Detalhes do IFECAP
O Índice-Momento Atual, que capta a situação atual dos negócios, apresentou declínio de 4,1% na comparação com abril de 2012, influenciado pelo Índice-Momento Atual Vendas (-1,5%), pelo Índice-Momento Atual Encomendas (-6%) e pelo Índice- Momento Atual Situação dos Negócios (-4,7%). Em relação ao mesmo período do ano passado, o Índice-Momento Atual caiu 12,4%.

Postar um comentário

0 Comentários