quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Brasileiro valoriza ficar em casa e quer gastar com alimentos frescos

Brasileiro valoriza ficar em casa e quer gastar com alimentos frescos
Nos Estados Unidos, onde 52% dos consumidores estão ansiosos sobre o futuro, 42% querem ficar em casa para aliviar o estresse, segundo uma pesquisa da consultoria Boston Consulting Group (BCG) realizada com 24 mil pessoas em 21 países. Na zona do euro, a ansiedade atinge 53% e 33% querem a segurança do lar. Em um contexto econômico muito mais pujante, o percentual de brasileiros ansiosos é menor (40%), mas o desejo de ficar em casa é um dos mais altos entre os países pesquisados: 51%. A pesquisa, com 650 entrevistados nas cidades de São Paulo, Recife (PE) e Porto Alegre (RS) entre março e abril, mostra que, enquanto a população dos países em crise procura a segurança do lar para gastar menos, os brasileiros querem gastar mais para ficar em casa. Estão dispostos a aumentar os desembolsos para ter um lar bem decorado e equipado, onde possam reunir a família e amigos. Isso deve se refletir no consumo de móveis, decoração e eletrônicos, como TVs e videogames. Já na hora de se divertir fora de casa, a ordem é economizar - 47% das pessoas ouvidas querem gastar menos com entretenimento; 45%, com restaurantes à la carte; e 44%, com fast-food.

Além da reforma e decoração da casa, os alimentos frescos estão no topo das preferências do brasileiro. Mais de 30% não querem economizar com frutas, verduras, legumes, laticínios, frango, carne e sucos. O levantamento também mostrou que 15% dos entrevistados no Brasil estão dispostos a pagar mais caro por produtos "verdes", mais do que os 9% observados na pesquisa de 2010. A parcela dos que sempre compram esse tipo de item ainda é pequena, mas subiu de 4% para 6%, enquanto 48% afirmam nunca comprar produtos menos agressivos ao ambiente.

Fonte: Valor Econômico (via Mercado & Consumo)

Idoso quer rótulo legível e pausa durante compra

Idoso quer rótulo legível e pausa durante compra
A consultoria A.T. Kearney entrevistou 3 mil pessoas em 23 países, inclusive o Brasil, para tentar entender de que os consumidores com mais de 60 anos sentem falta na hora de fazer compras. A conclusão é que os varejistas e fabricantes não atendem às necessidades desse grupo que, de acordo com a pesquisa, gastou US$ 8 trilhões globalmente em 2010 e vai desembolsar US$ 15 trilhões por ano até 2020, o equivalente a 30% do poder de compra mundial. A pesquisa mostrou que o consumidor maduro faz compras de forma muito diferente da geração jovem. Eles não precisam de velocidade. Pelo contrário, querem olhar os produtos com calma. O mercado que tem lanchonete ganha pontos, porque permite um intervalo no meio das compras - 75% de quem tem mais de 70 anos diz que sente falta de cadeiras nas lojas.

Ir ao supermercado não tem o objetivo único de atender a uma necessidade, sendo também quase um evento social. O varejo de bairro também é preferido, já que é mais próximo e menor. Ainda segundo o levantamento, quem tem mais de 60 anos é leal a marcas e ser barato não é o valor principal de um produto. Em busca de qualidade, esse consumidor quer ler o rótulo, inclusive as informações nutricionais. Nessa hora, esbarra nas letras pequenas. No grupo de 60 a 70 anos, 58% dos entrevistados disseram não conseguir ler rótulos direito, mesmo quando usam óculos ou lentes. Esse índice aumenta para 66% no público de mais de 80 anos.

As promoções de volume, que entregam mais mercadoria pelo mesmo preço, e os produtos "tamanho família" não atraem. Como muitas vezes os filhos já saíram de casa, o consumo é menor e o prazo de validade dos itens extras pode vencer. Como também não necessariamente vai às compras de carro, leva poucos itens e faz várias compras por semana. A pesquisa também mostrou que o idoso não quer produtos específicos para sua idade.

Fonte: Valor Econômico (via Mercado & Consumo)

Riachuelo aposta em lojas Pool e bandeira feminina

Riachuelo aposta em lojas Pool e bandeira feminina
A Riachuelo, uma das principais varejistas de moda do país, estuda a criação da rede Pool, baseada em sua marca própria jovem masculina. Até março de 2012, deverá ser lançada a bandeira Riachuelo Mulher, com lojas específicas em produtos para mulheres, em áreas entre 700 e 1.000 metros quadrados em shopping centers. A expectativa é inaugurar 80 pontos de venda nesse modelo até o fim de 2013, e as lojas da Pool serão abertas após o início das operações da Riachuelo Mulher. A varejista espera fechar 2011 com 135 lojas em operação no mercado brasileiro.

Fonte: Mercado & Consumo

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

AFRAS realiza o 3º Simpósio de Responsabilidade Social

AFRAS realiza o 3º Simpósio de Responsabilidade Social
Rumo a uma economia mais verde no Franchising será o tema dos debates

A Afras realizará no próximo dia 19 de outubro a terceira edição do Simpósio de Responsabilidade Social. Com o tema “Rumo a uma economia mais verde no Franchising”, o eventoirá reunir especialistas e para discutir a sustentabilidade no setor.

“Cada vez mais empresas e pessoas estão dispostas a mudar seus padrões de produção e consumo”, destaca o presidente da Afras, Claudio Tieghi. Para ele, o grande desafio das empresas hoje é incorporar um modelo de economia verde que leve em conta o meio ambiente e a inclusão social.

O encontro contará com palestras de grandes nomes da área como Ricardo Voltolini (Ideia Sustentável) Giovani Barontini e Marcelo Rocha (Fábrica Éthica Brasil), Paulo Itacarambi (Instituto Ethos) e Alexandra Litchtemberg (Ecohouse), que debaterão os caminhos a serem seguidos em direção a um franchising mais sustentável. Além disso, haverá apresentação de cases de empresas que possuem iniciativas verdes, como Ambev, Antilhas, Grupo Boticário e Martin-Brower.

Sobre a AFRAS
A Associação Franquia Sustentável foi criada há seis anos dentro da ABF com o objetivo de promover a cultura da gestão socialmente responsável nas empresas associadas. Entre outros projetos, a Afras elaborou, em parceria com o Instituto Ethos, os indicadores de responsabilidade social do setor de franquias e, com a Fábrica Éthica Brasil e o Instituto Socioambiental, é responsável pelo Programa Franchising de Baixo Carbono, iniciativa inédita que visa reduzir e compensar os gases causadores de efeito estufa (GEE) provenientes do consumo de energia, gás, combustíveis e descarte dos resíduos sólidos e orgânicos das redes de franquia.

Serviço
3º Simpósio de Responsabilidade Social
Local: Auditório da Associação Brasileira de Franchising
Data: 20 de outubro de 2011
Horário: 8h30 às 17h30
Endereço: Av. das Nações Unidas, 10.989, Conj. 112, Vila Olímpia, SP
Público-alvo: Franqueadores, franqueados, fornecedores e executivos do
setor, outros profissionais interessados em adquirir conhecimento para a gestão sustentável dos negócios.
Investimento: R$ 150,00
Associados Afras: 50% desconto
Mais informações: http://www.afras.com.br/

Dia das Crianças: Alta do dólar pode levar consumidor a realizar suas compras em um número maior de parcelas

Dia das Crianças: Alta do dólar pode levar consumidor a realizar suas compras em um número maior de parcelas
Para 43,0% dos lojistas da capital mineira a alta do dólar é um dos fatores que pode prejudicar as vendas para o Dia das Crianças. A pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), no período de 15 a 22 de setembro, apontou também que os juros altos, a crise econômica e a inflação são os outros fatores, que segundo os entrevistados, podem prejudicar as vendas. “Os empresários acreditam também que com a disparada do dólar o consumidor vai preferir comprar em um número maior de parcelas”, explicou a economista da CDL/BH, Ana Paula Bastos. “Como o dólar encarece produtos como alimentos e combustíveis, o consumidor pode dar preferência aos bens de primeira necessidade, optando por parcelar outros produtos”, acrescentou.

De acordo com 63,0% dos empresários entrevistados, a expectativa é de que os consumidores paguem suas compras parceladas no cartão de crédito, seguido das seguintes formas de pagamento: a vista no cartão de crédito (27,0%), dinheiro (5,0%), cartão de débito (2,0%), crediário/carnê (1,0%), cheque pré-datado (1,0%) e à vista no cheque (1,0%).

O ticket médio esperado por 55,0% dos lojistas entrevistados não deve ultrapassar os R$ 50. Para 24,0% o valor do presente deve ficar entre R$ 51 e R$ 100, seguido de 11,0% que acreditam que as compras ficarão entre R$ 101 e R$ 250. Para 10,0% dos entrevistados as crianças receberão presentes entre R$ 251 e R$ 500.

Para 54,0% dos entrevistados as vendas em 2011 serão melhores que as do ano anterior; 36,0% acreditam em vendas iguais e 10,0% acham que haverá queda.

A estratégia mais utilizada pelos lojistas para atrair os clientes será a publicidade e propaganda de acordo com 31,0% dos entrevistados, seguida de promoções (22,0%), vitrine atrativa (12,0%), descontos (12,0%), variedade de marcas e produtos (8,0%), outros que incluem brincadeiras com as crianças, bom atendimento e panfletagem (7,0%), prazos de pagamento (6,0%) e brindes (2,0%).


Meu Amigo Pet espera faturar R$ 1 milhão em 2011

Meu Amigo Pet espera faturar R$ 1 milhão em 2011
Exponencial crescimento de 20% ao ano do mercado de animais de estimação anima pet shop virtual que espera alavancar faturamento de R$ 1 milhão em seu primeiro ano de atuação

Apoiado no crescimento contínuo do mercado de pet shop no país, o Meu Amigo Pet, loja virtual especializada em produtos para animais de estimação – www.meuamigopet.com.br -, espera fechar o ano de 2011 com um faturamento aproximado de R$ 1 milhão.

Segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos para Animais de Estimação (Anfalpet), o mercado brasileiro de pet shop movimentou em 2010 cerca de R$ 11 bilhões em negócios envolvendo rações, medicamentos veterinários, além de equipamentos e acessórios (produtos de higiene, embelezamento etc.) e serviços. De acordo com a entidade, esse mercado vem apresentando uma exponencial evolução com taxas em torno de 20% de crescimento nos últimos anos. Estima-se que o número de animais de estimação no Brasil é de 98 milhões.

De acordo com Daniel Nepomuceno, CEO da Internet Pool, empresa de comércio eletrônico detentora da loja virtual Meu Amigo Pet, o setor está cada vez mais aquecido e irá alavancar ainda mais o portal. “Somente em São Paulo são mais de 4 mil pet shops, o mesmo número de padarias. É impressionante a expansão desse mercado. E, com a tendência crescente de e-commerce também, só temos a evoluir ainda mais. Nossa expectativa é chegar a R$ 1 milhão no faturamento, já em nosso primeiro ano de atuação”, afirma.

Para atingir essa meta, o pet shop virtual aposta, além do potencial do setor, no atendimento personalizado ao cliente. “No Meu Amigo Pet temos como um dos principais valores ser o melhor amigo do melhor amigo do nosso cliente, o animal de estimação. Para isso, contamos com qualidade e variedade de produtos, buscando cativar o usuário desde o primeiro contato”, conta Nepomuceno. O portal conta com aproximadamente 150 mil visitantes únicos por mês.

Prova do bom atendimento realizado pelo portal, o Meu Amigo Pet recebeu o Prêmio Quality na categoria Excelência na prestação de serviços ao consumidor. O prêmio nasceu com o objetivo de reconhecer, distinguir e premiar a gestão de empresas e instituições que se destacam no mercado brasileiro.

O executivo do Meu Amigo Pet acredita que a qualificação do prêmio só vem para atestar o trabalho e a seriedade que o portal tem com o cliente e o universo dos pets. “Existe um comitê que avalia as empresas, criando pedidos, ligando em nosso atendimento, testando realmente todos os nossos serviços. E, ser destacado nesse sentido é mais uma segurança para o consumidor e para nós um prazer imenso. O trabalho é reconhecido e premiado, acredito que toda equipe de qualquer empresa gostaria de receber um prêmio. Isto nos faz querer ser cada vez melhores para nossos consumidores”, finaliza Nepomuceno.

Antilhas quer duplicar volume de negócios em quatro anos e também aposta no setor de franquias

Antilhas quer duplicar volume de negócios em quatro anos e também aposta no setor de franquias
Empresa mostra como está preparada para o crescimento, durante a 11ª Convenção ABF do Franchising, no Uruguai, entre os dias 02 e 06 de outubro

Parceira do setor de franquias há anos, a Antilhas participa da 11ª Convenção ABF do Franchising, entre os dias 02 e 06 de outubro, no Hotel Conrad, em Punta Del Este (Uruguai). O evento, realizado pela Associação Brasileira de Franchising, reunirá as principais redes, fornecedores, empresários, executivos e renomados especialistas do segmento de franquia pela primeira vez fora do Brasil.

Durante o evento, serão discutidos os principais temas que envolvem o sistema, haverá ainda espaço para debates, troca de experiências sobre as práticas em gestão, marketing e operação de franquia. O tema desta edição será: “A primeira Convenção Internacional da ABF. Atravessando fronteiras para unir interesses - A revolução do Franchising: tecnologia, multimídia e pessoas”, a estimativa da ABF é reunir 550 participantes.

A Antilhas, que é líder no fornecimento de soluções em embalagens para lojas e processos produtivos no mercado de franquias, terá um estande para apresentar seus novos serviços e embalagens, além disso, realizar ações de relacionamento com os profissionais que atuam no setor para reforçar o compromisso da empresa com a inovação, pioneirismo e sustentabilidade.

A meta da Antilhas é duplicar o volume de negócios até 2015. Para acompanhar o ritmo de evolução deste setor, a empresa passou por mudanças estratégicas. “Hoje estamos prontos para antecipar tendências do mercado e atender de forma ainda mais ágil e flexível as necessidades dos clientes”, afirma Bruno Baptista, diretor comercial da Antilhas. Nos últimos dois anos, a Antilhas investiu 12% do seu faturamento em softwares, equipamentos, treinamentos, capacitação de colaboradores, além de registro de patentes.

No setor de franquias, a Antilhas é a fornecedora de grandes redes, como: Água de Cheiro, Carmen Steffens, O Boticário, Havaianas, Puket, L’Occitane, Contém 1g, Lacqua di Fiori, Kopenhagen, Le Postiche, Ofner, entre outras.

“Participar da convenção é muito importante para acompanhar as tendências do setor, principalmente porque buscamos sempre levar as novidades em primeira mão para nossos clientes. É um momento também para estar mais próximo do cliente e entender cada vez mais as necessidades do seu negócio”, acrescenta Cláudia Sia, gerente de marketing e planejamento da Antilhas.

Serviço:
11ª Convenção ABF do Franchising
Data: 02 a 06 de outubro
Local: Hotel Conrad – Punta del Leste (Uruguai)
Mais informações sobre o evento: http://www.convencaoabf.com.br/

Grupo Pão de Açúcar recebe prêmio como "Melhor Varejista" em evento mundial

Grupo Pão de Açúcar recebe prêmio como "Melhor Varejista" em evento mundial
Empresa é eleita a melhor rede de varejo em mercado emergente no 5º Oracle World Retail Awards, na Alemanha

O Grupo Pão de Açúcar foi reconhecido como a melhor empresa de varejo com atuação em mercados emergentes durante o 5º Oracle World Retail Awards, na noite de ontem. Entre os finalistas, concorreram varejistas da Turquia, África do Sul e Emirados Árabes. A eleição foi feita por um grande juri, composto pela elite do varejo mundial e líderes da comunidade internacional.

Entre os diferenciais levados pelo GPA para análise da organização destaca-se o pioneirismo da Companhia em várias frentes: relacionamento com o consumidor, ecommerce, gestão sustentável, e sua estrutura multiformato, que permite atender a diferentes perfis de consumidores em um país como o Brasil, de grandes dimensões continentais. Outro ponto relevante apresentado pela Companhia diz respeito ao seu crescimento. Em cinco anos, a Companhia triplicou seu faturamento, saltando de R$ 16 bilhões, em 2005, para R$ 44 bilhões, em 2010, com indicadores financeiros que demonstram resultados sustentáveis, especialmente ao longo dos últimos dois anos.

O Vice Presidente de Relações Corporativas do GPA, Hugo Bethlem, esteve presente ao evento e recebeu a premiação ao lado da diretora de marketing e estratégia do Grupo, Cristina Serra. “Esse prêmio é resultado do trabalho e da dedicação dos mais de 160 mil colaboradores que temos no Brasil e reflete o potencial do nosso país.” relata.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Vídeo: Tesco/Home Plus

Ola a todos.

Como crescer no mercado sem necessariamente aumentar o numero de lojas?

Foi através dessa questão que a Tesco/Home Plus conseguiu um excelente resultado, trazendo "a loja" para seus consumidores, através de uma estratégia brilhante.

Prova de que é possível produzir resultado com muita criatividade.

Como sempre diz uma grande amiga minha, Beth Furtado (@furtado), o varejo é cada vez mais efêmero.

Segue o vídeo:




Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
FALANDO DE VAREJO
@falandodevarejo

Shopping Center Norte é multado em R$ 2 mi e terá que fechar

Lar Center e Carrefour que também funcionam no complexo, também terão suas atividades suspensas.

O shopping Center Norte foi multado em R$ 2 milhões nesta terça-feira pela Prefeitura de São Paulo. Os técnicos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente também determinaram a suspensão das atividades do shopping, dos estacionamentos, e das lojas Carrefour e Lar Center, que funcionam no mesmo complexo.
O motivo da multa e da suspensão é o não atendimento às exigências feitas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), que multou o estabelecimento na semana passada por não ter instalado um sistema de extração de gases.

O shopping e as lojas têm 72 horas para suspender totalmente suas atividades, medida válida por tempo indeterminado, até que o estabelecimento comprove o cumprimento das exigências ambientais.

Procurada, a assessoria de imprensa do shopping disse que não tinha conhecimento da multa, mas que a administração iria se manifestar ainda hoje.

CONTAMINAÇÃO

O estabelecimento, construído em 1984 sobre um antigo lixão, sofre com a decomposição de material orgânico do subsolo, o que tem jogado gás metano, em níveis perigosos, para o interior de algumas lojas, segundo relatórios da Cetesb.

No último dia 16, a companhia colocou todo o terreno do Center Norte na sua lista de áreas contaminadas críticas e disse que havia risco de explosão.

A aplicação da multa da Cetesb, de R$ 17.450 por dia, é válida por um mês e deve persistir enquanto o shopping não cumprir as medidas impostas pela Cetesb.

Segundo o Center Norte, um sistema para extração do gás opera há 40 dias e outros oito sistemas similares estão sendo instalados em pontos estratégicos.


Fonte: FOLHA/UOL


Varejo espera fechar setembro com alta de 4,8% nas vendas

Varejo espera fechar setembro com alta de 4,8% nas vendas
De acordo com o IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), após uma redução da taxa de crescimento, a economia deve passar por um arrefecimento nos próximos meses

O IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), estudo realizado todos os meses pelo IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) com seus associados, aponta alta de 4,8% em setembro, em relação ao mesmo período do ano passado. Confirmando a expectativa de arrefecimento da atividade econômica, o volume de vendas também deve apontar alta de 4,7% em outubro e de 5,6% em novembro, em comparação com os mesmos meses de 2010. Este é o quadro projetado pelos associados do IDV, após uma desaceleração da atividade varejista, em virtude de sinais de instabilidade na economia internacional.

Assim como as sondagens anteriores e os resultados da PMC (Pesquisa Mensal do Comércio), o segmento de bens não-duráveis estima crescimento entre 1% e 2% para os próximos meses, números muito mais discretos do que os outros segmentos. É importante salientar que, historicamente, este setor tem o maior peso nas medições do IBGE e contribui com cerca de 40% no índice da PMC.

O segmento de bens semiduráveis, como vestuário, calçados, livrarias e artigos esportivos, estima crescimento entre 4% e 11% para os próximos meses, com alta do ritmo de vendas em outubro e novembro, impulsionado pelo Dia das Crianças e as festas de fim de ano. Em contraste, o varejo de bens-duráveis, como móveis, eletrodomésticos, material de construção, parece que se molda melhor frente às oscilações do mercado e mantém perspectivas positivas para os próximos meses, com taxas de crescimento entre 7% e 10% até novembro.

Nos últimos meses, o noticiário econômico foi marcado pela guinada na política monetária interna e as dificuldades conjunturais das economias maduras, sobretudo a Zona do Euro e os tímidos números observados nos Estados Unidos. Os agentes financeiros internacionais prevêem um longo período de estagnação para os países do primeiro mundo. Na agenda econômica interna, as últimas semanas foram movimentadas, com o anúncio de corte nos gastos do governo, a inesperada queda de 0,5% da taxa básica de juros e a confirmação de desaceleração do PIB. Além disso, a inflação ainda se encontra em patamares acima do desejado, que, anualizada, atinge 7,23%, a mais alta desde junho de 2005.

Sobre o IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas)

Criado em outubro de 2007, o IAV-IDV é um índice que consolida a evolução das vendas efetivamente realizadas pelos associados do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo), com o intuito de projetar expectativas para os próximos meses e, assim, servir de base de informação para a tomada de decisão dos executivos do varejo.

Para se chegar aos números apresentados pelo IAV-IDV, as empresas associadas reportam seus próprios resultados e suas expectativas sobre vendas no futuro. Em seguida, estas respostas são ponderadas de acordo com o respectivo porte de cada empresa, para que se alcance indicadores como o volume de vendas e o faturamento nominal. Os dados extraídos pelo indicador têm permitido uma visualização mais ampla do comportamento do mercado para um período futuro de até três meses.

Sobre o IDV

O IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) representa 35 empresas varejistas de diferentes setores, como alimentos, eletrodomésticos, móveis, utilidades domésticas, produtos de higiene e limpeza, cosméticos, material de construção, medicamentos, vestuário e calçados. Atuante em todo o território nacional, o IDV tem como principal objetivo contribuir para o crescimento sustentável da economia brasileira, além do desenvolvimento do varejo ético e formal.

Conheça as empresas associadas: Bob´s, BR Home Centers, C&A, C&C Casa e Construção, Decathlon, DPaschoal, Drogasil, Droga Raia, Fnac, Fototica, Grupo Dimed-Panvel, Grupo Pão de Açúcar, Insinuante, Itapuã Calçados, Kalunga, Leo Madeiras, Leroy Merlin, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Lojas Cem, Lojas Leader, Lojas Renner, Lojas Riachuelo, Lojas Marisa, Magazine Luiza, mmartan, O Boticário, Pernambucanas, Polishop, Quero-Quero Casa e Construção, Ráscal, Telhanorte, Tok&Stok, Walmart e GS&MD- Gouvêa de Souza.

Pão de Açúcar homenageia Fabiana Murer

Cerca de 300 executivos do Grupo Pão de Açúcar, incluindo o próprio presidente do Conselho, Abilio Diniz, se reuniram nesta segunda-feira (26), para homenagear a atleta Fabiana Murer pela conquista do primeiro ouro brasileiro nos Mundiais de Atletismo. Na oportunidade, a campeã mundial do salto com vara em Daegu, na Coreia do Sul, recebeu do Grupo um cheque que oferece seis meses de supermercado grátis e uma placa de homenagem. A premiação cedida pelo Pão de Açúcar serve de estímulo para a atleta, que vem se preparando cada vez melhor para as olimpíadas de Londres, no próximo ano.

Fabiana é patrocinada pelo Pão de Açúcar desde novembro de 2008 e em seu currículo coleciona excelentes resultados como quando atingiu o recorde nos jogos Pan-Americanos do Rio, (com 4,60m) e ganhou a medalha de ouro na competição.

Curso: Os desafios e os caminhos para franqueadores alcançarem o sucesso na gestão da rede de franquias

Curso: Os desafios e os caminhos para franqueadores alcançarem o sucesso na gestão da rede de franquias
O IINF/Grupo Bittencourt mostra como gerenciar uma rede de franquias, no curso que será realizado nos dias 20 e 21 de setembro, em São Paulo

O setor de franquias estima crescimento de 15% em faturamento neste ano, segundo a Associação Brasileira de Franchising. Diante desse cenário, é preciso saber como enfrentar os desafios de administrar uma rede de negócios, conhecer as melhores práticas e como alcançar e manter o sucesso de toda a rede. Esses são alguns dos principais temas tratados por especialistas na 18ª edição do curso “Como Gerenciar uma Rede de Franquias”.

Reconhecido por sua qualidade e aprovado por mais de 500 executivos, o curso será realizado nos próximos dias 20 e 21 de setembro, das 9h às 18h, no Hotel Hampton Park, em São Paulo (SP). O curso elaborado pelo Instituto de Inteligência em Negócios e Franchising (IINF) será apresentado por Claudia Bittencourt, diretora-geral do Grupo Bittencourt, e conta ainda com outros especialistas.

Além de trocar experiências com seus pares e profissionais do setor, os participantes terão a oportunidade de assistir a palestras com consultores do Grupo Bittencourt, com um franqueador destacado do mercado para mostrar sua experiência de gestão, e ainda com um advogado especializado em franchising, que falará especialmente dos aspectos jurídicos da relação entre franqueador e franqueado visando à redução de eventuais conflitos.

A programação dinâmica e envolvente inclui a apresentação de um modelo de gestão eficaz para o sucesso da rede de negócios, de modo a melhorar os resultados e motivar os franqueados da rede. Além de preparar os profissionais para atuar no mercado, o curso proporciona novos conhecimentos e uma oportunidade de crescimento pessoal. Podem participar do curso pessoas que desejam atuar no sistema de franquias, estudantes de administração, franqueadores, potenciais franqueadores, gestores e operadores de negócios em rede.

“Num período de efervescência do mercado de franquias em escala mundial, e em especial no Brasil, o curso é um investimento fundamental para os empreendedores”, acrescenta Claudia Bittencourt. As vagas são limitadas e os associados ABF (Associação Brasileira de Franchising) ganham desconto.

SERVIÇO:
Curso: “Como Gerenciar uma Rede de Franquias”
Data: 20 e 21 de setembro
Horário: 9h às 18 horas
Local: Hotel Hampton Park - Alameda Campinas, 1213, Jardins, São Paulo
Inscrições: Viviane Marques - cursos@bcef.com.br ou (11) 3660-2201
Mais informações: http://www.bittencourtconsultoria.com.br/



RDI abre inscrições para o "2011 International Store Design Competition"

Concurso promovido pelo Retail Design Institute premiará os melhores trabalhos de Design para Varejo do mundo.

Veja abaixo mais informações sobre o concurso (em inglês):

The Retail Design Institute invites contract design firms and retail in-house design teams to submit projects for the 40th annual International Store Design Competition. Eligible projects are those completed between November 2, 2010 and November 1, 2011.

The original store design competition, now in its 40th year, this event attracts the best of the best in Store Design worldwide. The industry's only totally peer reviewed competition, managed by each chapter in turn. An average of over 200 international entrants vie for top awards.

The Retail Design Institute's competition celebrates exceptional retail design projects. From full-line department stores to manufacturer's showrooms, a full spectrum of retail design is represented through 20 competition categories.

Winners of the 2011 competition, including Store of the Year, will be announced at a special banquet and awards ceremony to be held in January 2011, concurrent with the National Retail Federation's annual convention in New York.

Mais informações: http://www.retaildesigninstitute.org/news/163

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

ABF-Rio desvenda os aspectos financeiros do Franchising

ABF-Rio desvenda os aspectos financeiros do Franchising
A Associação Brasileira de Franchising Seccional Rio de Janeiro oferece, dia 22, o seminário Aspectos Financeiros do Franchising na sede da ABF-Rio, Centro, para investidores interessados em um dos segmentos que mais cresce no país e faturou mais de R$ 75 bilhões só em 2010.

O palestrante José Schwartz, diretor financeiro e administrativo da ABF-Rio, vai abordar questões como investimento inicial, capital de giro, royalties, balanço patrimonial e demonstrativo de resultado, cálculo de ponto do equilíbrio e, principalmente, análise de viabilidade da franquia.

O curso faz parte do Programa de Capacitação em Franchising e os interessados podem entrar em contato para mais informações pelo e-mail comunicacao@abfrj.com.br




Comissão aprova uso de equipamentos eletrônicos fora do caixa de lojas

Comissão aprova uso de equipamentos eletrônicos fora do caixa de lojas
A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou hoje proposta que permite a utilização de equipamentos eletrônicos, como calculadoras, em locais fora do caixa dos estabelecimentos comerciais. A medida está prevista no Projeto de Lei 7587/10, do deputado Décio Lima (PT/SC).

A Lei 9532/97, que altera a legislação tributária federal, obriga as empresas de venda a varejo ou de prestação e serviços a utilizar o emissor de cupom fiscal (ECF), um equipamento eletrônico que regista as operações de venda e controla a arrecadação de tributos.

Essa mesma norma também impede que as lojas utilizem, em qualquer espaço de atendimento ao público, qualquer outro “equipamento que possibilite o registro ou o processamento de dados relativos a operações com mercadorias ou com a prestação de serviços”, nos termos da lei.

Fraude fiscal

O objetivo da regra, de acordo com o relator da proposta, Renato Molling (PP-RS), é evitar que as empresas usem equipamentos diferentes do ECF para operações de venda, burlando, assim, suas obrigações tributárias.

Segundo Molling, contudo, os termos atuais da lei vêm gerando problemas de interpretação. “Ocorre que, frequentemente, tem ocorrido que calculadoras utilizadas como forma de atendimento a dúvidas de clientes ou apresentação de orçamentos, atividades não ligadas às vendas efetivas, sejam enquadrados como esse tipo de equipamento e, consequentemente, passíveis de notificação pela fiscalização”, explicou.

De acordo com o PL 7587/10, o uso de outros equipamentos de processamentos de dados ficará proibido somente nos caixas, onde são realizadas operações de pagamento. Dessa forma, os vendedores poderão utilizar tecnologias auxiliares em locais diversos das lojas, como no setor de exposição de produtos.

Substitutivo

O projeto foi aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Econômico na forma de um substitutivo, que mantém o objetivo principal do texto e apenas deixa mais claras as mudanças propostas. O substitutivo acrescenta ao texto, por exemplo, que os equipamentos de auxílio aos vendedores que não se destinem ao registro efetivo da venda serão permitidos.

Tramitação

A proposta tramita de forma conclusiva e segue agora para análise das comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agencia Camara dos Deputados

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Shopping das Banheiras quer abrir 100 lojas até 2015

O Shopping das Banheiras, especializado em banheiras e spas, pretende abrir 100 pontos de venda até o final de 2015, no sistema de franquias. Para isso, pretende investir R$ 20 milhões em ações de marketing e consultoria para pesquisa de campo, localização de pontos de venda e seleção de franqueados. A primeira loja aberta através do sistema de franquias está localizada em Jundiaí (SP). Até o final de 2011 a empresa pretende atingir a marca das dez lojas, sendo três franquias. As próximas inaugurações acontecem nas cidades de Guarulhos e Osasco, na Grande São Paulo.

Fonte: Mercado & Consumo



Leroy Merlin quer chegar a 40 lojas no Brasil até 2015

A rede de materiais de construção Leroy Merlin afirmou ontem à redação do Mercado & Consumo que mantém seus planos de investimento no mercado brasileiro para os próximos anos. A empresa abrirá até o final deste ano mais três pontos de venda, em Uberlândia (MG), Rio de Janeiro e Brasília (DF), fechando 2011 com quatro novas unidades e um total de 25 lojas no país. Atualmente, a rede está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás e Distrito Federal. Até 2015, o planejamento inclui a abertura de pelo menos outras 15 unidades, totalizando 40 no país. No período 2010/2015, o investimento previsto é de R$ 1 bilhão.

Fonte: Mercado & Consumo

terça-feira, 20 de setembro de 2011

C&A inaugura loja com novo conceito de arquitetura e design no Jacareí Shopping (SP)

No próximo dia 22 (quinta-feira), a C&A, maior rede de varejo de moda do Brasil, inaugura sua 1ª loja na cidade de Jacareí, no Jacareí Shopping (centro da cidade). A ampliação da presença da marca no interior paulista está em linha com a missão da empresa de democratização da moda, levando produtos modernos e atuais, com preços acessíveis.

A unidade será inaugurada seguindo o novo modelo de arquitetura e design implantado pela rede, que proporciona aos clientes uma experiência inovadora de compra, em um espaço moderno, funcional e estimulante. Inspirado no dia a dia das grandes cidades, o conceito de decoração passeia por temas como internacionalidade, diversidade, modernidade e inovação.

Em sintonia com as ações de sustentabilidade da C&A, a unidade contará também com um coletor de lixo eletrônico, no qual será possível descartar de forma ecologicamente correta celulares, pilhas, baterias usadas, entre outros equipamentos.

Para a abertura, a C&A prepara algumas ações especiais: 10% de desconto nas compras realizadas com o cartão C&A até o dia 25/09 (exceto celulares e eletrônicos), entrega de sacolas diferenciadas e retornáveis (até o final do estoque) e ofertas exclusivas de inauguração (até o final do estoque).

No total, a C&A já está presente no estado de São Paulo com 66 lojas.

Novo conceito de loja

A loja com novo conceito de arquitetura e design foi inspirada no dia-a-dia das grandes cidades e utiliza conceitos como internacionalidade, diversidade, modernidade e inovação. Desenvolvido pela agência de design norte-americana Chute Gerdeman, o design da loja foi premiado, em 2008, pela revista Retail Week, a mais importante publicação da Inglaterra sobre o setor de varejo, como a “Loja da Semana”.

Aliando design moderno e conforto, com iluminação e exposição das peças totalmente diferenciadas, já na entrada da loja são percebidas as mudanças. Uma ampla passarela foi criada para recepcionar o cliente e a iluminação valoriza os produtos e suas cores. As coleções também ganharam destaque expostas em vitrines e mesas de vários tamanhos e com diversos manequins.

A loja ainda possui um lounge, localizado na frente dos provadores, para proporcionar maior conforto aos acompanhantes, enquanto os clientes experimentam as roupas. Os provadores contam com uma dupla de espelhos, um para a frente do corpo e outro para as costas; bancos de apoio, vários cabides, portas no lugar de cortinas e maior espaço interno.

Este novo conceito utiliza, ainda, cores atrativas e forros em diferentes alturas para demarcar as divisões entre as seções e as marcas. Desta forma, o cliente tem mais facilidade para circular e escolher o produto de sua preferência.





segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Gleisi Hoffmann participa de reunião do IDV

Encontro com a ministra-chefe da Casa Civil abordou a modernização das relações de trabalho e a possibilidade de empresas de todos os setores varejistas terem acesso a financiamentos do BNDES com taxas de juros de longo prazo

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, participou nesta segunda-feira (19/9) da reunião plenária do IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), na capital paulista. Durante o encontro, foram debatidos assuntos como modernização das relações de trabalho e a possibilidade de empresas de todos os setores varejistas terem acesso a financiamentos do BNDES com taxas de juros de longo prazo e utilizarem recebíveis de cartão de crédito como garantia.

Gleisi Hoffmann ressaltou que a estabilidade econômica do Brasil é a grande meta da presidente Dilma Rousseff. “Não adianta fazermos inúmeros projetos se não houver desenvolvimento econômico. É preciso ter geração de empregos e distribuição de renda, mas para isso é preciso haver consumo. A presidente Dilma é muito preocupada com a retomada do crescimento, e a redução da pobreza foi fundamental para a elevação do consumo no Brasil. Ter um setor miserável da sociedade é muito vergonhoso para todos. Por isso, lançamos o Plano Brasil Sem Miséria, para tirar da linha da pobreza 16 milhões de brasileiros. A intenção da presidente é colocar o país na lista dos mais desenvolvidos do mundo”, explica a ministra, que também ressaltou a importância da educação para viabilizar este desenvolvimento. “Elaboramos diversos programas , inclusive com a distribuição de bolsas de estudos no exterior. A educação é um importante pilar que sustentará este desenvolvimento”.

Na reunião com os associados do IDV, a ministra afirmou que a presidente tem se dedicado muito à eficiência da gestão pública. “As áreas de saúde, justiça e transporte são focos importantes da atuação do governo. Além disso, a presidente Dilma tem desenvolvido várias ações no setor de infraestrutura, e grandes obras já estão sendo finalizadas”.

O presidente do IDV, Fernando de Castro, ressaltou a necessidade de haver um planejamento estratégico de longo prazo para o varejo. “O Programa Brasil Maior pode dar mais espaço para o varejo, e colocamos o IDV à disposição do governo”, finaliza Castro.

Classes A e B compram mais produtos piratas que D e E

Classes A e B compram mais produtos piratas que D e E
Desde que a pesquisa da Fecomércio-RJ e da Ipsos começou a ser realizada em 2006, esta é a primeira edição em que mais da metade - 52% - dos consumidores brasileiros assumiu ter comprado produtos piratas em 2011. Em números absolutos, isso representa cerca de 74,3 milhões de pessoas.

Em relação a 2010, quando 68,4 milhões de brasileiros compraram produtos falsos (o que representa 48%), houve um aumento de 6 milhões de brasileiros que passaram a consumir produtos piratas.

Outro dado alarmante do levantamento mostra que houve um aumento expressivo na adesão dos consumidores das classes A e B. Enquanto em 2010, essa camada social representava 47% dos consumidores da pirataria, neste ano esse percentual pulou para 57%.

Outra faixa de renda que elevou o número de consumidores que adquirem mercadorias piratas foi das classes D e E, passando de 39%, em 2010, para 44%, em 2011. Em compensação, a classe C reduziu seu percentual de 53% para 52%, na mesma base comparativa.

Preço continua sendo o principal motivo

A principal justificativa apresentada para a compra dos produtos falsificados continua sendo o preço mais em conta. Já o fato de os produtos serem mais fáceis de se encontrar e de estarem disponíveis antes do original vêm logo em seguida.

Justificativas para o consumo de pirataria em 2011
MotivosTotalClasse ABClasse CClasse DE
Preços mais em conta96969795
Mais fácil de se encontrar1481619
Está disponível antes do original98107
Alguns produtos podem ser descartáveis71057
Para alcançar um "status" que o produto original traz2423
Não sabe / Não respondeu0--01
Fonte: Fecomercio-RJ/Ipsos


Justificativas para o consumo de pirataria em 2011

Apesar de ter consciência sobre a ilegalidade e os prejuízos da pirataria, os brasileiros não mudam sua atitudes. Para se ter uma ideia, 82% dos consumidores das classes A e B acreditam que a pirataria alimenta a sonegação de impostos.

Para esses consumidores, os produtos falsificados também oferecem prejuízo ao fabricante ou artista (80%) e prejudica o faturamento do comércio (75%). No entanto, etses consumidores acreditam cada vez menos que esses produtos causam desemprego e alimentem o crime organizado.

Produtos piratas mais adquiridos

Entre os produtos piratas mais escolhidos pelos brasileiros, o destaque continua sendo CD/DVD, seguido por brinquedos, artigos de moda (roupa, óculos, relógio, calçado e bolsa), programas de computador e equipamentos eletrônicos. Confira na tabela abaixo:

Fonte: UOL ECONOMIA

Cencosud acelera expansão no Brasil

Cencosud acelera expansão no Brasil
A Cencosud, varejista chilena com US$ 12,2 bilhões em vendas na América do Sul, conta com um plano agressivo de crescimento no Brasil. Pessoas próximas à rede confirmam o interesse da empresa em adquirir pontos que estão sendo fechados pelo Carrefour no país. Existem ainda análises em aberto para a entrada da cadeia de material de construção do grupo, a Easy, no Brasil. Também há aquisições de cadeias de supermercados em discussão, de forma que o crescimento da empresa se acelere. Após dois anos de conversas, a baiana Cardoso Supermercados, com três lojas, foi vendida para a Cencosud há um mês. É um processo de expansão que pode transformar a operação brasileira na segunda maior do Cencosud, ultrapassando a Argentina. Com US$ 836 milhões faturados no Brasil no segundo trimestre, as vendas da rede no país cresceram 148,8% em relação ao mesmo período de 2010. Com 736 lojas na América do Sul, o Brasil responde por 22% das vendas, contra 12% um ano atrás.

Ainda há outras frentes de negócios sendo trabalhadas. A rede tem acompanhado o fechamento das lojas do Carrefour no Brasil para verificar se há unidades (do tamanho de hipermercados) disponíveis no Nordeste e Sudeste. Os contatos entre as partes já teriam sido feitos. A rede ainda esteve sondando, para comprar, duas cadeias mineiras: Epa e Supermercados BH. Entre projetos já finalizados está a conversão das quatro lojas Super Família, adquirida em abril de 2010, em pontos da bandeira G.Barbosa. Outra empresa adquirida também em abril, a rede nordestina de delicatessen Perini, com nove pontos na Bahia, quer expandir seus negócios para o interior baiano e para outros Estados do Nordeste e do Norte. Procurado, o Cencosud preferiu não se manifestar sobre os planos no país.

Fonte: Valor Economico (via Mercado & Consumo)

Cetesb afirma que Shopping Center Norte corre risco de explodir

Cetesb afirma que Shopping Center Norte corre risco de explodir
Com registros de vazamento de gás metano, o Shopping Center Norte corre o risco de explodir, segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). O empreendimento de 110 mil m² na zona norte da capital paulista, construído no início dos anos 1980 sobre um antigo lixão, entrou, assim, para a lista de "áreas contaminadas críticas" do Estado. Lugares sem ventilação, os como depósitos de lojas, seriam os pontos mais perigosos. Pelo complexo Cidade Center Norte, que inclui o Shopping Lar Center, o centro de exposições Expo Center Norte e o hotel Novotel, passam cerca de 800 mil pessoas durante os fins de semana. A Cetesb informou que há riscos detectados apenas no shopping, onde foi constatado gás metano em concentração acima de 5% da composição do ar em vários dias no mês de julho. O órgão pediu então medidas ao shopping, como a ventilação dos espaços fechados, como as galerias de telefonia e de esgoto e os depósitos das lojas. A Cetesb disse que no fim de agosto o shopping apresentou um plano que não atenderia às necessidades.

O Shopping Center Norte respondeu informando que monitora constantemente a concentração de metano no subsolo do empreendimento, que está diretamente relacionada ao uso do local antes da construção do shopping, e não às atividades atuais. Além disso, o metano não é um gás tóxico e, assim, não oferece risco à saúde de lojistas e clientes. Disse também que não foi constatado risco iminente de explosão e que, nos 27 anos de vida do shopping, nenhum incidente foi registrado. Todas as lojas do centro de compras foram inspecionadas e em nenhuma, segundo a administração do Center Norte, foi registrada a presença do gás. O shopping informou também que neste ano o Auto de Verificação de Segurança (AVS) e o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) foram renovados.

A administração do shopping, atendendo a determinações da Cetesb, contratou um time de especialistas que está aprofundando os estudos ambientais da área e implementando um sistema de extração do metano do subsolo.

Fonte: Mercado & Consumo

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Rio de Janeiro vai à Expo Franchise Lisboa

Rio de Janeiro vai à Expo Franchise Lisboa
O advogado especialista em legislação de franquias, Dr. Luiz Felizardo Barroso, levou um grupo de empresários cariocas interessados em internacionalizar suas marcas franqueadoras em missão de empreendedorismo e conhecimento de tendências no setor para a 16ª edição da EXPOFRANCHISE, de 13 a 15 de maio, no CCL (Centro de Congressos de Lisboa), em Lisboa, Portugal. A feira, considera uma das maiores daquele país é referência em ponto de encontro de pessoas interessadas em avançar no setor. Organizada pelo escritório de Advocacia Felizardo Barroso & Associados e o Instituto de Informação em Franchising com o apoio do Sebrae/RJ. Luiz Felizardo Barroso, que é conselheiro fiscal da Associação Brasileira de Frachising seccional Rio de Janeiro (ABF-Rio), mostrará aos brasileiros como captarem novos clientes e expandirem suas marcas fora do Brasil. Entre as empresas que seguem em missão para Portugal estão as redes MegaMatte e Guetta Franchising. Atualmente 37 marcas brasileiras operam exterior. A feira também será uma oportunidade de brasileiros franquearem empresas portuguesas.

Curso: Ampliando a experiência de consumo

Curso: Ampliando a experiência de consumo
Curso promovido pelo Grupo Cherto ensina como fidelizar o cliente através do atendimento.

APRESENTAÇÃO
Em um mercado de empresas e produtos similares, no qual o consumidor encontra inúmeras opções de onde comprar, e com o crescimento do e-commerce, a estratégia para diferenciação e fidelização dos clientes passou a ser a de oferecer uma “experiência de consumo”.

Neste treinamento apresentaremos as tendências do varejo, os conceitos sobre “Experiência de Consumo” e como preparar a equipe para implantar um padrão de atendimento que possa transformar seus clientes em fãs.

CONTEÚDO:: O varejo na era da experiência de consumo;
:: O consumidor que deseja viver experiências;
:: Transformando o PDV em PDR: Ponto de relacionamento;
:: A experiência de consumo depende de pessoas.

METODOLOGIA
Seminário expositivo, com interação dos participantes, exercícios, troca de experiências e material de apoio para acompanhamento do programa.

INVESTIMENTO
R$ 850,00
* Para pagamentos à vista será concedido desconto de 5%.

O QUE INCLUI
:: Material didático impresso
:: Apresentações
:: Certificado de participação
:: Almoço e coffee-breaks

INSTRUTOR
AMÉRICO JOSÉ DA SILVA FILHO - Instrutor parceiro da Cherto, graduado em Comunicação Social, com especialização em Marketing e formado pela Franchising University. Atua em treinamento e consultoria nas áreas de vendas e atendimento, motivação, qualidade, serviços, tendo prestado consultoria para empresas como Bayer, Bibi Calçados, Bit Company, O Boticário, Bradesco, Bob’s, Casa do Pão de Queijo, Claro, Farmais, Ipiranga, Oi, Yazigi e outros. Autor de livros e artigos sobre atendimento e vendas. Colaborador das revistas: Abcfarma, BonGen, Novo Meio, Meu Próprio Negócio,
Panvendas e Ponto da Beleza.

SERVIÇO:
Curso: Ampliando a experiência de consumo
Data: 28 de setembro de 2011
Horário: das 8h30 às 18h
Local: Mercure São Paulo Jardins- Alameda Itu, 1151 – Cerqueira César
Informações/ Inscrições- Entre em contato pelo tel. (11) 3549-9910 ou e-mail: atendimento@cherto.com.br
Inscrições online: http://www.cherto.com.br/novosCursos/cursos/programa_ampliando_experiencia_consumo.htm




M.A.C inaugura loja no Shopping VillaLobos

M.A.C inaugura loja no Shopping VillaLobos
Espaço oferece atendimento personalizado às clientes, além de um mix com mais de mil produtos

O shopping VillaLobos oferece, a partir deste sábado (17/09/2011), mais uma opção de compras para os seus clientes: a nova unidade da M.A.C, que inaugura com 78m². Esta é a 21ª loja da marca no país e segue o novo padrão global de design, com linhas arejadas e displays que convidam o consumidor a testar, conhecer e interagir com os produtos de maquiagem, skincare e acessórios.

Entre os serviços oferecidos pela loja, está o atendimento personalizado, por meio do qual os artistas M.A.C oferecem aplicações de maquiagem às clientes, revelando dicas, segredos e técnicas de maquiagem, como por exemplo demonstração dos produtos que podem destacar partes do rosto como olhos, lábios e contornos.

A nova unidade inaugura com um mix de mais de mil itens, entre eles, clássicos como base líquida Face and Body, as linhas Prep+Prime, Mineralize e Skincare e os famosos blushes e batons. Entre as novidades está a nova coleção M.A.C Semi Precious, inspirada na flora brasileira e que traz pedras semipreciosas do Brasil na composição, criando uma linha de maquiagem mineral.

Os produtos M.A.C são conhecidos por combinar cores ricas e criativas, looks irreverentes e acabamentos variados. Sua linha de produtos para a pele, como bases de maquiagem e corretivos, é uma das mais completas do mundo, com uma gama de cores, tons e texturas que cobre a ampla diversidade de tons de pele da brasileira.

Serviço:
M.A.C Cosmetics – Shopping Villa Lobos:
Endereço: Avenida das Nações Unidas, 4.777 - Piso 2 - (11) 3024 3766
http://www.maccosmetics.com/
SAC M.A.C 0800 282 8998




quinta-feira, 15 de setembro de 2011

PROVAR/FIA anuncia abertura de inscrições de trabalhos acadêmicos para o 16º Prêmio Excelência em Varejo

PROVAR/FIA anuncia abertura de inscrições de trabalhos acadêmicos para o 16º Prêmio Excelência em Varejo
Com objetivo de incentivar a produção de estudos relacionados ao varejo brasileiro, o PROVAR (Programa de Administração do Varejo), da FIA (Fundação Instituto de Administração), abre inscrições para o 16º Prêmio Excelência em Varejo. Professores, pesquisadores, alunos e profissionais, ligados às áreas varejista, de consumo e de distribuição, têm até o dia 15 de setembro para enviar seus trabalhos.

Os estudos selecionados integrarão o livro “Varejo Competitivo”, classificado com conceito A na Capes. Trata-se de uma série histórica voltada à publicação de coletânea de artigos que apresentam real contribuição ao conhecimento da dinâmica do mercado de consumo.

A série Varejo Competitivo oferece importantes referenciais do setor, tendo reunido, nas 15 edições anteriores, estudos voltados a relevantes temáticas como hábitos de compra e formas de organização de shoppings, supermercados, e lojas virtuais.

Mais informações sobre o formato de apresentação dos trabalhos, critérios de seleção e prazos podem ser obtidas pelo site http://www.provar.com.br/ ou pelo telefone (11) 3091-6045.

Sobre o Provar:

O Programa de Administração de Varejo da Fundação Instituto de Administração (FIA) foi criado em 1992 e tem por objetivo promover pesquisas, estudos, publicações, consultoria e treinamento para o setor de varejo de bens e serviços. Consolidado como o maior centro acadêmico de investigação nas áreas do varejo e mercado de consumo do Brasil, o Provar envolve a participação regular de mais de cinqüenta professores, vinte pesquisadores em caráter permanente, além de alunos do mestrado e doutorado da FEA/USP.
Sob sua supervisão já foram realizados mais de 5 mil horas por ano de programas de treinamento, bem como projetos de consultoria e educação no Brasil e na América Latina (México, Chile e Argentina), tendo registrado em 2005 o treinamento de mais de três mil profissionais.

Dia do Cliente

Dia do Cliente
Olá a todos.

Como todos sabem, no dia 15 de Setembro, é comemorado o Dia do Cliente.

Não somente para se criar uma data de homenagem ao cliente, essa data foi criada nessa data em virtude de duas questões, sendo essas um hiato entre o Dia dos Pais (Agosto) e Dia das Crianças (Outubro), buscando possibilitar alguma ação comercial sobre o tema, em contrapartida, segundo fontes da Internet, nesta data também nasceu o comandante Rolim, fundador da TAM, um ícone do bom atendimento.

A palavra cliente pode ter diversos sentidos. Para uma indústria, seu cliente é o varejo, assim como para o varejo, na grande maioria dos casos, cliente pode ser o consumidor do produto.
Falando de Varejo (desculpe o trocadilho com o blog), eu particularmente não concordo com a questão “Dia do Cliente”. Infelizmente, com a qualidade de atendimento que temos encontrado hoje, por mais que se empenhem varejistas e instrutores, a questão de um dia especial me soa de certa forma até mesmo pejorativa.

Como se dá um “Dia especial” ao cliente?

Com melhores descontos?
Melhor atendimento?
Estendendo um tapete vermelho à sua entrada?

Não seriam esses itens todos os princípios básicos de um bom atendimento, e que deveriam ser melhor cativados ao longo de todos os 365 dias do ano?

O que poderíamos encontrar? Callcenters mais atenciosos? Vendedores mais educados? Um nível melhor de orientação sobre produtos e ofertas?

Será que nós, varejistas ou profissionais relacionados ao varejo, não deveríamos ser atenciosos e solícitos aos nossos clientes em todos os momentos?

Ainda tenho certeza que vou encontrar alguma pérola de marketing oferecendo alguma atenção especial nesse dia. Faça melhor. Faça com que todo dia seja “Dia do Cliente”.

Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
Falando de Varejo
@falandodevarejo
www.falandodevarejo.com.br

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Mr. Mix cresce 29% em um mês

Mr. Mix cresce 29% em um mês
Rede fechou o mês de agosto com 24 lojas e chegará a 31 até o final de setembro

Com seu plano de expansão em alta, a Mr. Mix, rede especializada em milk shakes do Brasil, prevê crescer 29% em setembro. A rede fechou o mês de agosto com 24 lojas em operação e chegará a 31 unidades até o final de setembro.

“A procura por milk shakes e sorvetes não pára e tem crescimento contínuo, é um mercado aquecido aqui no Brasil”, comenta Clederson Cabral, sócio-fundador da rede. A procura dos empreendedores por este setor “gelado” se dá pelo desenvolvimento deste mercado aqui no país, movimentando por ano cerca de 2 milhões de reais.

Com cinco inaugurações para este mês, a rede aproveita o final do inverno para continuar com sua expansão arrojada. “Com a chegada da primavera a procura pela marca aumenta, o que acelera nosso crescimento”, diz Cabral.

As novas unidades estarão divididas entre a região sudeste e centro-oeste do país. São duas novas lojas em Goiás (Anápolis e Trindade), São Paulo (Caraguatatuba) e duas em Minas Gerais (Divinópolis e Três Corações).

A Mr. Mix irá abrir mais 20 lojas até o final do ano e pretende chegar a 100 lojas em 2012. Ao todo são 29 unidades espalhadas pelo Brasil e outras 37 em fase de implantação.





MegaMatte leva sustentabilidade para a Rio Franchising Business 2011

MegaMatte leva sustentabilidade para a Rio Franchising Business 2011
A rede MegaMatte, especializada em lanches saudáveis, participa com mais de 200 marcas da 5ª Rio Franchising Business, uma das feiras de franquias mais importantes do mundo, entre os dias 15 e 17 de setembro, no RioCentro. Nesta edição, a empresa reforça o seu posicionamento em relação à sustentabilidade, com investimento em copos 100% biodegradáveis, que serão utilizados na distribuição de mate orgânico, carro-chefe da empresa. "Como normalmente isso gera um volume de lixo muito grande, produzimos um copo diferenciado especialmente para o evento", afirma Fátima Rocha, diretora executiva da rede.
A empresa enxerga o evento como uma oportunidade para apresentar alguns de seus projetos. "Queremos falar sobre as ações do sistema de Comércio Justo, conceito no qual estamos inseridos com a cadeia produtiva de erva-mate orgânica, e sobre nossa participação no Programa Franchising de Baixo Carbono, promovido pela Associação Franquia Sustentável (AFRAS-ABF), que busca incluir em seu funcionamento mecanismos para contabilizar, reduzir e compensar a emissão de gases de efeito estufa (GEEs). Cinco unidades franqueadas da MegaMatte participarão do programa para, juntas, reduzirem as emissões geradas com o consumo de energia, água, efluentes líquidos e resíduos sólidos", destaca Rogério Gama, diretor de desenvolvimento da rede.

A marca já está presente no Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Minas Gerais. Seu plano de expansão contempla unidades na região Sul, prevê oportunidades em cidades do interior e ainda em outros Estados. "Recebemos mais de 1.300 visitantes em nosso estande na edição do ano passado. Isso gerou um bom volume de negócios, feitos através dos contatos. Em 2011, esperamos aumentar esse número de visitações e receber visitantes também em nosso quiosque na praça de alimentação, que oferecerá os principais produtos da MegaMatte", completa a empresária.

A MegaMatte participará também do calendário oficial de palestras da feira. No dia 17, às 15h, Rogério Gama falará sobre Supervisão e Controle de Redes Franqueadas.

Four Style lança novos modelos de franquia na Rio Franchising Business

A grife Four Style, especializada em activewear (roupas para atividades físicas), participa, pela primeira vez, da 5ª edição do Rio Franchising Business, de 15 a 17 de setembro no RioCentro, Rio de Janeiro. A empresa, que faz parte do grupo Soares Pereira, referência em franchising, lançará oficialmente seus modelos compactos de franquia, além dos tradicionais. Com investimentos de R$ 22.900,00, R$30.200,00 e R$ 42.600,00, os novos formatos foram desenvolvidos para academias, clubes e condomínios. No stand também será possível encontrar peças com até 70% de desconto. A expectativa da empresa é aumentar em cerca de 30% o faturamento com novos negócios após a feira.

Além da marca, a empresa possui uma fábrica que fornece cerca de 80% dos produtos colocados nas lojas. “Em função disto, estamos reestruturando a fábrica para atender a demanda de produção. Nosso plano de expansão prevê a abertura de duas lojas franqueadas ainda este ano, além das duas lojas próprias, uma no Shopping Plaza Niterói e outra no Recreio Shopping”, afirma André Luis Soares Pereira, diretor executivo da marca. Para 2012, o grupo pretende abrir de seis a 12 lojas franqueadas no Estado do Rio de Janeiro.

Nos planos da rede há áreas de interesse como cidades do interior do Rio, São Paulo e Minas Gerais. Voltada para o esporte, a marca tem fortalecido o seu posicionamento através do patrocínio de atletas e apoio a causas sociais, o que traz um diferencial no momento em que a cidade vive novas oportunidades em consequência do calendário esportivo. “Pretendemos abrir de 15 a 20 lojas até a Copa”, sinaliza André Luis.

Saiba mais sobre a Four Style:
Com o slogan da “Atitude, entusiasmo, movimento e vibração” a Four Style, fundada em 2007, tem como público-alvo mulheres e homens das classes A e B. Todas as roupas desenvolvidas reproduzem conforto e corte que não fica escorregando do corpo durante a atividade física em tamanhos P, M e G. A Four Style possui fabricação própria e ainda possibilita que seus clientes comprem suas peças nos sistemas de atacado (mínimo de 25 peças, que podem ser diferente) e varejo.

A marca trabalha com tecidos inteligentes e ecológicos (fibra de bambu) de avançada tecnologia, desenvolvidos com a finalidade de otimizar a performance do atleta, os produtos atendem a todas as faixas etárias e transcendem as tendências da estação, permitindo trânsito livre das academias para o dia a dia.


C&A recebe inscrições para o 59º Programa de Trainees

C&A recebe inscrições para o 59º Programa de Trainees
Interessados podem se inscrever até 30 de setembro pelo site www.cea.com.br; programa tem duração de 15 meses


A C&A, maior empresa do varejo de moda do Brasil, recebe inscrições para o seu 59º Programa de Trainees. Até 30 de setembro, os interessados devem se inscrever pelo site da empresa, www.cea.com.br. Trata-se de um dos mais tradicionais programas do mercado e tem como objetivo selecionar novos talentos para atuar nas áreas de Negócios do Varejo e Compras.

Podem se inscrever candidatos graduados no período de dezembro de 2008 a dezembro de 2011 nos cursos de Administração de Empresas, Administração Mercadológica, Arquitetura, Comunicação, Comércio Exterior, Economia, Engenharia, Marketing, Relações Internacionais ou Moda.

Alguns dos requisitos exigidos dos candidatos são: inglês avançado, visão comercial, perfil desafiador e empreendedor, disponibilidade para viagens e mudanças de cidade ou estado, gostar de assumir riscos e habilidade para se relacionar e influenciar pessoas.

A seleção é composta por várias etapas. Durante o processo seletivo, o candidato faz prova de inglês e de raciocínio lógico. Em seguida, para aproximá-lo da cultura da C&A, ele também poderá participar de Meetings Virtuais em uma plataforma tecnológica que permite tirar dúvidas e a troca de experiências com trainees e executivos da empresa. O processo seletivo ainda inclui testes comportamentais, dinâmicas de grupo e, na etapa final, entrevista com diretores da empresa.

Benefícios

O Programa de Trainees da C&A é um dos mais antigos do gênero no Brasil, tendo sido lançado na década de 70, quando a empresa chegou ao país.

Aos trainees são oferecidos vários benefícios. Além do salário atrativo em relação ao mercado, a empresa oferece planos de saúde e odontológico, refeição, estacionamento, cartão de desconto em compras nas lojas C&A, entre outros.

O Programa

O treinamento tem duração de 15 meses e é composto por três módulos: operação de loja; compras e especialização dentro da área de atuação do trainee - Gestão de Negócios do Varejo (Loja) ou Compras (Produto). Depois deste processo, o trainee assume posição gerencial e passa a ser responsável por uma unidade de negócio da C&A e assumindo a gerência de uma Loja ou de uma categoria de produtos em Compras.

Os aprovados no processo serão contratados em 02 de janeiro de 2012.



terça-feira, 13 de setembro de 2011

Afras oferece curso voltado a líderes e gestores

Afras oferece curso voltado a líderes e gestores
Conhecimento Avançado de Sustentabilidade busca aprofundar os conceitos chave da sustentabilidade


A Associação Franquia Sustentável (Afras), promove o curso de Conhecimento Avançado em Sustentabilidade (CAS), que busca aprofundar os conceitos chave de sustentabilidade. O curso será dividido em dois módulos e acontecerá na sede da entidade nos dias 19 e 20 de setembro.

Voltado a gestores das empresas franqueadoras, franqueadas, arquitetos, engenheiros, fornecedores e outros profissionais interessados em obter conhecimento sobre planejamento, gerenciamento e comunicação da sustentabilidade, o curso abrangerá os temas “Sustentabilidade para líderes nas franquias” e “Projetos de Lojas Verdes”.

O CAS será ministrado pela arquiteta e urbanista Alexandra Lichtenberg, que desenvolveu experiência ao longo dos anos não só em construções sustentáveis, como também no planejamento estratégico, gerenciamento e operações de empresas, utilizando principalmente a metodologia do The Natural Step.

“A Afras acredita que para incorporar a sustentabilidade aos negócios, é essencial que os principais atores entendam os conceitos básicos e os insiram no centro da estratégia da organização, de suas operações, dos produtos e serviços, da governança e no engajamento dos stakeholders”, afirma Claudio Tieghi, presidente da entidade.

Sobre a AFRAS
A Associação Franquia Sustentável foi criada há seis anos dentro da ABF com o objetivo de promover a cultura da gestão socialmente responsável nas empresas associadas. Entre outros projetos, a Afras elaborou, em parceria com o Instituto Ethos, os indicadores de responsabilidade social do setor de franquias e, com a Fábrica Éthica Brasil e o Instituto Socioambiental, é responsável pelo Programa Franchising de Baixo Carbono, iniciativa inédita que visa reduzir e compensar os gases causadores de efeito estufa (GEE) provenientes do consumo de energia, gás, combustíveis e descarte dos resíduos sólidos e orgânicos das redes de franquia.

Serviço:
Conhecimento avançado em Sustentabilidade (CAS)
Quando: 19 e 20 de setembro de 2011
Onde: Sede da Afras – Av. das Nações Unidas, 10.989, conj. 112 – V. Olímpia - SP
Inscrições pelo email iara@afras.com.br ou pelo telefone (11) 3020-8831

Dia das Crianças: Expectativa de crescimento é de 3,0% a 5,0% em relação ao ano anterior

Dia das Crianças: Expectativa de crescimento é de 3,0% a 5,0% em relação ao ano anterior
O Dia das Crianças já ocupa importante posição dentre as datas comemorativas para o varejo. A expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) para a data em 2011 é de crescimento entre 3,0% a 5,0% em relação ao ano anterior. “Redução da taxa Selic e valorização do real, apesar de algumas altas do dólar contribuem para aumento do consumo”, afirmou a economista da CDL/BH, Ana Paula Bastos. “Além disso, o Dia das Crianças apresenta ao público os principais lançamentos para o Natal e serve como sinalização de termômetro de vendas para o fim do ano”, completou.

Para a economista da CDL/BH, produtos tradicionais como bonecas, brinquedos educativos, veículos, jogos e quebra cabeças continuarão sendo bastante procurados. Brinquedos relacionados a filmes e seriados do momento, vídeo games, bicicletas e eletrônicos também serão muito demandados. “Outros setores que deverão ser impulsionados por esta data são os setores de confecção e calçados e o ramo de livros infantis”, explicou Ana Paula.



Flagship Asics em São Paulo

No final de Agosto, a marca esportiva Asics inaugurou em São Paulo, na rua Oscar Freire a primeira Flagship Store das Américas.

O fato de ser primeira loja da Asics no Brasil faz parte de uma estratégia global da marca, que enxerga no país uma grande oportunidade de crescimento. Possui 400m2 incluindo um mezanino e apesar de seguir o padrão arquitetônico das demais unidades do mundo, como a de Tóquio e Nova Yorque, surpreendeu com o tamanho e projeto de Visual Merchandising da Prado Business Design, que trouxe detalhes como uma parede de vidro, que percorre a loja contendo uma imagem que se assemelha a um raio xis de um pé em movimento de corrida.

Outra criação da agência foi o logo gigante que fica no teto da loja e pode ser visto mesmo por quem passa do outro lado da calçada, já que além de tudo, a loja conta com uma vitrine que vai do piso a altura do mezanino. Além disso, a loja traz o exclusivo ASICS FOOT ID, o mais tecnológico sistema de análide de pisada do mercado brasileiro, assim como uma grande diversidade de produtos da marca, que normalmente não se encontra em uma loja só.

Na inauguração, o presidente da Asics Brasil recebeu todos os mais de 500 convidados, entre eles o piloto Rubinho Barrichello e atletas patrocinados pela marca como Diego Lopes da Seleção Brasileira de Hugby, Adenizia Silva da Seleção Brasileira de Vôlei e Guilherme Manocchio do Triathlon. Nomes do mundo empresarial como João Paulo Diniz, Tito Agelucci e Antônio Canedo, também foram conferir as novidades da marca. No comando das pickups, os apresentadores Marina Person e Felipe Solari animaram a comemoração.



Shopping Grande Rio promove palestra com o especialista em consumo na classe C

Shopping promove palestra com o especialista em consumo na classe C, Renato Meirelles, do Data Popular

O Shopping Grande Rio realiza, na quarta-feira (14/9), palestra gratuita sobre "Tendências da maioria. Como conquistar um mercado de R$1 trilhão", com Renato Meirelles, para empresários e líderes de lojistas do shopping.

Na palestra, o publicitário, sócio-diretor do Data Popular e especialista em mercados emergentes, ensinará como conquistar o novo mercado brasileiro, a classe C, que movimenta cerca de R$1 trilhão, em 2011. “Antes considerada apenas um nicho de mercado, a classe C hoje pode ser tida como o novo mercado brasileiro. É preciso abrir os olhos para a nova classe média brasileira, pois quem deseja ser líder de mercado hoje precisa, antes de tudo, liderar os emergentes”, explica Meirelles.

sábado, 10 de setembro de 2011

ABF lança Comitê de Microfranquias

ABF lança Comitê de Microfranquias
Como reconhecimento ao expressivo crescimento das operações de franquias de baixo investimento no país, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) criou recentemente uma diretoria adjunta de Microfranquias, considerando microfranquias, como aquelas de investimento de até R$ 50 mil e faturamento médio mensal de R$30 mil. O segmento, que surgiu em 2009, durante a ABF Franchising Expo, e é formado principalmente por franquias de serviço, já representa 5% do total das franquias brasileiras.

Agora, a ABF está lançando as bases para a criação do Comitê de Microfranquias, cujos objetivos centrais são organizar e desenvolver o setor. Este fórum permitirá a discussão, a troca de experiências e a construção de uma política para as microfranquias. O primeiro encontro do grupo acontecerá no próximo dia 13, das 15h às 18h, na sede da ABF (Av das Nações unidas, 10989- cl 112- 11º andar- Vl Olímpia). Nesta primeira programação os integrantes discutirão temas como a apresentação sobre o mercado de franquias e microfranquias e a organização da categoria no Brasil.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Sites buscam resolver problemas se preparando para o Natal

Sites buscam resolver problemas se preparando para o Natal
Setor deu vexame em 2010; lojas virtuais já estão ampliando centros de distribuição para garantir entregas em dezembro

O comércio eletrônico deu vexame no fim do ano passado, quando muitos sites não conseguiram entregar as encomendas a tempo para o Natal. A enxurrada de reclamações arranhou a confiança dos consumidores nas lojas virtuais, que precisarão provar neste ano que melhoraram o serviço.

Segundo Alexandre Umberti, diretor do e-Bit, consultoria especializada no setor, as vendas online apresentam taxas mensais de crescimento de 30% neste ano. Mantido esse ritmo, os pedidos pela internet alcançarão R$ 2,8 bilhões somente na temporada de fim de ano, entre os dias 15 de novembro e 23 de dezembro de 2011.

Grandes operações de comércio eletrônico ouvidas pelo iG, como Walmart, Nova Pontocom (que opera os sites do Pão de Açúcar, Extra, Ponto Frio e Casas Bahia) e Comprafácil, afirmaram que já estão investindo na ampliação de seus centros de distribuição e em logística para evitar problemas no fim do ano. As empresas veem oportunidade para ganhar participação de mercado dos concorrentes.

A Nova Pontocom já alugou no mês passado dois novos centros de distribuição, um em São Paulo e outro no Rio, para conseguir manter uma forte taxa de crescimento nas vendas no fim do ano.

O Walmart também está em negociações avançadas para alugar de um novo centro de distribuição no País. O grupo já possui dois depósitos em São Paulo para atender as operações de internet e, com o novo armazém, ganhará mais fôlego para expandir suas vendas online.Segundo Flávio Dias, diretor de comércio eletrônico do Walmart no Brasil, as vendas online do grupo crescem 60%. “Estamos crescendo duas vezes mais que o mercado”, afirma.

O Comprafácil investiu R$ 160 milhões na construção de um novo centro de distribuição, com 94 mil metros quadrados, que estará concluído nos próximos meses. “O local é três vezes maior do que o espaço que tínhamos no ano passado”, diz o diretor de marketing, Leandro Siqueira. O site espera um crescimento entre 45% e 50% na receita em 2011.

Transporte

“Os maiores problemas concentram-se no transporte das mercadorias. E isso esbarra nos Correios, que, por ser uma estatal, não possui a mesma velocidade de investimento do setor privado”, afirma Umberti, do e-Bit. Os Correios respondem por 60% das entregas no Brasil.

No ano passado, as reclamações foram tantas que o Ministério Público do Rio de Janeiro investigou quatro empresas – Americanas.com, Compra Fácil, Ponto Frio e a Ricardo Eletro, que pertence ao grupo Máquina de Vendas. O caso mais grave foi o da Americanas.com, que chegou a ser proibida de vender no Estado.

Gol

O diretor de cargas da Gol, Carlos Figueiredo, afirmou que os problemas na entrega do comércio eletrônico no ano passado não foram provocados por falhas das companhias aéreas.

“Na Gol, temos um grande fluxo de voos e espaço suficiente para transportar os produtos no porão dos aviões”, diz o executivo. Mesmo assim, a empresa investiu na construção de um novo centro logístico no aeroporto de Guarulhos, com 10 mil metros quadrados. O complexo entrará em operação antes do Natal, em novembro deste ano.

Apagão de mão de obra


Apesar dos investimentos que estão sendo feitos na ampliação das frotas de caminhões, o País enfrenta ainda um problema de escassez de mão de obra. “Há mais caminhões, mas não há caminhoneiros para dirigi-los”, afirma Umberti.

O Walmart decidiu contratar neste ano cargas inteiras dos caminhões, arriscando-se a pagar pela ociosidade do transporte, para não correr riscos com as entregas, afirma Dias. A varejista ainda está contratando mais pessoas para as operações de “picking” (coleta de mercadorias nos armazéns) e “packing” (empacotamento dos pedidos).

O Compra Fácil também triplicou o número de transportadoras terceirizadas contratadas para realizar as entregas. “2010 foi uma lição e neste ano não teremos os mesmos problemas”, diz.

Nota fiscal eletrônica

Em 2010, os sites afirmaram que a implementação da nota fiscal eletrônica justamente no fim do ano amplificou os problemas com as entregas. As falhas nos sistemas tumultuaram as operações, em um período já complicado para o varejo. Neste ano, pelo menos, as empresas já não terão as mesmas dificuldades.

Procuradas pelo iG, a Máquina de Vendas e a Americanas não quiseram se pronunciar.


Fonte: IG Economia

Plastrom Sensormatic é eleita melhor empresa em sistema de segurança eletrônica contra furtos.

Plastrom Sensormatic é eleita melhor empresa em sistema de segurança eletrônica contra furtos.
Índice de preferência dos varejistas pelas soluções da empresa saltou de 6% em 2010, para 11% neste ano


O ranking dos maiores fornecedores do país em 200 categorias de bens de consumo de massa e insumos/equipamentos para o autosserviço, que acaba de ser anunciado pela revista Supermercado Moderno, confirma a liderança da Plastrom Sensormatic em seu segmento.

Pelo 8º ano consecutivo, a Plastrom Sensormatic recebe o Prêmio TopFive 2011 como a melhor em sistema de segurança eletrônica contra furtos. Na pesquisa, a empresa também se destaca entre as mais lembradas. Do total de 132 respostas, o percentual de varejistas que citou a marca neste ano subiu para 17% -- em 2010, foi 10%.

“Temos muito a comemorar, inclusive porque o índice de preferência pela Plastrom Sensormatic é maior do que a soma dos índices das outras empresas que integram o TopFive de sistema de segurança eletrônica contra furtos”, observa Gilberto Vasconcelos, diretor geral da Plastrom Sensormatic.

A seu ver, esse resultado demonstra que a Plastrom Sensormatic entende a necessidade de seus clientes, oferecendo não só equipamentos de segurança eletrônica, mas também todo o suporte e consultoria necessários para que o varejista transforme perdas em lucros e potencialize a gestão de sua loja. “Além disso, neste ano estamos investindo na oferta de soluções personalizadas a cada cliente e oferecendo recursos tecnológicos inéditos no Brasil, por meio da parceria com a Tyco Electronics”, explica Vasconcelos, acrescentando que, “com essa estratégia, a Plastrom Sensormatic espera manter a liderança no setor pelos próximos anos”.


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Bridgestone traz ao país modelo de loja própria

Bridgestone traz ao país modelo de loja própria
Atenta ao crescimento da participação dos importados no mercado brasileiro de reposição automotiva e às mudanças de hábito do consumidor, a Bridgestone, fabricante de pneus que detém as marcas Bandag, BTS e Firestone, trouxe para o Brasil seu modelo de lojas próprias. Sob a bandeira CarClub Firestone, a primeira unidade já está em funcionamento na capital paulista e a meta é abrir entre cinco e dez novos pontos por ano até 2020, com investimento unitário de R$ 600 mil a R$ 800 mil. Nos primeiros dois ou três anos de implantação, conta o gerente-geral de vendas e marketing de consumo da Bridgestone Brasil, Alexandre Lopes, as unidades serão operadas diretamente pela companhia. A partir dessa data, a intenção é trabalhar com as modalidades de licenciamento ou franquia. Atualmente, a Bridgestone opera no varejo brasileiro de pneus por meio de 514 revendas exclusivas para atendimento a veículos de passeio e utilitários e outras 140 unidades especializadas em veículos de carga (caminhões e ônibus). Segundo o executivo, não haverá concorrência entre as lojas próprias e as revendas.

Fonte: Valor Econômico (via Mercado e Consumo)

Sebrae lança cursos online gratuitos para varejistas

Sebrae lança cursos online gratuitos para varejistas
Previsão é que 13,2 mil empreendedores participem do projeto Varejo Fácil, destinado à melhoria da gestão de micro e pequenas empresas

O Sebrae lança no próximo dia 12 de setembro o Varejo Fácil, pacote educativo de capacitação a distância voltado para atender às necessidades do comércio varejista de pequeno porte. Ao todo, serão disponibilizados seis cursos online – pelo site www.sebrae.com.br - com conhecimento direcionado para a gestão dos negócios.

Cada módulo terá cinco turmas, cada uma com duração de 30 dias. Serão oferecidas 200 vagas por turma. As inscrições são gratuitas e a previsão é de que até o final deste ano 13,2 mil empreendedores individuais, sócios de micro e pequenas empresas e futuros empresários participem da formação.

De acordo com o diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, o objetivo da instituição ao criar o projeto Varejo Fácil é disponibilizar conhecimento suficientemente útil para gerar um diferencial competitivo às microempresas e empreendedores, além de aperfeiçoar a gestão e, consequentemente, ampliar o faturamento e a renda. “Os pequenos negócios do varejo são fortes agentes distribuidores de produtos no comércio de vizinhança. Como o mercado é globalizado e o consumidor, cada vez mais exigente e bem informado, o desafio é atender bem para que o cliente retorne à loja outras vezes, construindo assim uma relação fidelizada com a loja”, enfatizou Carlos Alberto.

Atendimento ao Cliente, Técnica de Vendas, Gestão de Pessoas, Visual de Loja, Controles Financeiros e Formação de Preços e Vendas são as linhas temáticas de cada módulo. Elas foram definidas pelo Sebrae a partir da percepção das demandas mais recorrentes entre os varejistas. Uma iniciativa anterior que envolvia um modelo presencial de aulas, em parceria com a Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad), permitiu que o Sebrae pudesse coletar junto ao público-alvo as carências práticas e técnicas, e promovesse a elaboração do novo material.

Alguns cursos já ofertados pelo Sebrae foram remodelados e adequados ao comércio varejista. O Sebrae em Santa Catarina implementou o projeto piloto em 2010, devido à forte presença do varejo no estado. Na ocasião, foram oferecidos cinco módulos, online e presencial. O Varejo Fácil aplicado contou com a inscrição de mais de 23 mil pessoas, das quais 16% de Santa Catarina e os demais participantes, de outros estados e do Distrito Federal.

Em caráter experimental, o Sebrae abriu vagas no início de agosto para uma turma de cada um dos seis módulos, em nível nacional. Após a conclusão do módulo, o participante é avaliado e recebe uma certificação. O setor comércio tem grande predominância de pequenos negócios. No Brasil, atuam cerca de 3,1 milhões de empresas de pequeno porte. Desses, 39% representam empreendedores individuais, um dos principais focos do Varejo Fácil, totalmente online.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias