Postagens

Mostrando postagens de junho, 2010

Lojas Americanas admitem negociação com Casa

Nesta terça-feira à noite, as Lojas Americanas, em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), admitiram que têm mantido negociação com a Casa & Vídeo Rio de Janeiro S.A, visando investimentos para promover a expansão da companhia. A Casa & Vídeo, no entanto, negou que a parceria esteja fechada até o momento, dizendo, em nota, que o processo de reestruturação bem sucedido da empresa tem despertado interesse de diversos grupos, mas até o momento não há nenhum compromisso firmado com qualquer interessado. Fonte: SRZD

Marca própria ganha mais espaço na estratégia do varejo

Walmart resolve unificar as marcas resultantes das aquisições de outras redes e quer ampliar vendas em 20% O Walmart, a terceira maior rede de supermercados do País, decidiu reformular a linha de produtos de marca própria. As cinco marcas próprias herdadas de aquisições feitas pela rede no passado serão concentradas numa só. As marcas Nacional, Mercadorama, Big e Great Value vão virar Bompreço. "Queremos ampliar em 20% as vendas de marca própria neste ano e dobrar a participação desses itens no faturamento da companhia", diz o vice-presidente comercial da rede, Marcelo Vienna. Concentrar as marcas é a estratégia para reduzir os custos, o número de fornecedores e ter preços mais competitivos, explica. Normalmente os itens de marca própria custam entre 10% e 30% menos que produtos semelhantes de marcas líderes. Com a concentração, será possível reduzir entre 5% e 10% os preços atuais das marcas próprias. Dois anos atrás, o Grupo Pão de Açúcar iniciou reestruturação semelh

Brasil é o 7º colocado em perdas no varejo

No final do ano passado, um estudo divulgado pela FIA (Fundação Instituto de Administração) indicava que as perdas no setor varejista, no Brasil, atinge, em média, a marca de 2,05% do faturamento de uma organização. O índice, já bem significativo, torna-se mais alarmante quando analisado em conjunto com novos estudos que apontam os prejuízos registrados anualmente no setor. No início do mês foi a vez da Provar (Programa de Administração do Varejo) divulgar um estudo que analisa as perdas no setor varejista brasileiro e revela que esse montante alcança a casa dos R$ 11,6 bilhões/ano. Segundo a Provar, as grandes redes chegam a investir 30% do seu lucro em tecnologia para estancar o problema. Além do prejuízo causado por furtos externos e internos, 14% desse montante escoa em razão de erros administrativos; 5,8% problemas com fornecedores. De acordo com o Centro de Pesquisas do Varejo, da Grã-Bretanha, o Brasil é o sétimo país com mais problemas de perdas nesse segmento. A tecnolo

Para se manter na rua e crescer, é preciso mudar com ela

Comerciantes que fizeram carreira na 25 de Março costumam dizer que é preciso acompanhar a "metamorfose da rua" para poder continuar nela. A vocação atacadista começou a se configurar no século passado, quando os lojistas dali faziam promoções para "desencalhar" mercadorias perdidas pelas enchentes constantes na região. Na década de 50, sem asfalto, a 25 era dos tecidos, dos armarinhos, dos sírios e libaneses. Agora é também do varejo, de gregos, portugueses, coreanos e principalmente chineses. Lojas antigas, como a Tecidos Caldeiras e a Salim Daniel, tiveram de fechar as portas e migrar para o Brás por não terem conseguido mudar com a rua. A Niazi Chohfi, que recentemente acrescentou o "imports" ao nome, é um exemplo contrário. Quando começou, tinha 100% de seu faturamento vindo dos tecidos. Hoje, eles representam 30% e dividem espaço com lingeries, cortina e artigos de cama, mesa e banho. Há um departamento na empresa responsável por fornecer lençóis

Novas regras mudam dia-a-dia das drogarias

O varejo farmacêutico espera a definição sobre a Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a prestação de serviços nas farmácias do País e retira de gôndolas e prateleiras medicamentos vendidos sem receita. O assunto volta à tona com o julgamento do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), previsto para as próximas semanas. Assim, redes do varejo farmacêutico terão de investir mais em mão de obra qualificada e infraestrutura das lojas para continuarem a ser competitivas e não perderem as vendas por impulso. Segundo Sérgio Mena Barreto, presidente da Associação Brasileira de Redes de Farmácia e Drogaria (Abrafarma), de acordo com a Lei, as farmácias e drogarias ficam proibidas de comercializar medicamentos isentos de prescrição (MIP) fora do balcão. Estes equivalem a 20% do faturamento do setor. Com a restrição, redes como a Drogaria São Paulo temem perder vendas. "A RDC [Resolução da Diretoria Colegiada] pode impactar negativamente as vendas. V

Varejo já se movimenta para o Dia dos Pais

Com o varejo aquecido e a perspectiva positiva gerada pelo otimismo dos consumidores brasileiros, já começaram as ações de marketing e promoções nos pontos-de-venda acerca das vendas para o Dia dos Pais, daqui a dois meses. A proposta é manter o ritmo acelerado deixado pelo sucesso de vendas visto na segunda melhor data de vendas para o comércio varejista, o Dia das Mães, que só perde para o Natal. Campanhas de fidelização, promoções e estratégias de mídia já começaram a ser estudadas pelos empresários, e na área de vestuário não é diferente. Tanto que nos próximos dias 26 e 27 de junho, os pais que estiverem pedalando na Lagoa Rodrigo de Freitas (no Rio de Janeiro) ou no Parque das Bicicletas (em São Paulo), respectivamente, poderão ser escolhidos para estrelar o catálogo on- line da C&A para o Dia dos Pais. Em comunicado, a empresa afirma que a ideia é realizar uma espécie de blitz para captar imagens de todos os interessados em participar da campanha. Em São Paulo, o apresen

Mudanças nas regras começarão a valer a partir de 1º de julho, e tendem a reduzir custos dos lojistas

Alshop acredita em maior competitividade no varejo com fim da exclusividade dos cartões A partir de 1º de julho, o uso de cartões de crédito e débito passará por uma mudança significativa, o que refletirá consideravelmente no varejo de shoppings. A exclusividade que empresas, como Cielo e Visa, possuíam junto à determinadas bandeiras, dará lugar a um cenário mais democrático, podendo as mesmas máquinas usadas pelos estabelecimentos comerciais operarem com um número maior de bandeiras. A mudança para o varejo tende a acontecer sem grandes conflitos, pois como a adaptação das máquinas será feita à distância, sem a necessidade da troca de equipamentos, bastará que o lojista entre em contato com as empresas credenciadoras das bandeiras de cartões, e relatar que deseja recebê-las em suas máquinas. Já algumas redes de grande porte optam por ter seus próprios equipamentos, mas caberá a estas arcar com as despesas de atualizações em software, manutenção, entre outras medidas. Outro ponto

Convênio de combate à pirataria é tema de debate na CDL/BH

Maior proteção aos contribuintes e fim da concorrência desleal. Estes são os principais pontos, que segundo o secretário de estado da Fazenda, Leonardo Colombini, têm contribuído para o expressivo resultado do convênio de combate à pirataria assinado entre o Estado de Minas Gerais, a Prefeitura de Belo Horizonte e o Ministério Público. "Além de combater a pirataria, estamos protegendo os contribuintes que trabalham corretamente", afirmou o secretário. O convênio foi tema de debate na reunião semanal da diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) realizada hoje. Segundo o promotor de justiça Rogério Filipetto, Minas Gerais é o estado que mais combate a pirataria. Ele acrescentou ainda que o método de trabalho da capital mineira é modelo para o resto do país. Para o vice-presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva, o contrabando exerce grandes prejuízos no comércio formal. "É uma concorrência desleal", disse. “Sabemos das elevadas carga

Diz Fruta, nova rede de fast-healthy, prevê crescimento.

DIZ FRUTA, rede de franquia Carioca com sede no Rio de Janeiro, no segmento de Alimentação Saudável, formata o seu padrão loja e prevê crescimento em todo o Brasil. Uma nova opção em fast-healthy-food, o Diz Fruta traz uma proposta inovadora para quem procura uma alternativa ágil e nutritiva, para se alimentar de forma saudável. É oferecida uma grande variedade de frutas frescas, coberturas de diversos sabores e acompanhamentos, para que o cliente possa criar o produto mais adequado ao seu paladar. Salada de Frutas, Sucos, Água de coco e Acaí são produtos que fazem parte do cardápio da operação. A Diz Fruta está em constante pesquisa para implantar produtos e novidades que atendam o exigente público que gosta de produtos saudáveis sem perder o foco do produto principal que são as frutas, suas vitaminas e nutrientes. A conceituada marca carioca Diz Fruta nasceu em 2007 e se espalhou com sucesso rapidamente por vários bairros da cidade do Rio de Janeiro no formato quiosque. Os

Varejistas adotam comércio móvel para aumentar vendas

Quando a cantora pop Britney Spears publicou em seu perfil no Twitter - rede social de mensagens de até 140 caracteres - uma foto de uma roupa nova de sua linha para a marca Candie, os trajes rapidamente se tornaram o mais vendidos da loja Kohl's. "Quando ela escreve algo no Twitter, isso vende milhares de produtos nas 24 horas seguintes, então a mulher tem o dom do Twitter", disse Neil Cole, presidente-executivo da Iconix Brand Group, dona da marca de roupas. Após anos afirmando que o comércio móvel é uma boa ideia na teoria, executivos que participaram do Reuters Consumer and Retail Summit esta semana afirmam que estão finalmente levando a sério a ideia de se comunicar com o consumidor onde quer que ele esteja, atráves de celulares e outros aparelhos que raramente deixam em casa. "Com certeza, é a moda do momento", disse o gerente de pesquisas em varejo da Euromonitor International, Daniel Latev, sobre o comércio móvel. "Muitas empresas com presença

Rede City Lar se une à Máquina de Vendas

Com a fusão, oficializada ontem, a empresa, que já reunia Insinuante e Ricardo Eletro, estará presente em 23 Estados, além do Distrito Federal A Máquina de Vendas, união da baiana Insinuante com a mineira Ricardo Eletro, se tornou a varejista de eletrodomésticos e eletrônicos com a maior cobertura territorial do País ao confirmar ontem a fusão com a rede City Lar, com sede em Mato Grosso, conforme havia antecipado ontem o o "Estado". Com a incorporação da City Lar, a Máquina de Vendas estará presente em 23 Estados e o Distrito Federal, enquanto a líder do setor em faturamento e pontos de venda, fruto da fusão ainda pendente das Casas Bahia com Ponto Frio e Extra Eletro, tem lojas em dez Estados e no Distrito Federal. Além de expandir sua atuação geográfica, com o negócio a companhia amplia em R$ 1,1 bilhão o faturamento anual, de R$ 5 bilhões para R$ 6,1 bilhões. O número de funcionários salta de 15 mil para 20 mil e a quantidade de lojas de 550 para 750. Um dos motiv

Varejo Competitivo

Por Soeli de Oliveira O varejo precisa ser dinâmico e adaptar-se às mudanças impostas pelo mercado. As mudanças ocorreram com muita rapidez, exigindo muita agilidade e grandes transformações na forma de comercializar produtos e gerir as empresas. Com a reorganização do mercado, o crescimento da concorrência globalizada assume grande proporção, e por vezes, dificulta a permanência no mercado de estruturas menores formadas por Micro e Pequenas Empresas. Utilizando-se do seu poder de barganha na hora de adquirir produtos junto aos fornecedores, os novos “players” e redes de varejo desenvolvem campanhas de comercialização agressivas e podem praticar margens de lucros menores, fruto da rotatividade dos produtos e da comercialização de produtos afins. No pequeno varejo, já morreu ou está a caminho, a loja que está estocando sem vender, comprando mercadorias que não giram ou precificando seus produtos só com base no cálculos de formação dos preços de venda. Mais profissionais e comp

Cartão Hortifruti inicia campanha de relacionamento com clientes

A Hortifruti inicia este mês uma campanha de relacionamento para os clientes do seu cartão de crédito próprio, o Cartão Hortifruti. São cinco canecas colecionáveis com design exclusivo, criadas especialmente para a Hortifruti, com cores inspiradas no Programa “5 ao Dia” laranja, branca, verde, roxa e vermelha. As canecas poderão ser adquiridas pelos clientes do Cartão Hortifruti por apenas R$ 4,99, a cada R$ 50 em compras com o Cartão. Um bom presente para quem quer enfrentar o friozinho do inverno tomando um chá ou um chocolate quente. O objetivo da ação é lembrar os clientes sobre a importância de uma alimentação equilibrada e saudável. O Cartão Hortifruti não conta com taxa de administração nem anuidade. O cliente que adere ao Cartão pode solicitar dois cartões adicionais gratuitamente, conta com prazo de pagamento facilitado e pode pagar a fatura nas lojas Hortifruti, na rede bancária, em caixas eletrônicos e pela Internet. Nas lojas, os clientes do Cartão encontram mais de 40 pr

MegaMatte inaugura mais 12 lanchonetes no Sudeste

A rede de lanchonetes MegaMatte continua seu plano de expansão e inaugura até agosto 12 unidades no Sudeste. São duas lojas em São Paulo e outras dez no Rio de Janeiro. Nesta terça-feira foi aberta a nova loja de Botafogo. Inaugurada em 1994, a rede não para de crescer e atualmente já conta com 52 lojas espalhadas, incluindo Minas Gerais. O diferencial da rede é o mate 100% natural, sendo a única neste segmento que não usa xarope na composição do seu principal produto. Sua erva mate é orgânica. A lanchonete agora é novidade também na cidade de Santo André, São Paulo, no Shopping ABC Paulista. Com investimento de aproximadamente R$ 280 mil, a loja conta com 12 funcionários e tem a expectativa de atender 20 mil pessoas por mês. No Rio de Janeiro, as novas unidades serão abertas na Zona Sul, Centro, Zona Norte e Duque de Caxias se aproximando ainda mais de seus clientes e contribuindo para a geração de emprego e renda no Estado. A MegaMatte também acaba de sair vencedora da categor

Loja que "dá produto" chega ao varejo do País

Um novo conceito de marketing de varejo chega ao Brasil, com a primeira franquia da Sample Central, uma loja de rua que será inaugurada dia 1º de julho, em São Paulo. É o trydvertising (do inglês try + advertising, a experimentação por meio do contato direto do cliente com o produto igual ou muito similar ao que será lançado ao mercado, antes de chegar às gôndolas, com o objetivo de fortalecer marca e vendas por impulso mais a longo prazo. O conceito, criado pelo publicitário australiano Antony James e proprietário da franquia, com sede desde 2007 em Tóquio, no Japão, difere do sampling convencional, que é a experimentação de um produto por meio de amostra gratuita. O empreendimento brasileiro, de R$ 4 milhões, é resultante da parceria entre o publicitário e empresário Celso Loducca, o diretor de Novos Negócios da Cereja/PRN, João Badue, o diretor da agência de marketing promocional Bullet, Fernando Figueiredo, e o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). Ju

Drogaria São Paulo compra a rede Drogão e mira liderança

Com a aquisição da rede Drogão, a Drogaria São Paulo, na terceira posição em faturamento no País, passa a brigar pela liderança dovarejo farmacêutico, posição ocupada pela rede Pague Menos. Na soma das lojas, a Drogaria São Paulo ainda fica atrás da líder de mercado, pois possui 254 lojas, fora as 72 lojas fruto da aquisição da rede Drogão. Logo a rede passa a somar o montante de 326 pontos-de-venda espalhados por cinco estados brasileiros. A projeção é a abertura de 40 novas lojas até o fim deste ano e faturamento de R$ 2,5 bilhões. Já a concorrente nordestina, rede Pague Menos, possui 360 pontos-de-venda e está presente em 130 municípios e 27 estados brasileiros, com a previsão de fechar o ano com mais 30 novas lojas. Deusmar Queiroz, presidente da drogaria Pague Menos afirma que investirá cerca de R$ 50 milhões em 2010 para a abertura das novas lojas. "Não compraremos nenhuma rede, nosso crescimento será orgânico", afirma. A varejista prevê um crescimento de 20% e fatu

Brasilshop 2010 foi sucesso total

Pelo décimo ano consecutivo, o evento da Alshop movimentou o setor varejista nacional, trazendo para São Paulo as principais tendências e informações Quatro dias de atividades, sendo três deles também dedicados à apresentação de um ciclo de paineis, acompanhado por pouco mais de 600 congressistas, entre empresários lojistas; executivos varejistas; empreendedores e profissionais de shopping de diversas áreas; além de estudantes do ensino superior e de pós-graduações, onde reuniu-se os grandes nomes do varejo nacional em suas mais distintas vertentes. Soma-se a este panorama, um público de mais de 42 mil pessoas circulando pelos corredores da feira, realizada em parceria com a ABF Franchising Expo, e um volume de negócios concluídos estimado em R$ 66 milhões. Este foi o saldo da 10ª Brasilshop – Feira e Congresso Internacional de Varejo, ocorrida entre os dias 9 e 12 de junho, no Expo Center Norte, na capital paulista, o onde dezenas de especialistas e conferencistas de renome mundia

Cores certas garantem o tom das vendas

Imagem
Fonte: Jornal Exclusivo De acordo com especialistas, ambientação tem grande importância na composição da identidade de uma loja Parte do chamado 'marketing de experiência' - técnica que tem ocupado espaço no varejo e que trabalha a oportunidade de oferecer aos clientes novas sensações –, as cores utilizadas na pintura e na decoração das lojas podem fazer grande diferença nos resultados das vendas. Para Caio Camargo, gerente de Negócios da Gad’ Retail e autor do blog 'Falando de Varejo' (São Paulo/SP), os tons eleitos devem levar em consideração tanto os ideais da marca e da empresa, quanto o perfil dos consumidores para a qual o negócio está voltado. “Em boa parte dos casos, optar apenas pela cor branca para a coloração das paredes pode criar um ambiente de loja frio e pouco convidativo”, comenta. Segundo ele, quando a intenção não é de neutralidade, como no caso do varejo de moda mais sofisticado, uma boa ideia pode ser adotar alguma cor vibrante ou mesmo mais s

Baú da Felicidade Crediário abre primeira loja premium

O Baú da Felicidade Crediário abriu na ultima quinta-feira (17/06), na Av. Brigadeiro Luis Antonio, em São Paulo, sua primeira loja no conceito premium. Além de produtos diferenciados e aplicação de conceitos sustentáveis e sociais, o ponto de venda conta com uma linha de mobiliário iluminada com LEDs, que reduzem o impacto ambiental do ponto de venda. A loja destaca eletrodomésticos, som e imagem, home theaters e TV de telas grandes, além de telefones celulares, câmeras digitais, computadores, laptops, impressoras e filmadoras. Entre os aspectos ecologicamente corretos da loja estão piso certificado, tinta com menor impacto ambiental nas paredes, aproveitamento da luz natural e uso de papeis (impressão e embalagens) provenientes de reciclagem e certificados por gráficas ecológicas. Fonte: Mercado & Consumo

Mudança em cartões de crédito vai gerar economia de R$ 120 milhões para comércio de Minas

Com menores custos, lojistas poderão contratar mais, realizar novos investimentos e até reduzir preços A unificação dos terminais de operação com cartão de crédito, que vai entrar em vigor no dia 1º de julho, deve representar uma economia anual de R$ 120 milhões para o comércio de Minas Gerais. No caso de Belo Horizonte, a economia estimada é de R$ 19,2 milhões. Os cálculos são da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH). “Essa expressiva economia anual vai representar menores custos para os lojistas que, consequentemente, poderão contratar mais, realizar novos investimentos e até mesmo diminuir seus preços em relação aos concorrentes”, afirma o presidente da CDL/BH, Roberto Alfeu, que é também presidente do Serviço Nacional de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Atualmente, há uma máquina de leitura de cartão para cada bandeira (Visa, Mastercard, American Express, por exemplo) e por cada uma delas o lojista paga, em média, um aluguel mensal de R$ 110. A partir do d

Plastrom Sensormatic apresenta novo diretor comercial

Empresa investe em experiente executivo para exercer a função Na Plastrom Sensormatic, empresa especializada em soluções eletrônicas de segurança para o varejo, um dos pilares de sua filosofia de trabalho é investir em colaboradores com vasta experiência de mercado. Baseada nesse fato, a companhia acaba de contratar Flávio Salles para o cargo de diretor comercial. Formado em administração de empresas, pós-graduado em gestão aplicada ao varejo e com MBA em marketing e gestão de telecomunicações pela FGV - Fundação Getúlio Vargas, o novo diretor comercial possui 23 anos de experiência nas áreas de telecomunicações e varejo. Salles iniciou sua carreira no grande varejo, e, em 1996, entrou no mercado de telecomunicações participando do lançamento da BCP no Brasil. Em 2003 foi convidado a ocupar a função de gerente de vendas diretas da Claro Telecomunicações como a missão de reestruturar o canal de vendas. De 2006 a 2010, na Motorola Industrial Ltda., como country manager para Companion

Festas de São João agitam shoppings do Nordeste

Considerado um dos períodos mais importantes do varejo nordestino, as comemorações de São João rendem ações especiais aos shoppings da região Em franca expansão, o Nordeste brasileiro vive um excelente momento na economia nacional, com um varejo cada vez mais representativo, recebendo pontos de venda de grandes marcas do Sul e Sudeste em suas capitais. E os shoppings de estados como Paraíba, Bahia, Ceará, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, entre outros, vêm realizando durante todo o mês de junho diferentes ações, a fim de tornar as festividades de São João cada vez mais expressivas. Apresentação de arraiais juninos, muito forró, balões e bandeirinhas estilizadas distribuídas pelo mall dos empreendimentos, barracas de comidas típicas da região, além de ações promocionais envolvendo os lojistas dos centros de compras, tornam a época ideal para estimular as vendas do setor varejista. Para se ter uma ideia da importância da data ao comércio local, a prefeitura de Caruaru (PE) espera a movim

Consumidor nunca esteve tão confiante

Segundo pesquisa da Fecomercio, há mais de 15 anos os paulistanos não se mostram tão otimistas quanto no primeiro semestre de 2010 O consumidor paulista nunca começou o ano tão confiante. É o que revela o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), aferido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio), que registrou impulso de 4% em junho na comparação com o mês anterior. Com este resultado, o indicador saltou dos 152,9 pontos, em maio, para os 158,9 atuais, praticamente repetindo o melhor resultado de toda a série histórica, iniciada em 1994, de fevereiro deste ano, quando o ICC registrava 159 pontos. Em relação ao mesmo período do ano anterior, houve um incremento de 18,1%, o que consolida o primeiro semestre de 2010 como o de maior nível de otimismo em mais de 15 anos. Para Thiago Freitas, assessor econômico da Fecomercio, o resultado do ICC se deve, pela permanência dos excelentes resultados, principalmente no âmbito interno, como a est

Alshop apresenta novos dados sobre a indústria de shoppings no Brasil

Segundo levantamento feito pela entidade, indústria de centros de compras cresce a pleno vapor, e há a expectativa de vários empreendimentos chegarem ao País Como parte do ciclo de atividades promovido pela 10ª Brasilshop – Feira e Congresso Internacional de Varejo, a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) divulgou, em coletiva de imprensa realizada no último dia 9 de junho, em São Paulo, números atualizados sobre o desempenho da indústria de shoppings em todo o País neste primeiro semestre de 2010. Cada vez mais, os consumidores de centros de compras são atraídos pelos diferentes processos de modernização, expansão e ampliação dos segmentos de atendimento, a partir do aumento das opções de lazer com salas de cinema de última geração; teatros; grande variedade gastronômica nas praças de alimentação; academias de ginástica cada vez mais equipadas; entre outras opções que geram um aumento no fluxo de pessoas, e consequentemente, mais vendas. Segundo a Alshop, de janeir

Vendas do varejo brasileiro têm forte avanço em abril

Vendas têm expansão de 9,1% na comparação anual e mantêm momento positivo do setor; no ano, alta é de 11,8% Números divulgados nesta manhã pelo IBGE mostram que as vendas do varejo brasileiro tiveram em abril um crescimento de 9,1% em relação ao mesmo período do ano passado, levando o acumulado de 2010 a uma expansão de 11,8% sobre os primeiros quatro meses de 2009. Em relação aos meses, anteriores, porém, o ritmo de expansão desacelerou (9,2% em dezembro, 10,4% em janeiro, 12,2% em fevereiro e 15,7% em março), devido em grande parte ao efeito calendário (a Páscoa no início de abril contribuiu para a alta mais forte nas vendas em março). “O crescimento de quase dois dígitos nas vendas reflete a melhoria das condições macroeconômicas do país, com maior volume de crédito, juros mais baixos, aumento da renda da população e confiança do consumidor em alta”, comenta Luiz Goes, sócio-sênior e diretor da GS&MD - Gouvêa de Souza, consultoria especializada em varejo e distribuição. O re

Spoleto e Azeite Andorinha promovem "segunda do verde"

Imagem
Toda segunda-feira é ‘dia do verde’ no Spoleto, ou seja, as saladas são as estrelas do cardápio! A partir de sete de junho, a data vai ficar ainda mais apetitosa. Em parceria com o azeite Andorinha, o Spoleto lança uma promoção para levar a Portugal um consumidor, com direito a acompanhante e todas as despesas pagas por uma semana. A mecânica é simples: toda segunda-feira, na compra de qualquer salada do menu, o cliente ganha um frasquinho (20ml) de azeite da marca Andorinha e pode retirar na loja um postal para participar da promoção e concorrer à viagem. Com o postal em mãos, é só acessar o hotsite segundadoverde.com.br e postar uma frase com as palavras Spoleto, Andorinha, Verde e Sabor. O post mais criativo será o vencedor, que ganhará passagem de ida e volta para Portugal, com direito a acompanhante e todas as despesas de hospedagem e alimentação pagas durante sete dias. O vitorioso vai conhecer in loco as plantações de oliveiras e o lagar do futuro (que será inaugurado em set